Tamanho do texto

As crianças que participavam de uma colônia de férias na Escola Hípica de Brasília foram autorizadas por monitores a pintar um dos cavalos do local

A foto de um cavalo rabiscado e pintado está circulando nas redes sociais e causando muita revolta. A imagem do animal com o corpo todo desenhado foi publicado no Facebook pela advogada e ativista Ana Paula Vasconcelos. De acordo com ela, o caso aconteceu durante uma colônia de férias na Hípica de Brasília, quando monitores autorizaram que as crianças usassem canetinha na pele do animal. 

Leia também: Amizade entre cadela e égua faz sucesso nas redes sociais

O cavalo rabiscado pelas crianças durante a colônia de férias
Reprodução Facebook
O cavalo rabiscado pelas crianças durante a colônia de férias


"Enquanto tentamos educar as crianças para que tenhamos uma sociedade mais consciente, que saibam respeitar todas as formas de vida, nos deparamos com uma coisa absurda dessas", escreveu Ana Paula ao publicar a foto do cavalo rabiscado


Em pouco tempo a publicação viralizou e causou revolta. Até o momento em que esta matéria foi ao ar, a postagem havia alcançado 24 mil curtidas e compartilhamentos e 10 mil comentários. "Quanta ignorância", "que babaquice" e "podiam colocar o idealizador da ideia para ser pintado também", foram algumas das manifestações dos usuários da rede social. 

Leia também: Essa cerca não é páreo para o amor entre menino e o cão do seu vizinho; confira

Após denúncias, fiscais do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) foram até o local averiguar a situação. Em nota o Ibram informou que o animal estava em boas condições e não foi configurado maus-tratos. O Ibama apenas notificou o local. 

Em entrevista ao G1, Muriell Marques, responsável pelo marketing da Escola de Equitação da Hípica de Brasília , disse que a tinta não era tóxica e que depois de rabiscarem o animal, a própria criança ajuda a limpá-lo. Ainda acrescentou que o animal continuou tranquilo e não se estressou durante toda a atividade. 

Leia também: Pug foge de casa e acaba preso pelos policiais em Nova J ersey

Apesar do rumo que o caso tomou, muitas pessoas continuam indo até a página da Sociedade Hípica de Brasília no Facebook para dar baixas avaliações e comentar sobre o caso do cavalo rabiscado . Com 70 avaliações, a página está com nota 1,8 de 5, algo considerado muito baixo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.