Canicross: esporte cross country para praticar com o seu cão
Reprodução/Instagram/@fotovelocidade
Canicross: esporte cross country para praticar com o seu cão




Canicross é um segmento de corrida em que o tutor corre com o um cão. No esporte, humano e cachorro têm contato direto com a natureza, uma vez que ele é realizado em trilhas. A modalidade surgiu na França, criado pelo médico veterinário Gilles Pernound, que também foi responsável por idealizar as primeiras competições de canicross, em 1986. 

Willian Oliveira, educador físico e atleta de canicross, conta como iniciou na modalidade. “Eu organizava um evento de Trail Run quando conheci uma corredora e foi aí que conheci o esporte. Depois disso, eu pesquisei na internet e comecei a praticar com os meus cães, mas no início não foi tão simples. Na época, não tinha o equipamento no Brasil, então tive que confeccionar o meu. Um pouco mais tarde comecei a vender no meu site ”, relata. Willian também participou de um episódio de "Bichos na Escuta", podcast do Fantástico, mediado pela jornalista Giuliana Girardi.

Segundo Willian, ele começou a se preparar para a primeira competição em 2012. “Realizei uma competição na cidade de Saquarema, no Rio de Janeiro, e organizei corridas de canicross até 2017. Depois disso, eu nunca mais parei. Criei um site para divulgar os eventos e vender os equipamentos que eu confecciono”, conta.

(continue a leitura logo abaixo)

Leia Também


O educador físico explica que as regras do canicross são pensadas no bem estar do pet. “O cão deve correr sempre à frente ou ao lado do tutor, mas nunca atrás. Isso acontece porque é o animal que define o ritmo da corrida. Desse modo, se ele estiver atrás, é porque não consegue acompanhar o ritmo do dono”, pontua.

“O percurso deve ser de 2 km até 8 km. Além disso, o equipamento deve ser usado para segurança do cão: cinto para o humano correr com as mãos livres e guia elástica para diminuir o impacto entre humano e cão. Caso o cão seja muito veloz, deve-se utilizar um arnês para que ele corra com conforto. Não deve ser usado coleira de pescoço para o canicross”, detalha. 

Já os benefícios da prática do esporte são iguais para ambos. ”Melhora o condicionamento físico, a qualidade de sono, o aumento da imunidade e dá resistência cardiorrespiratória. Para os cães ainda podemos falar que eles ficarão mais calmos em casa, diminuindo a quantidade de latidos e destruição de objetos em casa”, afirma.

O primeiro passo para quem deseja começar é levar o cachorro para fazer um check-up. Essa é uma medida preventiva para se ter certeza se o animal tem alguma restrição ao exercício. De acordo com William, raças com focinho curto , que tem dificuldade em respirar, podem cansar com mais facilidade. “Mas não são todos os cães dessas raças que têm restrição ao exercício. Eu mesmo já vi Boxer e Bulldog Francês praticando canicross”, comenta. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários