Tamanho do texto

As brincadeiras são importantes para manter o cão saudável física e mentalmente

Ao adotar um cachorro pensar no espaço disponível para ele brincar e movimentar-se é tão importante quanto ter dinheiro suficiente para mantê-lo bem alimentado e com os cuidados em dia. Algumas raças são mais apropriadas para apartamento e outras para casa grande, mas tudo depende do tamanho do animal e da energia que ele tem. Além de necessitar de um ambiente minimamente confortável, as brincadeiras para cachorro são fundamentais para mantê-lo ativo fisica e mentalmente.

Brincadeiras para cachorro: 8 atividades para praticar dentro de casa
shutterstock
Brincadeiras para cachorro: 8 atividades para praticar dentro de casa


Mesmo quando não se tem muito espaço em casa é possível dar um jeito e fazer o cão se exercitar. Até essa prática evita uma série de complicações, como a obesidade . Se você está em dúvida de quais brincadeiras para cachorro é possível fazer com o seu, acompanhe as dicas abaixo e comece hoje mesmo a se divertir com ele.

Esconda brinquedos

A primeira dica é para aguçar a curiosidade e a inteligência do cão para procurar objetos. Esconda os brinquedos favoritos dele e deixe-o encontrar sozinho. O olfato invejável dos cães facilita bastante nessa tarefa. 

Dá até para fazer brinquedos em casa , reciclando alguns objetos inutilizados como a garrafa PET e meias velhas e rasgadas. Sem dúvida, o animal vai gostar tanto desse quanto de um outro caro, comprado no mercado pet.

Frisbee

Jogar o frisbee para ele pegar também é válido, mas é importante cuidar com outros objetos da casa para não quebrar nada ou mesmo machucar alguém que esteja passando pelo cômodo. O ideal é praticar em um corredor sem móveis ou coisas quebráveis. Não jogue muito alto também, para não bater na lâmpada ou na janela.

Jogar a bolinha

Apesar de tradicional, essa atividade continua sendo uma das preferidas dos pets. Eles conseguem correr e capturar o objeto, hábitos que adoram.  Além disso, é uma forma de aproximar o tutor do companheiro mesmo depois de um longo dia ocupado de trabalho. 

Brincadeiras para cachorro: 8 atividades para praticar dentro de casa
shutterstock
Brincadeiras para cachorro: 8 atividades para praticar dentro de casa

Normalmente eles gostam de trazer o brinquedo de volta para o tutor, mas sem soltá-lo da boca. É preciso ensiná-lo a soltar para poder brincar de novo - puxar a bolinha com força da boca dele pode machucar o animal e não é correto.

Cabo de guerra

Essa brincadeira é válida até certo ponto, porque se não for praticada de maneira segura pode machucar o animal. Dê uma corda ou mesmo brinquedo que possa ser puxado pelo tutor. Mas atenção: não faça muita força para puxar e deixe o cachorro ganhar a "competição" de vez em quando.

Se não tomar cuidado é possível machucar a arcada dentária dele e até arrancar algum dente. E também alguns especialistas não indicam a atividade por instigar o lado agressivo do animal - o que é ainda menos recomendado para cães já com instinto de braveza e defesa de território.

Brinquedos mastigáveis

Quando são filhotes os cachorrinhos adoram mastigar e morder tudo que veem pela frente, inclusive nossa mão. Para entretê-lo e ajudá-lo a coçar a gengiva com os dentinhos nascendo é interessante dar bolinhas e quaisquer objetos de borracha, principalmente. Isso alivia o estresse e evita que ele mastigue outros objetos de casa e machuque as pessoas.

+Brinquedo para cachorro: como escolher o melhor e mais seguro? 

Brincadeiras para cachorro: 8 atividades para praticar dentro de casa
Reprodução/ Redes Sociais
Brincadeiras para cachorro: 8 atividades para praticar dentro de casa

Brinquedos com petiscos

Existem no mercado pet uma série de brinquedos que soltam petiscos conforme o animal se diverte. Feitos de borracha, estão disponíveis no tamanho médio e pequeno, além de ser composto por um material ótimo para o pet mastigar e entreter-se sem se machucar. Basta preencher o objeto com guloseimas (saudáveis e próprias para animais) e deixá-lo brincando. É ótimo para quem mora em apartamento pequeno e não tem muito espaço para o pet. 

Esconde-esconde

Esconder-se do cachorro pode ser uma ótima forma de desenvolver a curiosidade dele. Fique atrás de algum móvel ou em um local da casa onde ele não te enxergue. Pelo faro ele provavelmente encontrará o dono em questão de minutos. Se possível dê uma recompensa ao cão por ter te achado, como algum petisco ou guloseiam saudável.

Fingir desmaio também gera reações impressionantes no animal. Deite no chão e fique imóvel, de olhos fechados por alguns minutos. O pet fica desesperado em alguns casos e tenta "salvar" o tutor de qualquer jeito, lambendo-o para tentar acordá-lo. 

Convide um amiguinho

Alguns cães se dão bem com outros e viram amigos na hora da brincadeira. Por isso, é divertido para o pet ter um  outro por perto para lhe fazer companhia e dividir momentos de diversão. Dias de chuva são propícios para isso, já que o pet não pode brincar ao ar livre.

Cavando dentro de casa

Cavar o jardim , o sofá, a porta e qualquer outra coisa é um instinto natural dos cães. Não é raro vê-los mexendo na coberta de forma a querer cavá-la, como se fosse desbravar a própria caminha. Por isso, principalmente em caso de quem mora em apartamento, é indicado deixar um cantinho da casa só para isso. Coloque o cobertorzinho do pet e vários brinquedos dele em um mesmo lugar para ele cavar e se divertir.

via GIPHY


+Precisa deixar o cachorro sozinho em casa o dia inteiro? Saiba o que fazer

A importância das brincadeiras para cachorro

Além de reforçar os laços entre tutor e pet, as brincadeiras ajudam a manter o animal mais feliz e ativo , ainda que ele viva em um espaço pequeno. Justamente no caso de passear pouco na rua e ter menos espaço em casa, é preciso incentivá-lo com exercícios e atividades divertidas. É uma forma também de o tutor demonstrar que está dando atenção ao animal - que vai se sentir muito mais amado.

Uma forma boa de garantir a segurança durante essas brincadeiras para cachorro é colocar um tapete anderente no corredor onde ele irá correr ou mesmo um carpete já é suficiente para ele não escorregar e se machucar. Se possível, afaste um pouco os móveis para o peludo ganhar espaço na hora de se movimentar. 

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.