Tamanho do texto

Com a ajuda de óculos especiais, parte da visão de Mary foi restaurada e permitiu que ela visse Lucy

Mary Sedgwick, de 48 anos, era estudante do quarto ano de medicina quando foi diagnosticada com neurite óptica bilateral em 1997, doença que provoca deficiência visual. Aos poucos foi perdendo a capacidade de enxergar e teve que deixar de lado o sonho de se tornar médica. Em 2003 Mary ficou completamente cega. Os próximos anos foram muito difíceis para ela, mas tudo melhorou com a chegada de um cão-guia.

Mulher descobre depois de meses que seu filhote não é um cachorro

A cadela Lucy foi quem trouxe luz novamente para a vida de Mary. A cegueira e o abandono da faculdade foram muito devastadores, mas graças a cão-guia , da raça Golden Retriever, tudo voltou a ter sentido. "Eu não seria tão móvel, confiante ou livre para aproveitar a vida que tenho sem ela", admitiu a mulher ao site colaborativo Bored Panda. 

Dona cega se emociona ao ver cão-guia pela primeira vez
Reprodução Facebook
Dona cega se emociona ao ver cão-guia pela primeira vez







Leia também: Cão encontra jeito fofo de cumprimentar melhor amigo quando ele volta da escola

Mesmo Lucy tendo sido uma grande amiga nos últimos oito anos, Mary nunca perdeu o desejo de vê-la. Durante muitos anos sua vontade era uma utopia, mas se tornou realidade em abril desse ano. A dona tomou coragem e experimentou os óculos eletrônicos eSight em uma convenção na Carolina do Norte. Com a ajuda de uma câmera em alta definição, foi possível restaurar parte da visão de Mary. 

O momento em que ela coloca o aparelho e enxerga novamente foi documentado. A tutora não consegue conter as lágrimas quando olha para Lucy pela primeira vez. “Não há palavras para descrever como me senti quando vi a cara de minha amada família e amigos, e os belos olhos de Lucy pela primeira vez!”, disse Mary.

Leia também: Dona investe 35 mil reais por ano em mimos para sua cadela

Para conseguir comprar esses óculos, ela começou uma campanha online de arrecadação de fundos. Eles custam mais de 10.000 dólares, o equivalente a aproximadamente 36.400 reais, além do gasto com os complementos, como baterias extras, controles remotos, etc. Todos esperam que Mary consiga e Lucy deixe de ser um cão-guia para se tornar um cão de companhia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.