Tamanho do texto

Ninguém consegue prever problemas, por isso uma cadela grávida precisa de atenção redobrada e acompanhamento médico

Quando uma cachorrinha engravida, o corpo dela passa por diversas transformaçõesdurante a gestação. O organismo criará as condições ideais para que os embriões sejam abrigados e se desenvolvam. Durante os nove meses a cadela grávida precisará de atenção redobrada evitando que algo de errado ocorra. Porém, mesmo com todos os cuidados, às vezes acontecem alguns problemas que provocam um aborto espontâneo. 

Leia também: Quais exames médicos cães devem fazer?

Se essa perda ocorrer nas primeiras semanas de gestação, pode ser que o corpo absorva os fetos. Caso contrário, ela sentirá muitas dores e pode até adoecer. De qualquer forma, é importante entender como o aborto acontece para saber como proceder e encontrar uma solução rapidamente. Deve-se visar o bem-estar da cadela grávida nesse momento. 

Quando uma cadela engravida, o corpo dela passará por diversas transformações. O organismo criará as condições ideais para abrigar os embriões e desenvolvê-los
reprodução shutterstock
Quando uma cadela engravida, o corpo dela passará por diversas transformações. O organismo criará as condições ideais para abrigar os embriões e desenvolvê-los

Causas de um aborto espontâneo

Dependendo do momento da gravidez, o aborto pode acontecer por diversas razões. Bactérias, parasitas e fungos são um desses motivos. Locais em que muitos cães vivam juntos, como canis e parques caninos, é fácil encontrar a bactéria chamada Brucilla canis. Ela é extremamente contagiosa e provoca abortos inesperados. 

Quando isso acontece na última etapa da gravidez, normalmente é provocado por um desequilíbrio hormonal no ventre do animal. Já durante as outras semanas, água e alimentos com parasitas, como o Neospora caninum, ou fungos podem afetar a gestação. Por isso é necessário muita atenção ao que a cadela come, manter uma rotina de limpeza nos itens usados por ela, assim como no ambiente que vive. 

Para evitar que tais complicações aconteçam, o acompanhamento médico é imprescindível. Exame de sangue pode detectar se o pet está com alguma infecção e poderá tratá-la a tempo. Mas, se sua companheira sofreu um aborto devido uma infecção, parasitas ou fungos, o tratamento médico é indispensável.

Funcionamento de uma gravidez

A gestação de uma cachorra dura em média 63 e 67 dias. O número de embriões irá depender do tamanho e raça da cadela. Por exemplo, uma Chihuahua pode gerar até dois filhotes, enquanto uma Pastor Alemão carrega até oito. O ventre funciona perfeitamente para que os embriões se desenvolvam, por isso qualquer desequilíbrio pode por isso em risco. 

Leia também: 9 sinais de que sua cadela grávida está próxima de dar à luz

É um complexo sistema de reações químicas que permitem aos fetos conseguirem alimentos e ter ótimas condições para vingarem. Durante as primeiras semanas, os embriões ainda não se fixaram às paredes uterinas, ficando dependentes do fluido materno e de seu perfeito equilíbrio químico e biológico. Qualquer alteração fará do ventre um local nada confortável para a sobrevivência. 

A gestação de uma cadela grávida dura em média 63 e 67 dias. O número de embriões irá depender do tamanho e raça da cadela
reprodução shutterstock
A gestação de uma cadela grávida dura em média 63 e 67 dias. O número de embriões irá depender do tamanho e raça da cadela

Aborto antes da quinta semana

Quando chega a segunda metade do processo de gestação que tudo fica mais delicado. Os fetos começam a crescer rapidamente e, após 30 dias, os principais órgãos já aparecem, como o coração. Esse é um momento muito importante na gravidez, pois existe o risco de um aborto acontecer. Se a perda ocorrer antes da quinta semana, o corpo provavelmente reabsorverá os fetos. Você poderá detectar uns volumes visíveis no ventre da cadela. 

Geralmente, a perda dos filhotes passa despercebida quando acontece nessa etapa e não provoca danos na mãe. Além disso, é comum os próprios donos não percebem que a cadela esteja grávida, pois nessa fase ainda não há sinais de gestação. Quando um aborto acontece nas primeiras semanas, pode ser um sinal de infertilidade. 

Por outro lado, nem sempre quando algum embrião morre significa que a gravidez está totalmente perdida. Às vezes, alguns fetos morrem e outros continuam vivos. Então a gestação será prosseguida e os filhotes irão nascer daqui uns dias. 

Leia também: Gravidez psicológica? Entenda como as cadelas desenvolvem isso

Após a quinta semana

Após a quinta semana, os embriões já estão quase formados e os sintomas de aborto espontâneo serão bem mais dolorosos e visíveis. Um sangramento abundante é o sinal mais evidente, principalmente porque acontece de forma repentina. Esse fluido pode, inclusive, conter um tom marrom-esverdeado, o que indicará a expulsão da placenta. Por vezes, o sangramento pode incluir os fetos rejeitados pelo organismo.

O abdômen da cadela irá se contrair de forma repentina, o que provoca muita dor e desconforto. Além desses sinais externos, ela começará a ficar visivelmente doente. Febre, perda de apetite, depressão, desidratação, cansaço, vômitos são alguns dos sintomas. 

Se notar qualquer um desses sintomas, leve-a rapidamente ao veterinário para receber atendimento médico. Serão feitos alguns exames para saber as condições de sua saúde e recomendações de como tratá-la nessa fase difícil. Lembre-se que uma cadela que sofreu aborto precisa de muitos cuidados e carinhos. Permaneça ao lado dela até se recuperar completamente. 

Para evitar que uma infecção aconteça ou pelo menos detectar com rapidez, mantenha o acompanhamento médico e realize exames de sangue regularmente
reprodução shutterstock
Para evitar que uma infecção aconteça ou pelo menos detectar com rapidez, mantenha o acompanhamento médico e realize exames de sangue regularmente

A causa mais comum de um aborto nessa fase da gravidez é um desequilíbrio hormonal no ventre. A presença da bactéria Brucilla canis costuma ser a causa dessas perdas inesperadas, principalmente nos centros de acolhimentos de animais. O parasita Neospora caninum, encontrado na água e alimentos contaminados, e outros fungos também são causadores de abortos espontâneos. 

Para evitar que uma infecção aconteça ou pelo menos detectar com rapidez, mantenha o acompanhamento médico e realize exames de sangue regularmente. Cadelas que sofreram esse tipo de aborto precisam de tratamento médico durante um período, assim como muito carinho dentro de casa.

Leia também: Pós-parto de uma cadela: saiba todos os passos importantes

Prevenindo abortos

A melhor forma de prevenir aborto é manter em dia as consultas com o veterinário. Se você tem o costume de levá-la ao médico e realizar exames, sabe de antemão quais são as condições da sua saúde. Pets com problemas provavelmente terão complicações em uma gestação. Então, não negligencie esse acompanhamento para que sua cadela grávida consiga desenvolver os embriões perfeitamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.