Tamanho do texto

O felino, chamado Messi, foi retirado de um zoológico com oito meses de idade e doente, em 2015; ele é cuidado por um casal russo desde então

Mariya e Aleksandr Dmitriev vivem com ao lado de Messi, mas, calma, não é o jogador famoso, e sim um Puma que leva o mesmo nome. O casal se apaixonou pelo felino quando estava visitando o zoológico Saransk, em Penza, na Rússia, e decidiu entrar em negociação com a administração do local para adquirir o animal. 

Leia também: Linguagem corporal dos gatos: saiba o que seu bichano está querendo dizer

Messi não era o único Puma do zoológico. Seus irmãos, Suarez e Neymar, também foram nomeados em homenagem aos jogadores para celebrar que a Rússia havia sido escolhida para receber a Copa do Mundo em 2018.  Após entrarem em contato para levar Messi para casa, Mariya e Aleksandr tiveram uma surpresa: o zoológico aceitou a proposta. 

Puma resgatado é cuidado como gato doméstico
Instagram
Puma resgatado é cuidado como gato doméstico


Além de ser um animal selvagem, havia uma dificuldade para cuidar da saúde do animal, isso deve ter facilitado a liberação por parte do zoológico. "Ele estava muito doente quando chegou, e precisava de atenção redobrada. Mesmo estando saudável, ele ainda tem apenas dois terços do tamanho de um puma normal", revela Mariya ao site Mirror.

"Aleksandr sempre quis tem um gato grande, tipo um lince. Acho que o Puma estava no nosso destino", conta. Apesar do casal russo morar em um apartamento de apenas um quarto, o novo morador foi muito bem recebido e teve uma boa adaptação. "Como ele nunca viveu na selva, achamos que ele não sobreviveria se fosse solto na natureza", explicou ela sobre a decisão de levar o animal para dentro de casa.

Leia também: Saiba como alimentar filhote de cachorro da forma correta

Além de ser um animal muito grande, o Puma possui comportamentos selvagens, portanto precisa de cuidados especiais. Para isso, os russos procuraram um tratador de animais selvagens - mas não obtiveram sucesso. Após muito procurar, descobriram uma escola que adestra cachorros que aceitou o desafio de treinar o animal. Agora, Messi atende a 10 comandos diferentes. 


"Passeio com ele duas vezes por dia, é como um cachorro. Para as brincadeiras, usamos um casaco especial e coleiras, para que ele não nos machuque sem querer", conta Aleksandr. Para abrigá-lo dentro do pequeno apartamento, o casal transformou o corredor de casa em uma área de brincadeira: com um pedaço de tronco, corda, estruturas para escalar e até um espaço para que o felino se esconda. 


Leia também: Menina de 4 anos desenha cartazes para encontrar cachorro perdido

Atualmente com 4 anos, o Puma  faz muito sucesso no Instagram e no YouTube, onde seus donos compartilham a experiência de ter um felino de grande porte em casa. Graças à nova família, Messi se tornou um animal saudável e muito amado.