Tamanho do texto

Após Luisa Mell resgatar mais de 1000 cachorros de um canil que praticava maus-tratos, a rede Petz decidiu que não venderá mais filhotes

No começo da semana, Luisa Mell, ativista que é famosa por resgatar cães e gatos de situações de maus-tratos, fez uma denúncia. O Canil Céu Azul, localizado no interior de São Paulo, mantinha cerca de 1707 cães em lugares sujos, pequenos e sem comida, além de muitos deles estarem doentes. O que surpreendeu ainda mais a mídia foi que a rede de pet shops Petz era uma das maiores compradoras dos filhotes deste canil.

Leia também: Cachorros de rua são recolhidos por caminhão da prefeitura e despejados em lixão

O presidente da rede de pet shops Petz anunciou em comunicado oficial a decisão
Instagram
O presidente da rede de pet shops Petz anunciou em comunicado oficial a decisão


Leia também: Gato de rua é adotado pela OAB do Amapá e ganha até crachá

Quando tomaram conhecimento do estado em que os cães eram mantidos, a rede de  pet shops tomou providências. Segundo a própria Luisa disse em seu Instagram, "o presidente da Petz (Sérgio Zimerman) me ligou, conversou comigo. A atitude dele de reconhecer o erro e procurar melhorar é muito importante". Depois, Sérgio divulgou um comunicado no Instagram da rede de lojas anunciando que não venderia mais filhotes de cães e gatos. 

Assista:

Mas, infelizmente, a ação de Luisa irritou muitos dos criadores de filhotes. A ativista afirma que teve que ir escoltada pela Polícia para casa, e também revela que sofreu ameaças de morte. Um dos centros de triagem onde os animais são separados foi invadido em represália à atitude de Luisa, que teria causado um prejuízo de mais de R$ 5 milhões para este mercado.

Cães e gatos de raça  ainda são muito procurados por famílias que desejam um animal de estimação com tamanho e temperamento "pré-definidos". Ainda que as campanhas para adoção consciente de SRD (sem raça definida) tenham crescido, o comércio de filhotes é muito grande no Brasil, e não é possível fiscalizar todos os  pet shops e canis, para ter certeza da procedência dos animais.