Tamanho do texto

Conhecer os sinais te permitirá estar preparado para conseguir ajudar a cadela no momento em que mais precisa

Descobrir que a cachorrinha engravidou é uma das maiores felicidades dos donos. É divertido saber que a casa ficará cheia de alegria com a chegada de vários filhotinhos. Porém, apesar da alegria, muitas responsabilidades acompanham uma cadela grávida. Ela precisa de mais atenção, cuidados especiais, alimentação diferenciada e que os donos fiquem atentos ao dia do parto.

Leia também: Cesariana em cadelas: Quando optar por esse procedimento?

Na verdade, um das maiores preocupações é descobrir quando a cadela entrará em trabalho de parto. No caso dos humanos, o médico obstetra consegue prever aproximadamente a data do nascimento, principalmente porque as mulheres optam por cesárea na maioria das vezes. Já uma cadela grávida só realiza o procedimento cirúrgico em situações especiais, como complicações durante o parto. Por isso, o dia do nascimento é quase sempre uma incógnita.

É importante ficar de olho nos sinais dados pela cadela grávida para conseguir prever o dia do parto
reprodução shutterstock
É importante ficar de olho nos sinais dados pela cadela grávida para conseguir prever o dia do parto

Para resolver esse problema, é importante conhecer alguns sinais que indicam o início do parto. Conhecer essas dicas te permitirá estar atento a cadela para ficar preparado e conseguir ajudá-la no momento que mais precisa. 

1. De olho no tempo de gestação

Se você souber o dia exato em que ocorreu a fecundação, ficará mais fácil prever o dia do nascimento. Em média, uma cadela carrega seus filhotes entre 59 e 65 dias, aumentando as chances de parto a partir do 62º dia. A data correta irá depender de alguns fatores, como raça e idade. O médico veterinário pode resolver esse problema através de exames, podendo até chegar numa previsão.

2. Agitação incomum

É comum que, quando o parto está se aproximando, a cadela fique bastante nervosa. Ela começará a ficar inquieta, se afastar de pessoas desconhecida e que não tem confiança, assim como evitar o contato com os outros pets da casa. Além disso, essa agitação incomum impedirá que se sinta bem consigo mesma, podendo até se tornar arrisca em alguns momentos. Tenha paciência, pois esse comportamento é temporário e passará após o parto.

3. Procura constante pelo dono

Mesmo com todo o nervosismo e irritação, a cadela sempre vai atrás dos donos procurando por conforto e carinho. A preferência sempre vai ser do membro que mais confia e se sente segura. Por isso, se notar que ela está muito carinhosa e desejando atenção fora com comum, fique atento, pois o parto se aproxima. 

Alteração da temperatura corporal está entre os sinais de que o parto está se aproximando
reprodução shutterstock
Alteração da temperatura corporal está entre os sinais de que o parto está se aproximando

5.  Leia também: Gravidez psicológica? Entenda como as cadelas desenvolvem isso

4. Alteração da temperatura corporal

Um dos principais indícios de que os filhotinhos estão chegando é a alteração da temperatura corporal da cadela. Normalmente, ela mede 38°C, mas, cerca de 12 horas antes do parto, a temperatura desce alguns graus. Uma forma de ficar de olho nessa mudança é utilizar um termômetro retal, que pode ser utilizado quando a cadela entra na última semana de gestação.

No entanto, jamais force o pet a isso. Se perceber que ela fica incomodada demais, é melhor desistir porque só a deixará mais estressada. Consulte o veterinário sobre a melhor forma de verificar a temperatura corporal. Caso comece a aumentar muito a ponto de passar dos 38ºC e outros sintomas surgirem, como febre e mal-estar, leve-a imediatamente ao médico. 

5. Perda de apetite

Por volta de 12 ou 24 horas antes do parto, é normal que algumas cachorrinhas percam o apetite. Esse sinal é bem fácil de detectar, basta ficar de olho no comportamento dela. Entretanto, isso nem sempre ocorre, por isso não é um sinal tão confiável. Algumas cadelas se alimentam normalmente, às vezes até durante o nascimento dos filhotes.

6. Limpeza das genitais

Algumas horas antes de parir, a cadela começa a lamber suas genitais excessivamente. Esse comportamento é para limpar a zona, ajudar na expulsão dos filhotes e aliviar parte da dor que sente. 

Leia também: Quais exames médicos cães devem fazer?

Preste atenção se a cadela começa a lamber excessivamente suas genitais, pois é um comportamento para limpar a zona e aliviar a dor que sente
reprodução shutterstock
Preste atenção se a cadela começa a lamber excessivamente suas genitais, pois é um comportamento para limpar a zona e aliviar a dor que sente

7. Escolha do ninho pela mamãe

A escolha do ninho é uma etapa muito importante na gravidez. Será nesse lugar que a cachorrinha dará à luz e criará seus filhotes nos primeiros dias. O local provavelmente será acolhedor, um pouco escondido e onde se sinta mais confortável. Dessa forma, não estranhe se ela passar muito tempo nesse ambiente. 

Não tente convencê-la a trocar de lugar, é preciso respeitar sua decisão, a não ser que a escolha ofereça algum risco para ela e os bebês. Caso contrário, tente deixar o ambiente o mais aconchegante possível. Espalhe almofadas e cobertores para que a cadela fique quentinha e confortável.

Não se esqueça de que o nascimento acorrerá nesse ninho, por isso é interessante deixar os utensílios para o parto próximo e montar o ambiente já pensando nos filhotes. 

8. Liberação de muco

É comum, pouco tempo antes do parto, o tampão mucoso ser liberado, igual os seres humanos. Ele tem uma cor amarelada ou branca, podendo vir acompanhado de um pouco de fluxo vaginal. Esse muco tem a função de proteger o útero e os filhotes de bactérias e infecções durante a gestação. A partir desse momento, o nascimento ocorrerá no máximo 12 horas depois. 

O acompanhamento médico é imprescindível para evitar que os filhotes nasçam com problemas e a mamãe tenha complicações na gestação
reprodução shutterstock
O acompanhamento médico é imprescindível para evitar que os filhotes nasçam com problemas e a mamãe tenha complicações na gestação

9. Contrações

Assim como acontece entre os humanos, as contrações são os principais e últimos sintomas de que o parto irá acontecer. Poderá ver facilmente os movimentos rítmicos e repetitivos do ventre, principalmente se a cadela estiver deitada de lado. É possível que você também escute gemidos de dor. 

Leia também: Pós-parto de uma cadela: saiba todos os passos importantes

A importância do acompanhamento médico

Assim que descobrir que sua cachorrinha está grávida, o acompanhamento médico é imprescindível durante toda a gestação. Através de exames, o veterinário conseguirá detectar possíveis complicações, doenças, anormalidades nos filhotes, dentre outros problemas. Ele também dirá como você deve agir quando o dia do parto chegar, quais são os cuidados necessários com a cadela grávida e como proceder com os recém-nascidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.