O melhor lugar para um Cocker Spaniel Americano é ao lado de seus tutores
Gustavo Fring/Pexels
O melhor lugar para um Cocker Spaniel Americano é ao lado de seus tutores

A origem da hoje conhecida como Cocker Spaniel Americano vem de quase mil anos atrás, quando cães Spaniel foram importados da Espanha para a Inglaterra. Por anos, a raça foi muito usada para a caça de pequenas aves,  como codornas e galinhas, o que deu origem ao nome da raça: Cock, de “galo” e Spaniel, que significa “cachorro espanhol”.

Os primeiros Cocker Spaniel foram levados para os Estados Unidos por volta do ano de 1880, não demorou muito para que a raça fosse reconhecida em solo americano, pelo National American Kennel Club (que mais tarde se tornaria apenas American Kennel Club), o que aconteceu no ano de 1884, mesmo ano em que o órgão foi fundado.

Após uma série de cruzamentos, os cães descendentes daqueles importados da Inglaterra já estavam com padrões bem diferentes e, em 1946, a AKC passou a reconhecer o Cocker Spaniel Americano e o Cocker Spaniel Inglês como duas raças totalmente diferentes.

Os Cocker Spaniel, apesar de fofos e carinhosos, são animais bem resistentes e musculosos. O Cocker Spaniel Americano, em comparação, é um pouco menor que o parente europeu. Ambos ainda foram por muito tempo utilizados para a caça, mas hoje são bem mais populares como cães de companhia.

Curiosidades sobre o Cocker Spaniel Americano

A cadela Lady, do filme
Reprodução/Walt Disney Studios
A cadela Lady, do filme "A Dama e o Vagabundo" é uma Cocker Spaniel Americana

A raça é muito popular nos Estados Unidos, chegou a ter um período de baixa, se recuperando em meados dos anos de 1980. O que talvez tenha ajudado a atingir o auge de popularidade da raça veio com a animação da Disney, de 1955, “A Dama e o Vagabundo”. No filme, a cadela Lady, uma Cocker Spaniel Americana, vive um romance com um cachorro de rua, denominado como “Vagabundo”. Em 2019, o filme ganhou uma nova versão, dessa vez com animais de verdade, sendo lançado diretamente para a plataforma de streaming da produtora.

No Brasil o Cocker Spaniel Inglês é mais comum do que a versão americana, por isso muitos acreditam que a “Dama” do filme seja um Cocker inglês.

Na embalagem de uma famosa marca de protetor solar, há um cachorrinho puxando a parte debaixo do biquíni de uma menina, esse cachorro é da raça Cocker Spaniel Americana.

Os ex-presidentes dos Estados Unidos, Herry S. Truman e Richard Nixon eram tutores de cães da raça. Oprah Winfrey também é tutora de uma cachorra, chamada Sadie,  pela qual ela se apaixonou após um ensaio fotográfico e adotou a cadela ainda filhote.

Um cachorro chamado My Own Brucie ganhou o prêmio “Best American Bred” (Melhor Cão de Raça), nos Estados Unidos, por dois anos seguidos, em 1940 e 1941. Quando faleceu, em 1943, com apenas oito anos, o jornal The New York Times publicou o obituário.

A personalidade do Cocker Spaniel Americano

Leia Também

Os cães dessa raça são cheios de energia e adoram realizar atividades físicas, mesmo sendo um cão pequeno, o ideal é que esse pet tenha um ambiente com espaço suficiente para poder brincar e correr, também adoram sair para passear com o tutor, o que também ajuda para evitar problemas de sobrepeso.

Esse cão é muito dócil e ama estar perto dos tutores. Eles são muito carinhosos e sensíveis, por isso não se dão muito bem quando ficam muito tempo sozinhos – algo representado muito bem pela cadela do filme da Disney.

Apesar de estar bem longe de ser um animal tímido, o Cocker Spaniel Americano pode ser um tanto reservado quando se trata de pessoas estranhas, embora não seja tão difícil conquistar a amizade desses cãezinhos.

Ótimos companheiros, convivem perfeitamente com crianças e outros animais. Podem ser um pouco teimosos, às vezes, mas nada que uma boa socialização não resolva . Eles são muito inteligentes, por isso não é difícil adestra-los, basta que sejam tratados com o carinho e respeito que merecem.

(Continue a leitura logo abaixo)

Leia Também


Higiene e saúde

O Cocker Spaniel Americano é uma excelente companhia para passeios
Carola Kpunkt/Pixabay
O Cocker Spaniel Americano é uma excelente companhia para passeios

Os pelos dos Cocker Spaniel precisam de cuidados especiais, com escovações diárias para evitar problemas como nós e embaraços. Os pelos nas orelhas são geralmente mais longos e nessa área o cuidado deve ser ainda mais rigoroso. Por serem mais longas, é comum que molhem quando tomam água e depois se sujem com a ração. Algumas pessoas costumam prender as orelhas dos cães com snoods (um tipo de touca) na hora das refeições.

Caso o tutor note um acúmulo anormal de cera ou secreções, deve levar o pet ao médico veterinário. Os banhos nesse pet devem ser dados pelo menos uma vez ao mês, ou caso o pet venha a se sujar em passeios ou brincadeiras. Realizar a tosa higiênica dos pelos também é recomendável, para evitar problemas de saúde.

O Cocker Spaniel Americano é um cachorro resistente e não tende a apresentar maiores problemas de saúde, mas para isso o tutor precisa ter certos cuidados com o pet, como a higienização das orelhas e ouvidos, para evitar problemas, como infecções. A otite canina, por exemplo, é bastante comum em cães da raça, então é recomendado que se faça a manutenção dos ouvidos ao menos uma vez por semana.

Problemas de obesidade são mais comuns com os Cocker Spaniel ingleses, mas é preciso ter cuidados para evitar o sobrepeso nesses cães, pois eles são também são suscetíveis a problemas de coluna e luxação de patela.

Doenças oculares também podem acometer a raça, por isso vale ter o mesmo cuidado com os olhos que se tem com os ouvidos, além de levar o pet para consultas regulares com um médico veterinário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários