Tamanho do texto

Griffin frequentou as aulas desde o primeiro dia do curso, auxiliando sua dona cadeirante em tudo que precisava

Sempre que Brittany Hawley ia para aula do curso de terapia ocupacional, seu fiel cão-guia Griffin estava lá. Se precisasse de algum material, ele ia buscar. Até mesmo quando estava atendendo pacientes no estágio, seu companheiro estava lá para ajudar. Diante da sua importante participação na vida acadêmica da dona, nada mais justo que Griffin também ganhe um diploma

Leia também: Homem faz pedido de casamento especial com a ajuda de 16 cachorros 

E foi exatamente isso que a Universidade Clarkson fez. O conselho administrativo homenageou o  cão-guia de quatro anos durante a entrega do diploma honorário, dizendo que ele demonstrou "esforço extraordinário, compromisso firme e dedicação diligente ao bem-estar e sucesso de Hawley e dos estudantes."

Cão-guia ganha diploma de universidade por acompanhar sua dona em todas as aulas
Reprodução Facebook
Cão-guia ganha diploma de universidade por acompanhar sua dona em todas as aulas

A entrega aconteceu durante a formatura de Brittany, ocorrida nesta semana. A norte-americana de 25 anos, moradora de Wilson, na Carolina do Norte, se formou no mestrado em terapia ocupacional. 

Leia também: Pequeno Chihuahua persegue assaltante e impede invasão de casa

O Golden Retriever está na sua vida há alguns anos devido às dores crônicas e o uso da cadeira de rodas. Sua função é auxiliá-la em tarefas que são difíceis por causa de sua condição, como abrir portas, acender luzes e buscar certos objetos. Mas, talvez a tarefa mais importante do canino seja proporcionar amor e carinho em meio à sua dor severa que causa ansiedade e depressão. 

Cão-guia ganha diploma de universidade por acompanhar sua dona em todas as aulas
Reprodução Facebook
Cão-guia ganha diploma de universidade por acompanhar sua dona em todas as aulas

Hawley e seu companheiro trabalham em Fort Bragg, na Carolina do Norte, ajudando soldados com deficiências de mobilidade e distúrbios psicossociais. Griffin tem um papel muito importante e essencial nesse lugar. Segundo a dona, escovar um cão pode ajudar a melhorar a amplitude dos movimentos do paciente e acariciar contribui para o alívio da ansiedade. 

Leia também: Cães aguardam em frente a hospital morador de rua ser atendido

"Meus pacientes diziam: 'Meus terapeutas hoje são Brittany e Griffin'", disse ao Daily News. A norte-americana espera que sua parceria com o cão-guia seja levado para o mercado de trabalho. "Eu não poderia participar de nada sem ele. Estou tão acostumada com a companhia", completou.