Tamanho do texto

O roedor acabou ficando entalado no buraco de uma tampa de bueiro, e precisou de ajuda para sair de lá

Muitas pessoas não gostam de roedores, principalmente de ratos. Mas mesmo sendo um animal que muitos desprezariam, esse ratinho teve sorte e foi socorrido por humanos do bem. Em uma cena digna de filme, o animal ficou preso no buraco do bueiro por ser muito gordo. Uma foto mostra as patas traseiras dele do lado de dentro da tampa, e a cabeça e as outras patas, do lado de fora. A situação aconteceu na cidade de Bensheim, na Alemanha.

Leia também: Gato preto invade jogo de futebol e leva torcedores ao delírio

Rato fica preso em tampa de bueiro na Alemanha
YouTube
Rato fica preso em tampa de bueiro na Alemanha


Um dos socorristas que ajudou a salvar o  rato foi Michael Sehr. "Ele tinha bastante gordura decorrente do inverno, e ficou preso pelo quadril, sem poder ir para frente ou para trás", contou em entrevista ao The Guardian. Foi preciso chamar não só os socorristas, mas o corpo de bombeiros também.

Michael tentou retirá-lo sozinho do buraco, mas não conseguiu. Ele precisou esperar o corpo de bombeiros, que já tinha recebido um chamado de "resgate de animal pequeno". Toda a operação foi gravada pelo socorrista, e o The Guardian fez até uma pequena edição contando o ocorrido.

Leia também: Porquinho da Índia com diarreia? Saiba o que pode estar causando o problema

Confira:


 Os bombeiros informaram que o animal escapou intacto, voltando para a natureza logo após ser desentalado. A operação durou 25 minutos e foi um sucesso. Depois, os salvadores do pequeno roedor receberam um desenho feito por duas meninas que observavam o resgate. Nele, o rato estava cercado de corações com a palavra "danke" (obrigado, em alemão) escrita dentro.

Leia também: Homem entra em parque para cachorros com corpo coberto de manteiga de amendoim

Apesar de serem questionados por montarem uma operação relativamente grande para salvar um roedor, Michael e os bombeiros chegaram a um consenso: "Até os animais que são popularmente odiados merecem respeito". O socorrista ainda revelou que não teve nenhum problema com enjoô ou mal estar ao resgatar o rato gordo. Ou seja, todo tipo de animal merece uma chance, mesmo que viva no esgoto e seja gordinho.