Épocas de festas são bastante assustadoras para os animais
shutterstock
Épocas de festas são bastante assustadoras para os animais

Durante o mês de junho – e, às vezes, até pelo mês de julho – acontece uma das celebrações mais típicas do Brasil: a famosa festa junina. Além das comidas típicas, as festividades também são marcadas por diferentes sons, que vão desde a música alta e, principalmente, os fogos e rojões que aterrorizam a vida dos animais de estimação.

De acordo com o médico veterinário Flávio Silva, é importante saber identificar quando os pets estão assustados e conhecer maneiras para ajuda-los nesse momento de insegurança.

“Com o medo do som dos fogos de artifício, os cães, por exemplo, podem manifestar o incômodo com latidos, agitação, tremor, salivação excessiva e tendem a buscar segurança nos tutores ou procurar um abrigo”, afirma.

Além de diversas técnicas úteis para ajudar os animais a se acalmarem em épocas com alto índice de ruídos,  a música também tem o poder de acalmar e interferir positivamente no humor dos pets.

Para ajudar a reduzir o estresse dos cães e gatos durante esses períodos, a marca de alimentos Premierpet, disponibilizou de forma totalmente gratuita pelo YouTube três áudios com cerca de 30 minutos cada que mascaram e reduzem ruídos de alta, moderada e baixa intensidade.

O medo pode fazer também com que os gatos se percam, é preciso atenção aos felinos
shutterstock
O medo pode fazer também com que os gatos se percam, é preciso atenção aos felinos


Entenda para que serve cada uma

O áudio de baixa intensidade é indicado para reuniões de família ou encontros com poucas pessoas.

O de média intensidade, para barulhos próximos ao local em que o pet está (como festas no vizinho, por exemplo).

O de alta intensidade é recomendado para fogos de artifício a uma curta distância ou festas no mesmo local em que o pet está.

Flavio também dá outras dicas para minimizar o desconforto do pet com o barulho de fogos:

  • Acolha o animal em um cômodo fechado e seguro para abafar ao máximo os ruídos dos fogos;
  • Disponibilize  uma garrafa pet com petiscos ou biscoitos. Faça furos e deixe em um local calmo para que eles consigam pegar e degustar (caso o pet não esteja habituado a brincar dessa forma, faça furos maiores);
  • Brinque com o pet para demonstrar que está em um ambiente seguro. Vale investir em atividades para estimular o faro, a “caça” e a alimentação;
  • Se o pet se esconder e não quiser interagir, o mais importante é respeitar o comportamento, observar e esperar o melhor momento para oferecer um ambiente com brinquedos e estímulos positivos;
  • Fique atento aos quitutes juninos! Alimentos que fazem a alegria dos humanos podem ser perigosos para os animais, por isso é preciso resistir aos olhares pidões e não compartilhar as refeições e aperitivos com os pets. Opte por petiscos específicos para eles, como os biscoitos caninos;
  • E lembre-se: sempre que necessário, consulte um médico veterinário ou zootecnista especializado em comportamento de cães e gatos.

Para garantir que o seu pet terá toda a ajuda sempre que precisar, iG Pet Saúde está com novos planos. Cães e gatos podem contar com consultas de rotina e de emergência, cirurgias, vacinas e muito mais.  Conheça todas a vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para você e para o seu pet!

Acompanhe o Canal do Pet  e os maiores destaques do  Portal iG no Telegram!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários