Tamanho do texto

É importante conhecer as vantagens e desvantagens do exame necroscópico para saber se deve solicitá-lo em caso de falecimento

A morte do bichinho de estimação é considerada uma grande perda para os donos. Nesse momento de fragilidade emocional, a necropsia em animais nem passa pela cabeça dos tutores e às vezes nem é abordado pelo próprio médico. O pensamento de que "um exame não trará o animal de volta" ou "o bichinho já sofreu de mais" costuma ser frequente nessas situações.

Leia também: Meu cachorro morreu, e agora?

No entanto, a necropsia em animais é extremamente importante para determinar a real causa da morte do pet e pode ser a única maneira de fechar o diagnóstico. Esse exame contribui com informações tanto para os proprietários quanto para o médico veterinário. O problema é que muitas pessoas não conhecem o procedimento e nem sua relevância para a Medicina Veterinária, então acabam deixando-o de lado.

Mas afinal, o que é necropsia em animais?

A necropsia em animais é extremamente importante para determinar a real causa da morte do pet e pode ser a única maneira de  fechar o diagnóstico
reprodução shutterstock
A necropsia em animais é extremamente importante para determinar a real causa da morte do pet e pode ser a única maneira de fechar o diagnóstico

A necropsia é uma prática bastante comum entre os humanos, normalmente feito para laudo pericial ou para entender a causa da morte. Nesse exame, ocorre uma avaliação completa e sistemática dos órgãos, tecidos e cavidades do cadáver. É realizado por profissionais da área que, por meio de técnicas específicas, conseguem detectar e analisar os possíveis motivos que levaram a morte do ser. 

Após a realização da necrópsia, o corpo é reconstituído para devolver ao proprietário ou parente para a realização do enterro ou cremação. Através desse procedimento muitos médicos conseguem elucidar o comportamento de determinada doença e como ela reagiu no corpo. Com os resultados é possível entender melhor como patologias raras ou pouco estudadas funcionam. 

Entre os animais de estimação, esse assunto ainda é polêmico e poucos tutores permitem realizá-lo. Porém, a falta de conhecimento da importância da necropsia atrasa o estudo de diversas doenças. Isso porque, muitas vezes, os exames de rotina não são suficientes para entender os problemas do corpo.

Quando existe a possibilidade de fazer o exame necroscópico , os médicos conseguem elucidar os mecanismos da doença e utilizar essas informações para ajudar outros pacientes. Só assim a Medicina Veterinária conseguirá evoluir para salvar mais animais enfermos. 

Leia também: O politraumatismo canino compromete seriamente a vida do cão; saiba mais

As vantagens da necropsia

Independente da razão do falecimento, a necropsia te permitirá esclarecer essa dúvida e diminuir o nível de culpa sentido
reprodução shutterstock
Independente da razão do falecimento, a necropsia te permitirá esclarecer essa dúvida e diminuir o nível de culpa sentido

Como já foi dito, a necropsia ajuda a descobrir a real causa da morte. E, saber o que matou o bichinho, pode auxiliar o tutor no ciclo de luto. Conhecer os motivos do falecimento faz os donos entenderem que não havia mais nada a ser feito para salvar o pet, atenuando um pouco a dor sentida. 

Saber a causa da morte também ajudará a salvar os outros animais da casa, caso tenha mais de um. Quando o diagnóstico aponta uma doença infecciosa, por exemplo, o dono consegue proteger previamente os outros bichos da casa e realizar a correta desinfecção do ambiente e objetos pertencentes ao falecido. Tal ação poderá prevenir também a saúde dos moradores da casa, pois existe a chance da doença ser uma zoonose.

Se a necropsia apontar sinais de intoxicação, será importante para descobrir se teve caráter acidental ou intencional. Assim, os tutores podem chegar a um suspeito, caso tenha sido morte proposital, ou conhecer qual produto da casa fez tão mal ao bichinho para o acidente não se repetir. 

Doenças infecciosas e intoxicação são alguns dos exemplos que normalmente provocam a morte de animais, mas existem muitos outros, como falha médica e acidentes. Ou seja, independente da razão do falecimento, a necropsia te permitirá esclarecer essa dúvida e diminuir o nível de culpa sentido. 

Além disso, esse exame é extremamente importante para a evolução da Medicina Veterinária . Com as informações sobre a morte do pet, o médico consegue entendê-la melhor, estudá-la e encontrar possíveis curas para outros casos. Além disso, são diversos os exames complementares que podem ser realizados após a morte, contribuindo ainda mais para o aprendizado médico.

Permitir que o bichinho seja examinado ajudará a solucionar casos semelhantes no futuro. É uma forma de contribuir com o desenvolvimento de vacinas, remédios e outros tipos de cura para salvar a vida de muitos outros animais.

Leia também: Funerária para animais, o conforto em momentos difíceis

Desvantagens do exame

A necropsia em animais ainda é muito cara, o que faz alguns donos desistirem de realizar o exame
reprodução shutterstock
A necropsia em animais ainda é muito cara, o que faz alguns donos desistirem de realizar o exame

Para muitas pessoas, a ideia de analisar o cadáver do bichinho de estimação é muito ruim, principalmente porque se trata de um ente querido. Por esse motivo, a maioria dos tutores ainda não conseguem permitir a necropsia, mesmo que não tenham chegado a um diagnóstico da morte. Os laços emocionais são grandes empecilhos para a realização do exame.

Ademais, o valor da necropsia ainda é bastante elevado. Os custos ficam entre R$ 250 à R$ 300, podendo variando conforme a espécie. O preço pode não parecer tão alto a princípio, mas, na maioria das vezes, o dono já gastaram muito com exames e consultas médicas e precisará desembolsar mais para o enterro. Na hora da somatória, o valor gasto fica bem exorbitante.

Como realizar a necropsia?

Para realizar a necrópsia, o tutor pode solicitar ou o veterinário caso a morte esteja mal esclarecida ou precisa de análises mais aprofundadas
Reprodução/ Pixabay
Para realizar a necrópsia, o tutor pode solicitar ou o veterinário caso a morte esteja mal esclarecida ou precisa de análises mais aprofundadas

Existem duas formas de pedir o exame. O próprio tutor pode solicitar por razões pessoais. Nesse caso, será cobrada uma taxa, feito o procedimento por um médico especialista e entregue o laudo posteriormente.

Ou o veterinário solicita. Esse pedido acontece quando a causa da morte está mal esclarecida ou precisa de análises mais aprofundadas. Não existe um perfil específico de animal para realizar a solicitação, o médico só deseja entender melhor as razões do falecimento para estudar futuramente. 

Leia também: Cemitério e crematório para cães e gatos: entenda como funcionam esses serviços

Ainda não existe uma clínica especializada nesse procedimento. Quando surge o interesse de fazê-lo, é indicado ao dono ou veterinário um profissional especializado em necropsia em animais . Normalmente é realizado em clínicas, laboratórios particulares ou universidades. Em alguns dias o laudo é entregue para quem o solicitou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.