Os cães se acostumam com o dia a dia e podem ser muito prejudicados caso essa rotina mude repentinamente

Empacotar, fechar, organizar, ir para a casa nova, chegar, retirar tudo das caixas, guardar. Que dor de cabeça que uma mudança gera,  não é mesmo? Se é um tanto quanto complicado para nós, humanos, imagine para os cachorros que são atingidos por toda essa bagunça? Ele querendo brincar e você guardando os pratos, sem entender nada ele tem que se adaptar a nova situação. 

Adaptar o animal a uma mudança não é uma tarefa muito fácil
shutterstock
Adaptar o animal a uma mudança não é uma tarefa muito fácil

Mas, afinal, o que passa na cabecinha deles durante esse processo de tentativa de se adaptar ? Novos cômodos, cheiros, barulhos. Cadê aquela parede? Até cheiros de outros amigos, os bichinhos de estimação do vizinho. Por causa de tudo isso essa fase pode não ser nem um pouco legal para o bichinho. Com o tempo e uma dose de paciência, seu melhor amigo pode, sim, gostar de ter um espaço novo, lindo e maravilhoso para ficar os próximos anos.

Antes da mudança

Dê um pulo na casa nova com o seu cão, mas se lembre de levar escondido na bolsa alguns brinquedos dele, potinho de água, cobertor e até mesmo uma peça de roupa sua. Sem que ele veja, deixe os objetos no chão e o incentive a procurar (pode deixar em algum canto da casa). Nada melhor do que sentir o cheiro do proprietário para que ele se sinta mais seguro e tranquilo. Mostre que aquele lugar estranho tem vantagens legais. Se conseguir repetir a ação algumas vezes antes da mudança, melhor ainda. 

via GIPHY

 No dia escolhido para se mudar de vez, é importante deixar o pet em algum outro local, como hotel para animais ou na casa de parentes e amigos. Afinal, sempre leva um tempo para tirar tudo da caixa, organizar e conseguir pensar onde cada objeto ficará. Sem a presença do cãozinho todas essas tarefas se tornam mais fáceis, ele não vai estar presente chamando a atenção e querendo bricar toda hora. 

No dia da mudança

Chegou o dia de levar o cãozinho para a casa nova. Deixe brinquedos espalhados e mais de um tapete higiênico ou jornal disponíveis (e gradualmente, retire-os, deixando apenas aquele que será de fato o banheirinho). Quando ele acertar o local do xixi, recompense-o. Também não se esqueça de mostrar ao bichinho onde está a sua caminha e, principalmente, a sua comida e o pote de água. Lembre-se de que, no começo, o cão pode ficar meio perdido, é difícil se adaptar.

Se a mudança for de uma casa para um apartamento, tenha muito cuidado com as janelas. A dica é investir em telas de proteção. Outra dica bacana nesse caso, já que possivelmente não haverá um quintal, é realizar passeios diários com o animal. Se ele já costumava fazer isso anteriormente, aumente o ritmo. Dessa forma o processo de adaptar o animal se torna mais fácil e eficiente. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.