Tomar cuidado para manter o peso do animal dentro do limite é muito importante para a saúde dele
shutterstock
Tomar cuidado para manter o peso do animal dentro do limite é muito importante para a saúde dele

Uma das grandes preocupações em relação à saúde dos animais de estimação está diretamente relacionado ao sobrepeso. Por isso é sempre válido ressaltar a importância de uma alimentação balanceada e nutritiva aliada a prática de atividades físicas – principalmente para os cachorros.

Saber o nível de gordura (ou Índice de Massa Corporal - IMC) dos animais é fundamental para ter uma noção se o pet está dentro do peso ideal. Estudos apontam que o ídice considerado normal e saudável de gordura corporal em cães e gatos é de 15 a 20%.

De acordo com a médica veterinária Andrea Nagata, no dia a dia, essa aferição se torna um pouco mais subjetiva, seguindo escalas numéricas do Escore de Condição Corporal (método baseado na inspeção e palpação do paciente e emprega escalas de um à nove).

Como o tutor pode saber

Ter uma rotina de exercícios, aliada de uma boa alimentação, é importante para manter os pets saudáveis
Petra Vajdova/Pexels
Ter uma rotina de exercícios, aliada de uma boa alimentação, é importante para manter os pets saudáveis

“É possível ter acesso à escala de  Escore de Condição Corporal na internet, mas de forma geral o tutor deve ser capaz de observar uma cinturinha nos animais logo após o final das costelas, e devem ser facilmente palpáveis para que o pet esteja em um escore corporal ideal”, explica a veterinária ao Canal do Pet.

Existem também tabelas predefinidas de peso para animais baseadas por raça e sexo. Segundo Andrea, a escala também ajuda o tutor a saber se o pet está dentro do peso considerado adequado.

“É importante também sempre pedir ao médico veterinário que anote o peso do pet na carteirinha de vacinação em todas as consultas para acompanhar se o pet está ganhando peso, mantendo ou emagrecendo”, orienta.

Doenças podem causar o aumento de gordura

Andrea alerta que existem doenças que podem aumentar o nível de gordura corporal dos animais, entre elas estão distúrbios metabólicos como o hiperadrenocorticismo (Síndrome de Cushing) e o hipotireoidismo,  que precisam ser tratados para evitar também diversos outros problemas para a saúde dos animais.

Problemas que o excesso de gordura pode causar

O excesso de gordura no organismo estimula reações metabólicas inflamatórias, sendo potencial agravante de problemas respiratórios e cardíacos, exigindo um maior esforço destes órgãos; além de problemas ortopédicos, como  a displasia coxofemoral, já que o excesso de peso sobrecarrega as articulações em geral.

“Além disso, pode ser um fator desencadeador de problemas como diabetes ”, alerta a veterinária.

Como manter a gordura dos pets em níveis adequados

Andrea reforça que oferecer ao animal de estimação uma alimentação balanceada com equilíbrio de nutrientes adequados para que o pet se mantenha sempre saudável, com o nível de gordura dentro dos níveis corretos.

“É importante também que ele se sinta saciado ao se alimentar. Assim como nós, a prática de atividades físicas também ajuda na longevidade e qualidade de vida do pet”, completa.

Para garantir que os pets tenham sempre ajuda quando necessário, o iG Pet Saúde oferece aos tutores consultas emergência e até opção de transporte ao veterinário. Confira  essas e outras vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para cães e gatos, por apenas R$ 24,90 nos três primeiros meses. Acompanhe o  Canal do Pet também no Telegram!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários