Chihuahuas estão entre as raças mais bagunceiras
Zachary Casler/Unsplash
Chihuahuas estão entre as raças mais bagunceiras

A origem dos cachorros da raça Chihuahua é incerta, mas o que não falta são teorias. Acredita-se que esses pequenos cães sejam de origem chinesa e tenha sido levado por comerciantes espanhóis para a América do Norte, onde cruzaram com outras raças menores.

Porém, outra teoria (essa mais fundamentada por registros históricos) aponta que esses cães já tenham surgido na própria América do Norte e tenham como ancestral uma antiga raça de cães selvagens conhecida como Techichi.

Os Techichi eram pequenos cães que foram adorados pelos povos toltecas, na região do México, durante os séculos 10 e 11. Os Techichi também perduraram durante os séculos 14 e 16. Esses cães eram considerados animais sagrados por essas antigas civilizações, que o atribuíam até mesmo poderes, como os de prever o futuro e comunicação com o mundo dos mortos.

Diversas esculturas e pinturas da época mostram pequenos animais com características muito semelhantes aos Chihuahuas que conhecemos hoje. A terceira teoria é uma junção das duas anteriores, na qual os Chihuahuas seriam o cruzamento de cães trazidos da China com os Techichi mexicanos. De qualquer forma, os Chihuahuas podem ser considerados como uma das raças de cachorro mais antigas do mundo.

O que se sabe, com certeza, é que a popularidade desses pequenos cãezinhos aumentou muito em 1850, quando foram encontrados no estado mexicano de Chihuahua (região onde um dia viveram os astecas e toltecas), local que deu nome à raça.

Curiosidades sobre os Chihuahua

Se hoje esses cães são populares por andarem em bolsas de grife de famosas, como a socialite Paris Hilton, em 1930 o maestro espanhol Xavier Cugat era um apaixonado pela raça e estava sempre acompanhado pelos cachorrinhos, até mesmo em apresentações na TV.

Em 2013, uma cadela chamada Miracle Milly entrou para o Guinness Book como o menor cachorro do mundo, medindo apenas 9,65 cm. Antes de Milly, outro Chihuahua, chamado Boo Boo, era considerado o menor cachorro do mundo, medindo 10 cm.

O Chihuahua é reconhecido pelo American Kennel Club como a raça de cachorros com a maior variedade, sendo 40 tipos de cores oficialmente aceitas, além de tamanhos diferentes de pelagem.

Apesar do pouco tamanho, os Chihuahua também são considerados cães de guarda. Eles são cães muito valentes e com um latido marcante, eles estão sempre alertas a sinais de perigo.

Uma pesquisa realizada com 2 mil tutores, na Inglaterra, apontou que o Chihuahua é a raça de cachorros que mais apronta, apesar de muito pequenos, podem causar uma boa destruição na casa (tamanho não é documento).

Leia Também

(Continue a leitura logo abaixo)

Leia Também

A personalidade do Chihuahua

Eles são pequenos, mas precisam passear e fazer atividades para gastar energia;
Mark Timberlake/Unsplash
Eles são pequenos, mas precisam passear e fazer atividades para gastar energia;

Muito carinhosos e apegados aos tutores, esses cães amam estar por perto e é bom que o tutor tenha cuidado para não pisar no pet por acidente. Por serem bem pequenos, são uma ótima opção para quem vive em apartamentos – mas eles são cheios de energia e, mesmo que um pequeno apartamento pareça enorme para eles, esses pets também precisam sair para passear.

Os Chihuahuas têm um latido que se destaca e vão usar sempre que (para eles) for necessário. Eles são corajosos e, talvez, até um pouco demais, já que não vão se sentir intimidados e podem querer arrumar encrenca até mesmo com outros animais muito maiores do que eles.

Eles também não costumam se dar bem com estranhos e, ao contrário de muitos outros cães, não têm muita paciência com crianças pequenas, mas eles também têm um belo motivo para isso: por serem muito pequenos, certas brincadeiras podem facilmente machucá-los seriamente. No caso, o tutor de um Chihuahua deve ter mais cuidado com a criança, a educando para que tenha cuidado com o pet, assim, a convivência será tranquila.

No geral, o Chihuahua é um cão leal, dócil e muito protetor com os tutores, mesmo muito pequeno, ele estará disposto a defender a família a todo custo.

Higiene e saúde

Chihuahuas são muito sensíveis ao frio
Wirestock/Freepik
Chihuahuas são muito sensíveis ao frio

Os pelos dos Chihuahua precisam ser escovados ao menos uma vez por semana, mesmo nos de pelos curtos, para a remoção de pelos mortos. Por serem bem pequenos, é recomendado que se use escovas com cerdas mais curtas ou luvas próprias para a função.

A raça também tem problemas com lágrimas que mancham o pelo, é indicado fazer a limpeza com produtos próprios para pets, a fim de amenizar o problema, que pode causar incômodo aos cães.

Por serem cães de uma região quente, os Chihuahuas são particularmente  sensíveis a temperaturas mais baixas. Em épocas mais frias é bom ter uma roupinha quente para o pet, e também não são cães para serem criados no quintal, o ideal é que sejam criados mais dentro de casa.

Alguns problemas de saúde são comuns na raça, como problemas cardíacos, hidrocefalia, glaucoma  e luxação de paleta. A raça também é conhecida pelos “tremeliques”, um Chihuahua tremendo pode ser pelo frio , ou por estar animado, ou mesmo com medo. De todo modo, ao notar que o cachorro está tremendo muito, é bom leva-lo até um veterinário, pois  pode indicar problemas de saúde ou alto nível de estresse.

A expectativa de vida de um Chihuahua é mais longa do que a maioria dos cães, podendo chegar, em média, até 20 anos. Se bem cuidado, o tutor de um Chihuahua terá um pequeno grande companheiro por longos anos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários