Os Rottweilers são animais gentis, mas com um enorme senso de proteção
Alexa/Pixabay
Os Rottweilers são animais gentis, mas com um enorme senso de proteção

Uma raça muito antiga e com uma origem incerta, enquanto algumas teorias apontam que seja descendente do Boiadeiro da Baviera, outras sugerem que tenha surgido do cruzamento de cães Mastim com Pastores Alemães. Ainda nos tempos dos romanos, esses cães os acompanhavam em suas jornadas, tanto como uma forma de companhia, quanto de proteção, o que gerou a miscigenação da raça.

O que se sabe é que a história mais conhecida da raça começa na cidade de Rottweil, na Alemanha. A cidade era um grande centro para o comércio de carne, e cães locais passaram a ser usados para a proteção das mercadorias (e do dinheiro arrecadado com a venda) e também para o trabalho de puxar os carrinhos abastecidos com carne e leite.

Por essa função, esses cães receberam o apelido de Rottweiler Metzgerhund (Cão de açougueiro de Rottweil) e se tornaram muito populares em toda a região. Porém, esse trabalho acabou sendo dispensado com a chegada de veículos com tração motora, diminuindo consideravelmente o número de cães.

Vários criadores, dentro e fora da Alemanha, se dedicaram à preservação da raça, que se descobriu um excelente cão de pastoreio, além de outras funções, como cão de guarda e de companhia.

Durante as grandes guerras os Rottweilers também serviram as Forças Armadas alemãs, ganhando novamente uma grande popularidade na Europa, ainda que tenha recebido seu reconhecimento oficial somente em 1966.

Nos Estados Unidos, porém, já desde o início dos anos 1920, a raça recebeu reconhecimento oficial já em 1931, pelo American Kennel Club, onde chegou a ocupar o segundo lugar entre as raças mais populares dos Estados Unidos, em 2021 a raça ocupa a oitava posição no ranking. No Brasil, a raça figura entre as 20 mais populares.

A personalidade do Rottweiler

O tutor de um Rwottweiler deve levar o animal para passeios diários
Pixabay
O tutor de um Rwottweiler deve levar o animal para passeios diários

Por ser um cão de porte grande, bastante musculoso e com uma presença imponente, eles botam medo em muita gente – o que faz com que a raça sofra um certo preconceito. Os Rottweilers são muito companheiros, leais e bastante apegados aos membros da família. O temperamento dele vai depender muito da forma como são criados.

Se o tutor criar o pet de forma a explorar mais o instinto protetor, ele não se dará muito bem com pessoas estranhas – a raça também é bastante territorialista. Porém, se bem socializado, não tende a trazer grandes problemas.

A convivência com outros animais de estimação também é muito tranquila, até mesmo com gatos, desde que sejam bem socializados para isso – nada de trazer um bichano para casa e soltar de uma vez junto com um cachorro que não seja acostumado, independentemente da raça.

A convivência com crianças também é tranquila, precisando apenas ter cuidado para evitar possíveis acidentes relacionados à força desse cão, que pode ser um pouco desengonçado nas brincadeiras. Adestrar um Rottweiler também não será um grande problema, já que a raça ocupa a nona posição no ranking de raças mais inteligentes do mundo, do pesquisador Stanley Coren.

Leia Também

Leia Também

O pretendente a tutor de um Rottweiler deve ter em mente que terá um grande companheiro, amoroso e leal, mas que deve se dedicar ao cão, praticando atividades físicas, passeios e brincadeiras. Esse é um cão que deve ser estimulado física e mentalmente, para que não venha a cair no tédio.

Cuidados com a higiene

Rottweilers convivem bem com outros animais de estimação
Team K/Pixabay
Rottweilers convivem bem com outros animais de estimação

Com uma pelagem de camada dupla, os Rottweilers sofrem com uma queda de pelos moderada ao longo de todo o ano. É importante incluir na rotina do cachorro a escovação dos pelos diariamente ou, no mínimo, uma vez a cada dois dias. É importante para manter o pet com os pelos sempre saudáveis e brilhantes, removendo os fios mortos, evitando também que fiquem espalhados pelo ambiente.

O recomendado é que se use produtos específicos para esse tipo de pelagem e porte de cachorro. Durante a primavera e o verão as quedas se tornam mais intensas.

Por se tratar de uma raça bastante higiênica, não há a necessidade de banhos muito frequentes, sendo uma vez ao mês o suficiente. A exceção fica por conta da sujeira, como são cães que ficam em ambientes externos na maior parte do tempo, ou mesmo durante as brincadeiras, podem se sujar mais o que torna o banho necessário.

Cuidados com a saúde

Apesar de ser uma raça forte e saudável, o Rottweiler, assim como diversas outras raças, tem predisposição a algumas doenças em razão da genética. Entre as mais comuns estão a displasia coxofemoral e de cotovelo, problemas gastrointestinais e problemas do coração.

A displasia coxofemoral é causada pela má formação ou alteração nas articulações entre o osso da coxa e o fêmur, assim como a do cotovelo. Essa é uma doença que tende a aparecer conforme o animal vai envelhecendo e pode atrapalhar muito a locomoção do animal. O excesso de atividades físicas também pode ocasionar problemas, portanto, mesmo que o pet necessite de exercícios diários para se manter em forma, nada de exageros.

O sistema gastrointestinal do cão também merece atenção, sendo um problema relativamente comum em raças grandes, é preciso ter cuidado com a alimentação, que deve ser balanceada e nutritiva. Esses cães também são mais suscetíveis a sofrer com a doença causada pelo Parvovírus, que atacam diretamente o sistema gastrointestinal do animal e pode levar ao óbito.

Todos esses problemas, porém, podem ser controlados e até evitados com visitas frequentes ao médico veterinário, mantendo sempre a vacinação e vermifugação em dia.

Para garantir que os pets tenham sempre ajuda quando necessário, o iG Pet Saúde oferece aos tutores consultas emergência e até opção de transporte ao veterinário. Confira essas e  outras vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para cães e gatos, com 50% de desconto nos três primeiros meses. Acompanhe o  Canal do Pet também no Telegram!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários