O tutor deve ficar atento e sempre observar os ouvidos dos animais de estimação
FreePik
O tutor deve ficar atento e sempre observar os ouvidos dos animais de estimação

As orelhas são partes sensíveis do corpo do cachorro e precisam de uma atenção especial. É comum que esses animais tenham problemas relacionados a umidade, que podem causar a proliferação de fungos e bactérias,  além de doenças mais sérias, como a otite.

Durante o dia a dia é sempre válido dar uma conferida nas orelhas do animal para garantir que está tudo bem e não há vermelhidão, excesso de cerúmen (cera de ouvido) ou cheiro forte no local. Todos os cães precisam desse cuidado, mas em especial algumas raças como  Dachshund, Basset Hound  e  Cocker Spaniel  por terem as orelhas caídas, que abafam os ouvidos e facilitam o acumulo de umidade.

Raças como o  Lhasa Apso, Shih Tzu, Maltês, Yorkshire Terrier  podem sofrer pelo acumulo de pelo e desenvolver dermatites e infecções na área. Por isso é fundamental que os tutores estejam atentos aos ouvidos dos pets e, se possível, façam a limpeza superficial dessas áreas. Os mesmos cuidados também devem ser tomados com os gatos.

O que usar para limpar os ouvidos dos cães

Antes de tentar fazer a limpeza dos ouvidos dos cachorros, o tutor precisa ter o produto adequado para isso. A médica veterinária Mariana Raposo orienta que os tutores tenham em casa a solução de limpeza otológica chamada Ceruminolítico, que age amolecendo o cerúmen presente no conduto auditivo do animal.

Para aplicar o produto, a veterinária indica que se use apenas um pedaço de algodão, equivalente a metade das bolinhas que vêm nas embalagens convencionais.

“O principal cuidado é não machucar o conduto auditivo do pet, por isso a limpeza é feita com o algodão. É importante escolher ceruminolíticos que possuam o bico flexível para evitar lesão na área”, diz a veterinária ao Canal do Pet.

Mariana ainda reforça que não se use hastes flexíveis para ajudar na limpeza, pois elas podem causar ferimentos no ouvido do cão, assim como perfurar o tímpano. “A limpeza deve ser feita apenas na parte alcançável e visível da orelha do cão”.

Leia Também

Leia Também

Quando é preciso fazer a limpeza?

Caso perceba qualquer sinal fora do normal, como cor, cheiro ou excesso de cera, leve o pet ao veterinário imediatamente
FreePik
Caso perceba qualquer sinal fora do normal, como cor, cheiro ou excesso de cera, leve o pet ao veterinário imediatamente

“Normalmente a limpeza já é feita nos pet shops. Se o pet toma banho em casa, ela pode ser feita na mesma frequência de banho dos pets ou de acordo com a orientação do médico veterinário”, diz a veterinária.

Caso o tutor note que o cão está sentindo algum incômodo ao mexer na orelha, coçando em excesso, chacoalhando constantemente a cabeça ou sentindo um mau cheiro na região, é preciso procurar ajuda de um médico veterinário o mais rápido possível e não tentar limpar o ouvid do pet. Estes são sinais de alerta que indicam que o animal pode estar com otite ou algum outro problema no conduto auditivo.

Dicas para uma boa limpeza

Mariana explica que o procedimento é simples. Primeiro o tutor deve colocar um pedaço de algodão na ponta do dedo e umedecer o mesmo com a solução de limpeza, seguindo as instruções do fabricante. “Comece retirando as sujeiras das extremidades da orelha e aos poucos progredindo para a parte mais interna”, orienta.

Conforme a limpeza vai acontecendo, o algodão tende a ficar sujo e deve ser trocado. A veterinária reforça que a limpeza deve ser feita apenas de forma artificial em todas as vezes e jamais deve ser forçada para dentro do conduto auditivo do cão. "Não se deve usar o mesmo algodão nas duas orelhas. É importante sempre trocar para evitar possível contaminação de uma para a outra caso o animal tenha algum problema”.

Uma limpeza mais profunda dos ouvidos dos animais de estimação devem ser feitas unicamente por um médico veterinário.

Para garantir que os pets tenham sempre ajuda quando necessário, o iG Pet Saúde oferece aos tutores consultas emergência e até opção de transporte ao veterinário. Confira  essas e outras vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para cães e gatos. Acompanhe o  Canal do Pet também no Telegram!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários