Tamanho do texto

Jamie Hulit conheceu o Beaux Tox por meio de uma postagem no Facebook e decidiu adotá-lo

O labrador Beaux Tox tem um rosto difícil de esquecer. Por causa da deformidade no crânio, sua testa está sempre enrugada e sua fisionomia com aparência pensativa. Ele nasceu assim por causa da falta de espaço no ventre de sua mãe, que gerou mais seis cachorrinhos além dele. O ambiente apertado afundou o crânio e aproximou os olhos. 

Aos 14 anos, morre o último cãozinho Corgi da Rainha Elizabeth

Por sorte, a deformidade não afetou nada além da aparência. Uma ressonância magnética comprovou que não houve prejuízo na formação e que ele poderia ter uma vida saudável. No entanto, o rosto diferente fez Beaux Tox ter dificuldades para encontrar um lar. Mas, para Jamie Hulit, uma única foto foi o suficiente para convencê-la de que deveria salvar a vida deste  labrador

"Um amigo meu postou uma foto de Beaux no Facebook dizendo que ele precisava de um abrigo ou ser adotado por alguém", disse Hulit ao site americano The Dodo. "Naquele dia enviei uma mensagem dizendo: 'Eu adoraria levar o cachorro e dar-lhe um lar'."

Por causa da deformidade, Beaux passou por dias difíceis. As pessoas que o criavam tiveram dificuldades para vendê-lo, por isso o entregaram de graça a um homem que morava perto de Austin, Texas. Porém, o labrador — chamado Lucky na época — não se deu bem com os gatos e acabou sendo negligenciado pelo dono. Ele o obrigou a viver isolado no quintal durante cinco anos. 

Novo aplicativo ajuda a encontrar animais desaparecidos

Um grupo de resgate tentou intervir e encontrar um lugar melhor para Beaux. Entretanto, depois de tantos anos vivendo isolado, sem cuidados e treinamento, acabou retornando para o quintal do homem. E foi assim que Jamie encontrou o labrador: coberto de pulgas e ácaros, com problemas de saúde e bem magro. 

"Naquele momento, não me importei com o quanto ele estivesse doente", disse Hulit. "Eu só não queria que ele entrasse no sistema de adoção novamente e fosse devolvido." Então, Beaux foi finalmente adotado por alguém que o daria um lar. 

Mas os problemas não acabam por aí. O labrador foi levado ao veterinário e Jamie descobriu que sua saúde estava pior do que se imaginava. Ele foi diagnosticado com Dirofilaria immitis, uma doença que danifica os órgãos ao longo do tempo. A médica disse que as chances de sobrevivência eram pequenas. Apesar disso, a dona não desistiu de salvar o cão. 

Idosa ganha presente inesperado em sua festa de 103 anos; veja o que foi

Ao longo dos meses, Beaux foi engordando e se fortaleceu para iniciar o tratamento. Ele perdeu a audição do ouvido esquerdo por causa dos ácaros e tem problemas para enxergar, mas melhorou consideravelmente e recebeu um atestado de saúde. Hoje, o labrador está muito bem e vive feliz com sua dona. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.