Cachorros diabéticos ganham cardápios de alimentação especial; menus incluem alimentos ricos em fibras e com baixo nível glicêmico
Divulgação/Chef Bob
Cachorros diabéticos ganham cardápios de alimentação especial; menus incluem alimentos ricos em fibras e com baixo nível glicêmico

Doença muito comum e temida em seres humanos, a  diabetes também pode afetar os animais de estimação  e vem se tornando também cada vez mais comum em cachorros. Para isso, já existe todo um tratamento para o controle da doença – que não tem cura.

Uma das formas mais eficazes para a prevenção é o cuidado com a alimentação do animal, que deve ser balanceada e com uso correto de  ingredientes ricos em carboidratos simples, como  arroz integral, chuchu, couve-flor, entre outros.

Todos os cães estão sujeitos a desenvolver a doença,  que tende a se manifestar entre os sete e nove anos de idade, sendo mais comum em fêmeas. Algumas raças são mais propensas a adquirir a diabetes, por isso requerem cuidados redobrados. Entre elas estão: Chow Chow; Pug; Golden Retriever; Beagle; Pinscher; Poodle; e Spitz Finlandês.

Para atender às necessidades dos cachorros que precisam de uma alimentação especial, o Canal do Pet preparou um cardápio especial com pratos que podem ser adquiridos em doses prontas , mas também podem ser preparados em casa, seguindo algumas regras importantes.

Instruções básicas para uma boa alimentação

Cães precisam de cuidados especiais com a alimentação
bublikhaus/Freepik
Cães precisam de cuidados especiais com a alimentação

As receitas disponibilizadas são sugeridas para animais adultos e saudáveis. Antes de oferecê-las ao pet, o tutor deve levá-lo para uma consulta com um médico veterinário a fim de se certificar se deve ou não oferecer a alimentação natural,  além de saber a quantidade diária que o pet pode comer. Os critérios levados em conta são:

  • Idade
  • Peso
  • Raça
  • Nível diário de atividade

A transição também é importante para uma boa adaptação. Ter uma boa transição da ração industrializada para a comida natural  trará mais conforto para o animal e diminuirá a possibilidade de reação adversa ao novo alimento.

Leia Também

  • Dias 1 e 2: 75% ração e 25% comida natural
  • Dias 3 e 4: 50% ração e 50% comida natural
  • Dias 5 e 6: 25% ração e 75% comida natural
  • Dia 7: 100% comida natural

Para as receitas deve ser considerado o peso dos ingredientes após o cozimento para proporcionar um maior equilíbrio nutricional. A maioria dos ingredientes perde peso ao serem cozidos. Para se ter um exemplo, para um pedaço com cerca de 350g de peito de frango cozido, é preciso ter cerca de 500g. Isso deve ser considerado no momento da compra dos ingredientes.

Antes do preparo

Leia Também

  • Higienize os ingredientes;
  • Cozinhe os ingredientes separadamente em panela a vapor;

Montando as comidinhas

  1. Utilize uma balança para pesar os ingredientes para garantir a proporção correta.
  2. Após a montagem das refeições, pode-se congelar as comidinhas.

Servindo as comidinhas

  1. Pode-se servir logo após o preparo (respeitando a proporção de cada ingrediente);
  2. Se elas forem congeladas, deve-se levar do freezer para a geladeira de um dia para o outro até que descongelem.

Com relação à temperatura, é importante não esquentar muito, pois o pet pode se queimar. Se eventualmente ele não comer tudo, o que sobrar deve ser descartado.

As receitas consideram 1kg de alimento por cardápio

Uma alimentação balanceada faz toda a diferença para a saúde dos animais
Shutterstock
Uma alimentação balanceada faz toda a diferença para a saúde dos animais

Frango com Molho de Ervas Finas

  • Peito de Frango: 300g;
  • Arroz Integral: 200g;
  • Batata Asterix: 150g;
  • Abobrinha: 100g;
  • Cenoura: 100g;
  • Vagem: 100g;
  • Fígado de Frango: 50g;
  • Suplemento Vitamínico (Food Dog) – 10g
  • Salsinha - a gosto;
  • Azeite Extra Virgem – 1 colher de sobremesa;
  • Tomilho – a gosto;
  • Alecrim – a gosto;
  • Sal Rosa do Himalaia – 1 Pitada; e
  • Suplemento Vitamínico (Food Dog) – 10g.

Para fazer o molho, deve-se bater no liquidificador o azeite, salsinha, tomilho e alecrim.

Carne Salteada com Gengibre

  • Coração Bovino: 300g;
  • Arroz Integral: 200g;
  • Batata Doce: 150g;
  • Chuchu: 100g;
  • Cenoura: 100g;
  • Vagem: 100g;
  • Beterraba: 50g;
  • Fígado Bovino: 50g;
  • Azeite Extra Virgem – 1 colher de sobremesa;
  • Gengibre: 1 Pitada;
  • Sal Rosa do Himalaia: 1 Pitada; e
  • Suplemento Vitamínico (Food Dog) – 10g.

A carne salteada com gengibre é uma ótima opção para ser servir ao cachorro como ceia de Natal. O pet participará de todos os melhores momentos com a família, tendo uma refeição saborosa e preparada especialmente para ele.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários