Tamanho do texto

Às vezes o cão está apenas excitado ou com frio, mas existem outras causas possíveis para a tremedeira

É comum nessa época de inverno e temperaturas mais baixas, o cãozinho sentir frio e precisar de agasalhos e cobertas para ficar confortável. Seja por isso ou por pura excitação, um cachorro tremendo pode estar assim por uma série de causas. É comum os tutores não darem tanta importância à essa questão, porém, mais do que um simples frio, pode ser o sinal de uma complicação na saúde do pet.

Leia mais:  Confira dicas para cuidar do cão durante o frio

Um cachorro tremendo pode sinalizar um problema de saúde mais sério
Reprodução/ Redes Sociais
Um cachorro tremendo pode sinalizar um problema de saúde mais sério

Cães de porte pequeno, principalmente, são mais frágeis e às vezes, ao segurá-los, eles tremem. Mas será que é só uma reação normal? É fundamental observar o cachorro tremendo perceber se esse comportamento se repete e qual o tipo de atitude do cão. Dependendo do caso, é bom levá-lo imediatamente ao veterinário. 

Algumas causas da tremedeira

No frio, como já destacado, é comum os cães tremerem e necessitarem de agasalhos - em especial aqueles de pelo curto. Portanto, mantenha o pet sempre quentinho e, se possível, dentro de casa nos dias com temperaturas baixas. Ainda mais ao levá-lo para passear.

Dependendo da situação, é provável que o cão esteja ansioso, com medo ou excitado demais. A condição psicológica também prejudica o físico do animal. Barulhos muito altos e a insegurança perante alguma pessoa nova pode deixá-lo assim. Além disso, o estresse e a falta de exercícios leva à ansiedade e o corpo responde dessa forma. Por outro lado, quando está alegre demais e não consegue conter a felicidade pode tremer. 

Veja também:  Como identificar se o cão sofre com a síndrome da ansiedade de separação

via GIPHY

Mas todos esses casos são evitáveis e consequências do tipo de vida que o cão leva. Às vezes é só um acontecimento esporádico, devido àquele momento específico. O mais preocupante é quando a tremedeira representa um problema de saúde mais grave, como uma doença.

Assim como nós, ao ter febre os pets sentem frio e tremem. Nesse caso, o veterinário pode medir a temperatura do cachorro e avaliar o quadro de saúde dele. Além disso, se o cão estiver tomando algum medicamento pode ser apenas um efeito colateral. Para ter certeza é bom ler a bula e levá-lo ao médico. Dependendo, o ideal é substituir o remédio por outro sem esse tipo de consequência.

A hipoglicemia também provoca esse tipo de comportamento. Isso porque os níveis de açúcar no sangue caem consideravelmente. O cão fica apático, treme e deve comer algo salgado para melhorar. Ficar sem se alimentar por muitas horas pode deixá-lo assim. Esse problema de saúde é sério e o pet deve ser tratado o mais rápido possível.

via GIPHY

Se o animal tem problemas musculares, como dores ou distenções essa é uma possível causa. Inclusive, a dor em si já tende a gerar a tremedeira. Além disso, epilepsia e Síndrome do Shaker são doenças que têm como sintomas o cachorro tremendo.

Para evitar esses sinais clínicos o cão deve sempre receber atenção, carinho e não ser forçado a nenhuma situação que não queira, como obrigatoriamente ser apresentado a um estranho ou comer mesmo sem estar com vontade. 

Leia mais:  Saiba como tratar a epilepsia canina

Em qualquer uma das situações acima, o importante é levar o animal ao veterinário e saber qual o diagnóstico. Cada situação é singular e o especialista indicará o melhor a se fazer para o cachorro tremendo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.