O cão de crista chinês faz parte das raças do Grupo Toy
Shuttersock
O cão de crista chinês faz parte das raças do Grupo Toy

Apesar do nome sugestivo, o Cão de Crista Chinês não surgiu na China e a verdadeira origem, no entanto, é incerta. Teorias sugerem que a raça tenha sido levada da África do Sul para a China, onde passou por algumas transformações e diminuiu de tamanho após cruzamentos.

Registros chineses datados do século 13 sugerem que os primeiros cães da raça foram criados durante o período conhecido como Dinastia Han, que durou de 206 a.C. a 220 d.C. Assim como a origem, as raças que deram origem ao Cão de Crista Chinês ficam apenas no campo das teorias, que apontam um possível parentesco com a raça Xoloitzcuintle, mais conhecida pelo nome de Pelado-Mexicano.

Da China para o mundo

O Crista Chinês começou a se espalhar por outros lugares do planeta, especialmente Turquia e Egito quando marinheiros chineses levaram esses cães a bordo para que se livrassem de ratos nos navios. Os cães eram trocados nos portos, onde passaram a ganhar cada vez mais popularidade.

A raça foi chegar aos Estados Unidos já no final do século 19, chamando muito a atenção da jornalista Ida Garret, que já era fã da raça, por acompanhar apresentações caninas. Junto com uma amiga, Debra Wood, Ida – que escreveu sobre cães por cerca de 60 anos – levou o Crista Chinês a ser reconhecido por todo o país.

O reconhecimento mundial

A Federação Cinológica Internacional (FCI) aceitou a raça como “definitiva” em 1972, a incluindo no grupo 9, como cães de companhia e do tipo Toy. Em 1979 foi criado o Clube Americano de Cães de Crista Chineses. Já o reconhecimento por parte do American Kennel Club veio apenas em 1991.

Embora a raça seja muito mais conhecida pela versão Crested (Com crista, em tradução livre), também há uma versão com mais pelos, chamada Powderpuff (nome de esponjas usadas para passar pó de arroz), que tem pelos longos e lisos por todo o corpo.

Com os anos, a popularidade da raça cresceu muito na América do Norte, aparecendo em diversas produções para o cinema e TV.

Uma beleza exótica

Cão de Crista Chinês é muito famoso nos Estados Unidos
Pixabay
Cão de Crista Chinês é muito famoso nos Estados Unidos

A raça já foi eleita como “o cachorro mais feio do mundo” por duas vezes, sendo a primeira entre 2003 e 2005, com um cãozinho chamado Sam, e em 2022, com o cão  Mr. Happy Face, um mestiço de Chihuahua.

Apesar de serem bem diferentes, as duas variações da raça podem nascer em uma mesma ninhada.

Uma famosa stripper norte-americana chamada Gypsy Lee Rose teve alguns cães da raça, o que ajudou a aumentar ainda mais a fama desses cães nos Estados Unidos. Lee Rose era admiradora da raça que, segundo ela, estavam sempre seminus.

Apesar do reconhecimento tardio pelas famosas instituições, como FCI e AKC, acredita-se que tenha sido uma das primeiras raças registradas oficialmente no mundo.

Os chineses costumavam usar esses cães como “almofadas vivas” de aquecimento. Aparentemente eles acreditavam que a raça continha poderes de cura. A raça era mantida tanto pelos marinheiros, como pelos imperadores.

A personalidade do Crista Chinês

Cão de Crista Chinês precisa de cuidados especiais com a saúde bucal
shutterstock
Cão de Crista Chinês precisa de cuidados especiais com a saúde bucal

O Cão de Crista Chinês é daquele pet que seguirá o tutor a cada passo que der pela casa. Muito afetuoso e apegado, ele será um grande companheiro para todos os momentos. É um pet ideal para passar boas horas no sofá, mas que não dispensa – e precisa – de atividades físicas diárias para manter a saúde em dia.

Por ser um cão de porte pequeno, se adapta bem a casas menores ou apartamentos, mas é preciso que tenha espaço para que possa brincar – além de brinquedos, para que se distraia enquanto estiver sozinho. Por ser muito apegado aos membros da família, não se dá muito bem sozinho, ficando ansioso e podendo assumir hábitos destrutivos.

Não é uma raça barulhenta, mas pode dar alguns latidos ao se deparar com estranhos em casa. É uma raça inteligente e fácil de adestrar, apesar de ser também um pouco teimosa algumas vezes.

A convivência com crianças e com outros animais também é boa, especialmente quando socializados desde filhotes. Embora não aceitem muito bem a aproximação de estranho logo de cara, não demora muito para que se conquiste a amizade de um Cão de Crista Chinês.   

Cuidados com a higiene

Os cuidados com a escovação são necessários em ambas as versões do pet, no do Crista, que tem pelagens apenas da cabeça, patas e cauda, é necessário escovar regularmente para evitar nós e embaraços. Ainda que sejam poucos, os pelos também costumam cair bastante, sendo uma boa mantê-los aparados, a fim de diminuir a queda.

O Powderpuff tem pelos longos por todo o corpo, logo os cuidados com a escovação também são maiores. O indicado é que se escove ao menos uma vez por dia, para evitar que os pelos lisos formem nós. Apesar dos cuidados diários, a escovação não é tão trabalhosa.

No caso dos banhos, os da versão sem pelos devem ser mais frequentes, além de remover a sujeira que se acumula, ajuda a manter a pele mais saudável. É interessante pedir a ajuda de um médico veterinário para escolher produtos que não removam a oleosidade natural da pele, o que também ajuda a proteger o cão contra o sol.

Cuidados com a saúde

O Cão de Crista Chines tem pouca resistência ao frio
Hanna Kankaanpaa/Pixabay
O Cão de Crista Chines tem pouca resistência ao frio

A raça não costuma apresentar grandes problemas de saúde, mas alguns pontos merecem um cuidado maior. O Cão de Crista Chinês pode apresentar problemas oculares e também dentários.

A raça pode nascer totalmente sem dentes ou perde-los na fase adulta. Além disso, os dentes, que são bem pequenos, podem também se inclinar para a frente, causando problemas na mastigação.

O Crista Chinês sem pelos é resistente ao calor e, a menos que seja recomendado por um veterinário, não precisa de maiores cuidados com cremes e protetores. Porém, o mesmo não se pode dizer quanto ao frio, a raça precisa ser mantida em ambientes aquecidos em épocas mais geladas do ano.

Para garantir que o seu pet terá toda a ajuda sempre que precisar, iG Pet Saúde está com novos planos. Cães e gatos podem contar com consultas de rotina e de emergência, cirurgias, vacinas e muito mais.  Conheça todas a vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para você e para o seu pet!

Acompanhe o Canal do Pet  e os maiores destaques do  Portal iG no Telegram!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários