Tamanho do texto

A pequisa foi realizada na Universidade Estadual de Michigan e também revelou que o comportamento dos cães pode alterar ao longo do tempo

Sabe aquela história do cachorro se parecer com o dono? A semelhança pode ir muito além da aparência. Uma pesquisa realizada na Universidade Estadual de Michigan revelou que a personalidade dos cães acompanha a dos donos e depende da forma como eles são tratados. 

Leia também: Sua ansiedade pode estar estressando seu gato; saiba o porquê

A personalidade do cachorro pode ser moldada de acordo as características do dono
shutterstock
A personalidade do cachorro pode ser moldada de acordo as características do dono

Assim, um cachorro pode não ter a mesma personalidade ao longo da vida. Da mesma forma que acontece com os humanos, esses animais têm o comportamento moldado pelas experiências que passam ao longo do tempo. 

"Quando os humanos passam por grandes mudanças na vida, seus traços de personalidade podem mudar. Descobrimos que isso também acontece com os cães - e em um grau surpreendentemente grande. Esperávamos que as personalidades dos cães ficassem bastante estáveis, porque elas não têm mudanças no estilo de vida selvagem, mas elas realmente mudam muito", explicou o autor principal da pesquisa, William Chopik.  

Leia também: Levar o cachorro no Carnaval é seguro? Adestrador dá dicas

Tudo isso pôde ser afirmado depois que a pesquisa da Universidade Estadual de Michigan foi publicada no Journal of Research in Personality, Jornal de Pesquisa em Personalidade , em tradução livre. Nela foram analisados 1.600 cães de 50 raças diferentes. 

Dentre os cães participantes, os que tinham donos que gostavam de sair, também adoravam um passeio na rua. Já os pets que apresentavam comportamentos mais agressivo, geralmente tinham donos negativos e estressados. Na mesma linha, donos carinhosos, que deram muito carinho ao cão desde que ele era filhote, têm animais de estimação amáveis e companheiros. 

Outra descoberta foi que os animais que costumam receber muito carinho e cuidado, passear com os tutores na rua e brincar, tendem a ser mais apegados e a obedecerem mais os comandos. 

Todas essas conclusões ajudaram os pesquisadores a entenderem melhor os cães. "Descobrimos semelhanças com seus donos, o momento ideal para o treinamento e até mesmo um tempo em suas vidas que eles podem ficar mais agressivos com outros animais", contou William. 

Leia também: Homem é multado por não recolher cocô de cachorro de seu jardim

Portanto, se você tem um cachorro , trate-o sempre com carinho e tome cuidado para não transmitir o estresse do dia a dia para o bichinho. Isso pode melhorar a convivência dentro de casa, com o animal obedecendo, sendo amigável até com visitas e seguindo regras. Lembre-se, o bichinho pode ser o seu espelho. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.