Assim como os seres humanos, os animais de estimação sofrem com as mudanças climáticas. Em épocas mais frias, por exemplo, pode surgir a dúvida entre os tutores de pets  sobre protegê-los corretamente.

A médica veterinária Tatiane Manzano, responsável técnica da Animed Hospital Veterinário, explica os principais cuidados que os bichinhos exigem quando a temperatura cai.

Cão e gato embaixo de cobertor
reprodução shutterstock
Cuidados principais com os pets no frio


1- Mantenha eles aquecidos

Primeiro, é importante você pensar em deixá-los quentinhos o tempo todo. Por mais que os pelos dos bichinhos sejam um isolante térmico, não é por isso que estão total protegidos. O caso fica pior quando falamos em animais com a pelagem curta. É importante que eles fiquem em ambientes secos e sem vento, e caminhas, cobertores, ou até mesmo colocar algum tipo de isolante térmico no chão, como papelão, é necessário.

2- Podem ficar doentes?

Assim como nós, os pets podem ficar gripados durante a época fria. Em gatos é comum vermos casos de  rinotraqueíte (conhecida como gripe felina), enquanto em cães é comum vermos a tosse canina . Além delas, ainda há doenças osteoarticulares como as artrites e as artroses.

Para evitar que doenças como essas aconteçam, é necessário sempre estar em dia com as vacinações do pet . Lembrando que o mês de agosto é voltado para isso, então se alguma vacina do seu bichinho não está em dia, é importante que vá atrás de um médico veterinário.

3- A alimentação muda?

Algumas pessoas podem achar que o pet precisa comer mais no inverno. Mas a resposta para isso, de acordo com a veterinária, é NÃO! Tutores costumam alegar que eles precisam de mais calorias para manter a temperatura corporal, mas isso não está certo. Sem saber, estarão contribuindo para um desequilíbrio alimentar, que pode levar o bichinho a um quadro de sobrepeso.

Se o animal já se alimenta com uma ração de qualidade ou comida natural apropriada, as quantidades de nutrientes já são suficientes. Caso o tutor queira dar um agrado, pode oferecer algumas frutas como maçã, mamão, banana, e legumes como cenoura, brocoli e chuchu.

4- Banhos e tosas

Se o animal toma banho em um pet shop, não há necessidade de alterar essa prática, pois nesses locais apropriados são utilizados água morna e secadores próprios. Se o pet toma banho em casa, prefira um horário do dia em que o clima estrá mais quente, como o final da manhã ou o começo da tarde, obrigatoriamente com água morna e secador. As tosas devem ser evitadas durante essa época.

5- Cães e gatos idosos merecem atenção especial

É necessário dar mais atenção tanto aos filhotes como aos pets idosos. Estes últimos são os mais prejudicados, por apresentarem mais problemas articulares, terem pelos mais ralos e metabolismo mais lento. Portanto, visitas ao médico veterinário durante esse período são ainda mais necessárias.

6- Como mantê-los ativos

Durante o frio, é perigoso realizar os passeios com o animal de estimação fora de casa. Eles podem ser feitos nos horários mais quentes do dia, sempre respeitando as regras de distanciamento atuais e higiene. Dentro de casa, eles também podem se divertir com brincadeiras junto com o dono, brinquedos que goste, ossinhos, comedouros e, no caso dos gatos, arranhadores.

    Veja Também

      Mostrar mais