Quando o assunto é dar banho no animal algumas dúvidas surgem automaticamente, veja a resposta para elas e algumas outras dicas

Muitos donos tem dúvidas na hora de dar banho no cachorro
Reprodução Pinterest
Muitos donos tem dúvidas na hora de dar banho no cachorro

Dar banho no cachorro faz parte da rotina de todo dono e, se mesmo quando esse serviço é feito por um pet shop , surgem algumas dúvidas, imagina quando ele ocorre em casa. Qual a quantidade e a frequência ideal para os banhos? Que produtos utilizar? Banho seco pode substituir o tradicional? E existe uma hora do dia melhor? São algumas das perguntas rotineiras. 

Toda essa insegurança em relação ao banho no cachorro surge tanto pela grande preocupação que gira em torno dos animais de estimação, quanto pelos diferentes produtos e informações disponíveis. É preciso ficar atento às necessidades de cada cachorro, já que elas variam de acordo com a raça, tamanho e tipo de pelo. 

Quantidade de banho 

A saúde de um animal que toma muitos banhos pode ser prejudicada, já que eles não são como os humanos que necessitam da prática diariamente. Claro que a higiene é importante, mas, no caso dos cachorros, a presença de algumas bactérias é essencial para o sistema imunológico e, consequentemente, para a manutenção da saúde deles. Quando essa proteção é retirada constantemente, a probabilidade do surgimento de doenças na pele se torna muito maior. Além disso, por incrível que pareça, o animal começará a cheirar mal mais rápido. 

Por isso o mais indicado é que o espaçamento dos banhos seja de no mínimo um mês, podendo ter o prazo encurtado para 15 dias no verão. Os donos de cachorros de pelos curtos podem esperar mais do que os de pelos longos. Vale lembrar que essa frequência deve ser decidida previamente com a ajuda de um veterinário. 

via GIPHY


Outras medidas de higiene

Esse grande período sem banho não significa que o cachorro não precisa de mais nenhum cuidado. Para mantê-los sempre bonitos e confortáveis consigo mesmos é importante fazer a escovação e retirar as células mortas. Nos de pelos longos a prática deve ser diária para evitar o surgimento de nós difíceis de desfazer. A mesma coisa com os de dupla pelagem, como o Golden Retriever. Já nos de pelos curtos as escovações podem ser feitas três vezes na semana. 

Caso o animal comece a cheirar mal antes de chegar o dia do banho uma boa opção é utilizar o shampoo seco. Esse produto irá retirar a sujeira superficial e resolver o problema temporariamente, mas não é algo que pode substituir o banho tradicional. Além disso, a higiene bucal é muito importante para prevenir o bafo e a doença periodental

Outras dicas

via GIPHY


- Geralmente são recomendados os shampoos neutros, mas isso deve ser decidido junto com o veterinário. Não há a necessidade do uso de condicionadores nem de perfumes, alguns animais podem inclusive desenvolver alergia a esses produtos. 

- Para os donos de primeira viagem que não sabem quando iniciar os banhos: o primeiro deve ser dado a partir do segundo mês de vida, em casa mesmo. Não é bom sair na rua com um cãozinho que ainda não completou o calendário de vacinação , ainda mais levar em pet shops. Utilize água morna e shampoo próprio para filhotes. 

- O horário ideal para o banho é o final da manhã e início da tarde de dias quentes, ou seja, entre 11h e 15h. Evite dias chuvosos ou muito frios, o animal pode ficar doente. 

- Como o banho no cachorro não ocorre com muita frequência, fique atento às partes mais escondidas como virilha, axilas, dobrinhas, cauda e patas. 





    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.