Os olhos verdes dos Korat são vistos como símbolo de boa sorte e prosperidade pelos tailandeses
Marko Ganzaro
Os olhos verdes dos Korat são vistos como símbolo de boa sorte e prosperidade pelos tailandeses

Uma raça de origem tailandesa, recebeu esse nome em homenagem à província de Korat, onde foi descoberto. O registro mais antigo sobre a raça está no livro “O Tratado sobre Gatos” ou, como é mais conhecido “O Poema dos Gatos", de 1350.

No livro, esse gato de pelagem azul-prateada e olhos verdes é descrito como “olhos cintilantes como gotas de orvalho em uma flor de lótus”. O manuscrito está localizado na Biblioteca Nacional de Bangcoccita e cita 17 gatos que simbolizam boa sorte na Tailândia, entre eles está o Korat.

Considerado uma das raças de gatos domésticos mais antigas do mundo, os Korat são considerados um amuleto de boa sorte e, segundo os contos, não se deve comprar um Korat, para tê-lo, é preciso recebe-lo como um presente. É costume entre os tailandeses darem um gato da raça para os recém-casados, para trazer prosperidade e fertilidade.

Os Korat também são chamados de Si-Sawat, que significa “o gato da sorte” e lendas também contam que gatos da raça corriam por plantações para trazer chuva e garantir boa colheita.

Apenas nas décadas de 1950 e 1960 a raça foi levada para Inglaterra e Estados Unidos, sendo tratada como uma variação do Siamês e reconhecida como uma raça única pela The Cat Fancier's Association (CFA) anos depois.

Personalidade 

Lendas dizem que os Korat trazem boa sorte a quem ganha um desses gatinhos de presente
Marko Ganzaro
Lendas dizem que os Korat trazem boa sorte a quem ganha um desses gatinhos de presente

Animais dóceis, brincalhões e amam subir em lugares altos, os Korat geralmente têm pernas fortes que lhes permitem grandes saltos. Eles se dão muito bem com outros animais e crianças e adoram receber a atenção dos tutores – e não gostam de ficar muito tempo sozinhos.

Como são bem ativos, podem ficar entediados com certa facilidade, por isso é sempre bom ter brinquedos, arranhadores e outros objetos para que eles possam se distrair pela casa.

Preferem ambientes mais tranquilos, sem muita agitação ou barulho, e passam mais tempo dentro de casa. Eles são bem comunicativos e têm um miado expressivo, embora só “falem” quando consideram realmente necessário, como chamar a atenção dos humanos para as suas necessidades. Quando querem comida, geralmente se esfregam nas canelas dos donos e até dão leves mordidinhas nas canelas.

Apesar de serem bem dóceis, eles não costumam se dar muito bem com estranhos em casa e, mesmo convivendo bem com outros animais, mesmo cachorros, esse vai exigir um lugar especial para ele no colo do humano favorito.

(continue a leitura logo abaixo)

Leia Também


Higiene e saúde 

Com pelos curtos, não requer tantos cuidados, apenas escovações semanais e cuidados mais básicos de higiene, sendo que banhos apenas caso haja real necessidade.

Como a raça passou por uma série de cruzamentos ao longo dos anos, não costuma ter nenhuma doença específica atribuída ao Korat. No entanto, alguns animais da raça podem ser afetados por uma patologia conhecida como Gangliosidose, que é uma doença hereditária causada pela falta de uma enzima que auxilia no metabolismo de lipídios presentes em neurônios do sistema nervoso central.

Entre os sintomas  estão fraqueza, tremores e convulsões  e existe um teste que pode ser feito para detectar a doença. No geral, o Korat é um gato saudável e com uma boa longevidade, mas é sempre importante que o tutor leve o pet para consultas regulares com um médico veterinário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários