Tamanho do texto

Saiba porque seu cão deve ter uma casinha e como escolhê-la

Ter uma casinha para cachorro é muito importante. Ela será o espaço dele, o local onde ele irá demarcar como seu território e construir sua personalidade. Com o tempo, começará a nascer uma relação do cão com seu lugar, gerando segurança, proteção, cheiro e conforto. Por isso é ruim você privar seu pet de ter esse espaço. 

Mais:  Precisa deixar o cachorro sozinho em casa o dia interio? Saiba o que fazer

Para cães que moram em casas e dormem no quintal, por exemplo,  ela é essencial para manter o bem estar dele, evitar doenças e controlar comportamentos inesperados. Então, ficou claro que ele ter uma casinha para cachorro não é apenas um luxo do dono, ela é importante para o bem estar do cão. 

É muito importante seu pet ter um lugar para chamar de seu
Reprodução Pinterest
É muito importante seu pet ter um lugar para chamar de seu

Veja agora várias informações que te ajudarão a entender a importância desse espaço próprio para o pet, como saber escolher a ideal para cada cachorro e como limpar e cuidar dela.

A casinha é o lar do cão

Os humanos temos uma grande necessidade de ter um espaço próprio para morar, descansar e chamar de nosso. Com os cães não é diferente. Assim como nós, eles terem um espaço é importante para que demarquem como território só dele, gerando uma relação de proteção, pertencimento, segurança e sentimentalismo, além de ajudar no adestramento deles ou quando estão doentes. Por isso é ruim privar o pet de ter um local só seu.

Os cachorro são animais que utilizam muito o olfato. Então, ter um lugar com o cheiro deles faz com que eles sintam que pertencem àquele lugar. Compartilhar odores em locais pequenos pode ser o motivo de brigas desnecessárias. Por todos esses motivos, é importante os donos terem em mente que o ideal é ter uma casinha para cada cão. 

É muito importante que seu pet tenha um lugar para chamar de seu
Reprodução Pinterest
É muito importante que seu pet tenha um lugar para chamar de seu

Se o seu animal é daqueles que dorme fora de casa, a casinha se torna ainda mais necessária. Dentro dela, ele estará protegido de problemas externos, como o frio e a chuva, que podem trazer complicações de saúde. Não é indicado manter os animais fora de casa em dias de tempestade ou trovão, mas se mesmo assim for necessário, é preciso que a casinha proteja ele do barulho e da luz, que pode causar pânico e estresse no bichinho.

Mas a casinha não seria uma jaula para o cão?

Não é! Ela não irá prender ou isolar seu cachorro, é apenas uma forma de mostrar para ele o quanto é importante que ele tenha um lugar só dele e você o seu. Cães são animais de toca, é da natureza deles buscar um refúgio.

Por isso, investir comprando ou fazendo uma casinha é uma ação de cuidado. Você irá perceber que oferecer essa opção para seu animalzinho o fará muito mais feliz, seguro e alegre. 

Mais:  Cama para gatos: como escolher a mais adequada para o seu?

Como escolher o melhor modelo

Para cães que dormem no jardim, o ideal é ter uma casinha de cachorro de madeira, de preferência com revestimento do teto de metal. Isso evita que penetre água em época de chuva e protege do frio. Ela também é muito indicada para cães maiores e mais fortes, que podem acabar destruindo muito rápido uma de outro material.

É muito importante que seu pet tenha um lar dele
Reprodução Pinterest
É muito importante que seu pet tenha um lar dele

Mas se o seu cão dorme em cômodos dentro de casa, o material da casinha pode ser plástico e pano. A de plástico é muito indicada para os de porte pequeno e de apartamento, por ser mais fácil de manusear e manter uma limpeza bem frequente. As de pano são ideais para quem viaja muito e leva o cão junto, pois ela é fácil de ser levada junto e pode ser colocada em qualquer lugar. Ela é também muito fácil de lavar e costuma ser bem mais barata do que as de outros materiais.

É bom priorizar o conforto e o tamanho. Lembre-se que ela será o local de descanso, proteção e segurança do pet. O ideal é que o cão possa ficar de pé, sentado, se estique, dê uma volta em círculo no próprio corpo e durma sem problemas. É importante que ele consiga deitar sem precisar ficar com metade do corpo para fora da casinha, isso é muito desconfortável e pode acarretar problemas de coluna do animal. Mas cuidado, uma casa muito maior que o cachorro pode deixá-lo inseguro.

Não se esqueça de testar bem a casa antes da compra. Veja se ela é bem reforçada, não tenha pontos que possa machucar, se é realmente confortável e boa. Não compre a casa do cão só pela beleza, isso pode causar acidentes com coisas mal fabricadas.

Casa feita de plástico

É muito importante seu pet ter um lugar para chamar de seu
Reprodução Pinterest
É muito importante seu pet ter um lugar para chamar de seu

Esse material traz vantagens para o dono. Com por exemplo a facilidade de limpeza, pois ela pode ser lavada com mais facilidade e mais vezes, contribuindo para a higiene não só da casinha, como também na saúde do animal.

Ela também é mais leve, mais fácil de ser manueada. Se o dono conseguir ter uma rotina de limpeza, o espaço vai ser mantido longe das sujeiras acumuladas e, consequentemente, as doenças serão evitadas. 

Por outro lado, a sua durabilidade é menor e a quantidade de vezes que você vai precisar limpar vai ser bem maior do que na de madeira. Se ainda sim preferir a de plástico, saiba antes quanto tempo disponível terá para limpar o local, esterilizar e esperar secar.

Elas também oferecem um problema que é alteração do material com o frio e o calor, não conferindo a devida proteção ao pet, por esse motivo elas também são mais recomendadas para o cão que dorme dentro de casa.

Mais:  Pretende viajar sem o seu cachorro? Alguns treinos precisam ser feitos antes

Então, tenha em mente que ao escolher a casinha de plástico a sua opção será pela praticidade na limpeza e um investimento um pouco mais baixo do que o de madeira.

Casa feita de madeira

Saiba como escolher a casinha ideal para seu pet
Reprodução Pinterest
Saiba como escolher a casinha ideal para seu pet

Esse modelo exigem um espaço maior, então recomenda-se que tenha um ambiente externo que possa acomodá-la. Elas também são mais resistentes, aumentando sua durablidade, não fazem barulhos como as de plástico e são mais frescas. Para evitar que a água seja absorvida pela madeira, causando mau cheiro e estragar a madeira em si, você pode procurar impermeabilizar. 

Em relação a conservação e limpeza, procure madeiras mais firmes, como ipê e peroba. Elas evitam que mofo ou fungos se desenvolvam no local, especialmente, em dias mais frios. Se puder, use material ecológico, como madeira de demolição

Entretando, a de madeira costuma ser mais cara e ela acumula odor, então, é preciso ter muito cuidado ao escolher a madeira adequada para a confecção da casa.

Dica

Pinte a área externa da casinha da mesma cor da sua casa. Isso fará com que o cão identifique que ele tenha realmente um local próprio. Ele irá entender que pertence a casa daquela família, mas também tem um espaço que é só dele, evitando o estranhamento e a rejeição da casinha. 

O melhor local para deixar a casinha é num local arejado, protegido do sol e da chuva. Se possível, coloque perto do local de convivência da família, perto da porta ou janela de casa. Isso irá fazer o cão ter m sentimento de pertencimento maior ao lugar.

Deixe a casinha confortável para o pet

É muito importante seu pet ter um lugar para chamar de seu
Reprodução Pinterest
É muito importante seu pet ter um lugar para chamar de seu

No início, o cão irá estranhar o novo local. Dê tempo ao pet e espere o período de adaptação. O papel do dono nisso tudo é proporcionar o ambiente mais cômodo e no qual o cão se sinta mais íntimo.

Coisas podem ser adicionadas dentro da casinha, como almofadas, panos, cobertores, brinquedos, tudo que vocêconseguir encontrar para deixar o lugar aconchegante. Objetos com o seu cheiro podem ser úteis. Fará com que ele sinta sua presença sempre dentro da casinha e se sinta seguro e protegido.

Detalhes sobre a casinha

Se por acaso seu cachorro não esteja se adaptando com o novo espaço, coloque petiscos para estimular o pet a entrar na casinha, além daquela dica com brinquedos e roupa do dono.

Não associe a casinha a castigos e broncas, mesmo que o pet já tenha se acostumado com a casinha e goste de ficar nela, ela deve ser um local que o animal associe a momentos felizes e bem-estar.

Mais:  Como adaptar o cachorro a uma mudança

Limpeza e manutenção

As casas de plástico e pano são mais fáceis de lavar, e por isso são indicadas de serem lavadas com mais frequência, de preferência a cada 15 dias. A casinha de plástico pode ser limpa com pano úmido, o que é bem rápido e prático. Já as casas de pano devem ser lavadas e esfregadas com sabão, e muito bem secas antes do cão entrar nelas, pois o cheiro de pano úmido pode incomodá-lo.

Já as casas de madeira requerem uma lavagem mais espaçada de tempo, podendo levar de um a dois meses entre uma limpeza e outra. Ela pode ser lavada com água e sabão, e ser colocada no sol para secar. Uma dica boa é colocar antipulgas dentro dela para se certificar de que nenhuma fique viva. 

Em relação aos objetos que ficam dentro da casa devem ter um trato diferente. É bom lavar os brinquedos do cão pelo menos uma vez por mês, e sempre atentar para a condição em que o brinquedo se encontra. Troque se ele estiver se desfazendo.

Com almofadas e panos, o ideal é lavar sempre que o cão tomar banho, para manter os objetos e o animal limpor juntos. De preferência ao uso de produtos que sejam sem cheiro ou que seja próprio para lavar pertences de animais, ou com ação antipulgas, para o cheiro não incomodar seu bichinho.

Mais:  Qual a quantidade ideal de banho no cachorro?

Caixas de transporte

É muito importante que seu pet tenha um lugar para chamar de seu
Reprodução Pinterest
É muito importante que seu pet tenha um lugar para chamar de seu

Evite usa-las como casinha. Elas não possuem essa função. Use preferencialmente para os casos de viagem, substituindo assim a casinha de pano, tendo dupla função para o cão.

As regras para adaptar o cão a sua caixa de transporte são parecidas com as da casa, mas esse meio deve ser usado para viagem de preferência e não para manter o cão preso o dia inteiro.

Como fazer sua própria casinha

Primeiro você vai tirar as medidas do seu cachorro, em especial, altura e largura. Deixe sempre um espaço de uns 10cm da cabeça do animal para ficar um pouco mais folgado o ambiente, mas não muito.

Escolha o material adequado para ser utilizado. Prefira madeiras nobres, mais firmes e mais resistentes, como ipê, peroba e demolição. Isso irá garantir mais durabilidade do local. É onde todas as casas começam a ser construídas.

Lembre-se que você deve deixar uma distância considerável do solo para que nos dias de chuva a água não entre na casa do seu cão. Ideal 15 a 20cm.

A entrada da casinha deve ser na lateral e não no meio da casa para evitar que entre uma frente fria em cima do pet. Naturalmente, fazendo a porta na lateral ele vai para o canto se esquentar e se proteger.

Para o telhado, use telhas que não tem aquelas calhas por onde corre a água da chuva, você pode fazer de madeira mesmo.

Mais:  Como escolher a cama para cachorro ideal e onde ela deve ser colocada

A pintura nós já demos a dica por aqui, só acrescentamos que é importante você envernizar a madeira para evitar que ela acumule mofos e ela está pronta.

Utilize todas as nossas dicas para escolher uma ótima casinha para cachorro. Se você ama seu pet, dê um lugar só para ele. Isso irá proporcionar muito confortoe amor ao local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.