Jabutis são animais domésticos? Saiba o que é preciso para ter um em casa
Wolfgang Hasselmann / Unsplash
Jabutis são animais domésticos? Saiba o que é preciso para ter um em casa

O jabuti é uma espécie que inúmeras famílias têm como pet, apesar de não ser um animal doméstico. De acordo com a classificação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), nenhum réptil se enquadra na lista de animais de estimação. 

O médico veterinário Breno Martins Jancowski  destaca que, para adquirir um jabuti, é preciso uma documentação necessária: nota fiscal, certificado de origem e o animal deve ser microchipado. Além disso, os jabutis devem ser nascidos em criadouros comerciais ou vendidos em lojas legalizadas de revenda de animais silvestres.

Ao preparar a casa para receber o jabuti, alguns cuidados devem ser tomados, como, por exemplo, construir um terrário com as instalações necessárias. De acordo com o biólogo Tairacam da Fonseca , deve-se controlar a umidade, temperatura, higiene e substrato do ambiente, principalmente quando eles são filhotes.

“Não aconselho jabutis filhotes serem criados soltos, ainda mais se for em locais onde a temperatura pode esfriar muito. Essa é a fase em que são mais sensíveis e vulneráveis, pois podem contrair doenças ou até mesmo morrer. Depois dos seus quatro a cinco anos, já acho tranquilo eles viverem 100% em jardins e locais abertos. Desde que tenha temperatura ideal e tudo o que carecem”, explica. 

Segundo o veterinário Breno, no Brasil existem diversas espécies de jabutis, mas as principais são a Jabuti-piranga e a Jabuti-tinga. O habitat natural da primeira é a floresta, enquanto a segunda pode ser encontrada no cerrado. O veterinário ainda pontua que os animais precisam de radiação UVB e, se não tiverem contato direto com o sol, o terrário deverá ser equipado com lâmpadas que deem essas condições para ele. “O terrário é basicamente um aquário sem água, e deve ser planejado com a temperatura e a umidade ideal para a espécie”, diz.

(Continue a leitura logo abaixo)

Leia Também

Alimentação

Os jabutis são onívoros, ou seja, alimentam-se de animais e vegetais. No entanto, como observa o biólogo Taicaram, não se deve provê-los com qualquer alimento. Ração de cachorro, arroz, feijão e outras comidas de humanos, por exemplo, podem ser prejudiciais à saúde do animal. Por outro lado, oferecer ao jabuti apenas uma ou duas opções de comida irá deixá-lo desnutrido. “A dieta exemplar seria: verduras escuras todos os dias, como escarola, almeirão, catalonha, chicória, couve, mostarda e almeirão. Frutas, verduras e proteína animal devem ser oferecidas de uma a duas vezes por semana, apenas”, detalha. 

Leia Também

Breno completa, ainda, que os alimentos devem ser misturados, para que não aconteça seleção por parte do animal. “Se a comida vier separadamente, ele só come aquilo que é gostoso e não o que é importante para ele, que é um pouquinho de cada coisa. Por isso é importante que tudo seja misturado e picado. Também é superimportante passar por veterinário especializado para conseguir fazer uma dieta adequada para a espécie de jabuti que você tem. Estar atento à fase do animal também é importante, um filhote tem uma exigência diferente de um adulto, por exemplo”, pontua.

Jabutis podem conviver com cães e gatos?

Ambos os profissionais alertam que não é aconselhável um jabuti viver na mesma casa que um cão ou gato, por exemplo. O motivo, conforme explanam, é o risco de serem atacados por esses animais.

“Eles podem conviver com outros animais, mas com muita cautela. Não é o recomendado, mas existem alguns casos que a gente consegue manter sim. Na clínica, frequentemente a gente atende jabutis que foram acidentados por cães e gatos e tem de tomar cuidado”, diz o veterinário. 

Breno salienta que os jabutis não precisam de banho, e a higiene deve ser feita apenas no terrário. Não é incomum que os animais comam ou andem pelas próprias fezes, mas isso não é um problema para ele. “A gente deve deixar água disponível para que ele entre, se hidrate, mas dar banho com algum produto não é recomendado. Depois de todo o manuseio e contato com qualquer animal, seja uma criança ou adulto, é necessário fazer a higienização das mãos para evitar uma possível doença”, termina. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários