A raça surgiu nos anos 1960, na Escócia, e é famosa em todo o mundo
tony park/Pixabay
A raça surgiu nos anos 1960, na Escócia, e é famosa em todo o mundo

Apesar de ser uma raça relativamente popular na internet, devido ao formato diferente das orelhas, que são arredondadas, a origem da raça Scottish Fold é bem recente, no ano de 1961, na Escócia.

Um criador de ovelhas chamado William Ross é reconhecido como o primeiro criador da raça, o pastor percebeu que havia uma gata na fazenda de um vizinho com uma aparência bem incomum para a época, longos pelos brancos e orelhas dobradas. Essa gata recebeu o nome de Susie.

A mãe de Susie era uma gata com orelhas retas, mas o pai era desconhecido, então não se sabe ao certo se a filhote recebeu essa característica do pai ou se se tratava de uma mutação genética da qual ela era o primeiro exemplar. William e a esposa adotaram um dos filhotes de Susie, que também nasceram com as orelhas dobradas, e o chamaram de Snooks.

A partir daí, o casal decidiu dar início a um programa de criação para a raça que viria a se chamar Scottish Fold, que significa “dobra escocesa”. Em apenas três meses estipula-se que tenham nascido cerca de 76 filhotes.

O primeiro registro oficial veio em 1966, mas em 1970 o Governing Council of the Cat Fancy deixou de realizar novos registros por preocupações com distúrbios causados pela dobra na orelha, como infecções, ácaros e até surdez.

Muitos criadores passaram a fazer melhorias, com cruzamentos com as raças Persas, American e Exotic Shorthair e o Birmanês, criando uma variedade de cores e pelagens, mas sempre mantendo as orelhas achatadas e um corpo arredondado. Após vários aprimoramentos, em 1978 a raça foi aceita em campeonatos da CFA (The Cat Fanciers' Association), maior associação de criadores de gatos do mundo.

Foram enviados três gatos aos Estados Unidos, para o pesquisador Neil Todd, de Massachusetts, para estudos de mutações espontâneas. Um dos filhotes foi enviado para Salle Wolf Peters, da Pensilvânia, que se tornou a principal responsável pelo desenvolvimento da raça na América do Norte.

A personalidade do Scottish Fold

O Scottish Fold pode ser visto em diferentes cores e tamanhos de pelagem
Gundula Vogel/Pixabay
O Scottish Fold pode ser visto em diferentes cores e tamanhos de pelagem

É um gato muito dócil e inteligente, sendo um pet calmo e brincalhão na medida certa, por isso pode se adaptar facilmente a qualquer tipo de ambiente, desde casas grandes com jardins a apartamentos menores.

Se dão muto bem com as pessoas de todas as idades e também podem conviver com outros animais de estimação sem o menor problema. Por ser um gatinho muto inteligente, pode ser facilmente treinado para aprender diversos truques,  como brincar de buscar objetos.

O Scottish Fold é do tipo que vai seguir o tutor por cada cômodo da casa e adora se aconchegar com a família no sofá. Eles amam ficar na presença dos humanos e receber carinho.

Ao contrário da crença popular sobre gatos, eles são muito apegados aos tutores e podem sofrer bastante quando são deixados sozinhos por muito tempo, por isso não são indicados para famílias que passam a maior parte do tempo fora de casa.

Apesar de muito sociável, não é de miar muito e tem dificuldades para demonstrar quando está com algum problema, por isso é importante que os tutores sejam presentes e fiquem atentos ao bichano.

Cuidados com a higiene

Devido às orelhas dobradas, essa raça precisa de cuidados maiores que outras, pois acumulam mais cera e precisam de limpezas mais constantes. Um pedaço de algodão ou pano umedecido com uma mistura de vinagre e água morna já pode ser o suficiente, mas é importante pedir a orientação de um médico veterinário. Hastes com algodão não devem ser usadas, pois podem machucar os ouvidos do animal.

Os cuidados com a pelagem, que pode ser vista em versões curtas ou longas (que são chamadas de shorthair e longhair) precisam de escovações semanais para evitar emaranhados e remover pelos mortos.

Banhos podem ser mensais ou em caso de maior necessidade, sempre tendo cuidado especial com as orelhas do pet.

Cuidados com a saúde

Dois gatos da raça Scottish Fold não podem ser cruzados entre si
Gundula Vogel/Pixabay
Dois gatos da raça Scottish Fold não podem ser cruzados entre si

No geral, o Scottish Fold apresenta uma boa saúde e não costuma ficar doente, mas existem alguns problemas que podem ser comuns na raça, como doença das articulações degenerativas que atingem o tornozelo, o joelho e a cauda, apresentando dificuldade de locomoção e rigidez.

Outros problemas graves são rins policísticos e cardiomiopatia hipertrófica. A raça ainda pode sofrer com um problema causado pelo gene responsável pela dobra nas orelhas, uma doença genética chamada osteocondrodisplasia, causada pelo cruzamento de dois gatos da mesma raça.

Esse cruzamento faz com que os filhotes apresentem problemas de crescimento e  artrite felina, que causa dores intensas e inflamações nas articulações. Após a descoberta do causador da doença, o cruzamento se tornou proibido.

Contudo, o Scottish Fold ainda pode ser cruzado normalmente com o Scottish Straight (“escocês reto”, em tradução livre), uma variação da mesma raça, mas que nasce com as orelhas retas. Uma curiosidade é que todos os filhotes nascem da mesa forma e apenas entre os 18 a 24 dias de vida as orelhas começam a se dobrar. Outra raça bem semelhante e que pode ser inclusa nas criações sem maiores alterações é o British Shorthair.

Para garantir que o seu pet terá toda a ajuda sempre que precisar, iG Pet Saúde está com novos planos. Cães e gatos podem contar com consultas de rotina e de emergência, cirurgias, vacinas e muito mais.  Conheça todas a vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para você e para o seu pet!

Acompanhe o Canal do Pet  e os maiores destaques do  Portal iG no Telegram!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários