Tamanho do texto

O imóvel precisará passar por uma reforma e deve ser inaugurado ainda no final deste ano

Nesta quinta-feira (5), a prefeitura de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, anunciou a criação do primeiro hospital veterinário público no estado. A previsão é que fique na Rua Pedro Bizoto, no bairro Madre Gertrudes, antiga localização do centro de saúde Vila Imperial. A expectativa é que seja inaugurado no final deste ano.

Leia também: Região de Bauru ganha o primeiro banco de sangue para animais 

O imóvel estava abandonado desde 2009 e já pertencia a prefeitura. Para que o hospital veterinário funcione adequadamente será preciso passar por uma reforma, programada para começar ainda essa semana. A princípio, o espaço só vai oferecer atendimentos simples e ambulatoriais, assim como as unidades de Pronto-Atendimento já existentes em BH.

A princípio, o hospital veterinário só vai oferecer atendimentos simples e ambulatoriais, e futuramente procedimentos mais elaborados como cirurgia
reprodução shutterstock
A princípio, o hospital veterinário só vai oferecer atendimentos simples e ambulatoriais, e futuramente procedimentos mais elaborados como cirurgia

A compra de equipamentos e insumos será feita através de uma emenda parlamentar no valor de 500 mil reais, articulada junto ao deputado federal Marcelo Aro, do PHS, mesmo partido de Alexandre Kalil, prefeito de BH. A equipe e o número de consultórios e atendimentos não estão definidos, uma vez que dependem da elaboração de um projeto de engenharia. 

Leia também: Suspeita de bomba em aeroporto australiano na verdade era um coelho

A ideal inicial é que a prefeitura não arque com os custos e faça parcerias com instituições de ensino. Dessa forma, enquanto a prefeitura fornece o espaço para aprendizado, as faculdades irão oferecer a mão de obra especializada, funcionando como um estágio. 

A prefeitura pretende fazer parcerias com instituições de ensino, de modo a fornecer o espaço para aprendizado e as faculdades a mão de obra especializada
reprodução shutterstock
A prefeitura pretende fazer parcerias com instituições de ensino, de modo a fornecer o espaço para aprendizado e as faculdades a mão de obra especializada

Os profissionais que precisarem ser deslocados provavelmente virão da Anclivepa (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais), que também administra hospitais públicos em São Paulo e no Distrito Federal.

Leia também: Funcionários de empresa que adotarem um pet ganham direito a licença-parental

O local terá capacidade para 30 consultas diárias, com o serviço destinado à pessoas de baixa renda ou inscritos em programas sociais. Procedimentos mais elaborados, como cirurgia, só poderão ser realizado em pequena demanda a princípio. Além disso, outra proposta é oferecer, futuramente, cursos de capacitação dentro do  hospital veterinário .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.