Nossos pets são tão sensíveis com as variações de temperatura quanto nós. No inverno, ao contrário do que muitos tutores pensam, a pelagem dos animais não os protege completamente. Durante o clima frio dessa época do ano, eles devem receber uma atenção maior a fim de evitar  problemas .

Leia mais: 

Cachorrinho embaixo de cobertor
shutterstock
Mesmo com a pelagem do animal, é importante se atentar a outros fatores para deixar ele protegido do frio

Primeiramente, estar com as vacinas em dia é fator essencial para deixar os pets protegidos. Além disso, a veterinária Juliana Didiano, da clínica SPet junto a Cobasi, separou outras dicas de como você pode deixar o seu animal o mais aquecido possível, veja:

Cobertores e lugares apropriados

É importante que os animais tenham a sua disposição cobertores ou toalhas para se aquecerem, de preferência de tecidos de algodão. É bom ficar sempre atento se o pet não está roendo ou comendo o cobertor. Suas caminhas devem ficar em lugares estratégicos, longe do frio e, de preferência, dentro de casa. Mesmo se o animal fica na parte de fora, as casinhas e caminhas devem ser colocadas longe de correntes fortes de ar e locais que podem ser atingidos pela chuva. 

Roupinhas nos pets

Muitos tutores optam por colocar as roupinhas em seus animais de estimação durante essa época do ano. Isso porque, além de deixarem os bichinhos bonitinhos, elas podem sim auxiliar na proteção contra o frio. O período da noite é quando as temperaturas caem, então é o horário mais recomendado para vesti-los.

Cão yorkshire vestindo roupinha verde
reprodução shutterstock
Nos dias mais frios coloque roupinhas no cachorro para evitar exposição às temperaturas baixas

É importante investir em roupas com tecidos que não causarão alergia ou problemas na pele deles. Se o seu animal já possui algum problema do tipo, é recomendado deixá-lo de roupinha no período noturno e logo pela manhã já retirá-la. Animais com pouco ou nenhum pelo podem ficar um período de tempo maior com as vestimentas.

Banho e tosa

Mudanças na rotina do banho e da tosa do animal devem ser feitas durante o frio. Os banhos devem ser dados com água morna e os animais devem ser secos com secador em uma temperatura adequada, que não agrida a pele do animal. Animais com pelo muito denso/longo se recomenda espaçar mais os intervalos de banho.

Não há necessidade de abolir a tosa, mas outras alternativas do corte do pelo podem ser exploradas. Se antes fazia era feita em máquina, dê preferência por tosa na tesoura, assim conseguirá deixar o pelo um pouco maior, fazendo uma proteção térmica ainda melhor.


    Veja Também

      Mostrar mais