A castração é a melhor forma de evitar piometra
Michelle Middleton/Pexels
A castração é a melhor forma de evitar piometra

Piometra é o nome dado a um distúrbio uterino causado pelo acúmulo do hormônio progesterona sobre útero de cadelas e gatas, geralmente com idade mais avançada, após vários ciclos de cio.

Mesmo as fêmeas não prenhas ficam expostas a uma grande concentração de hormônio por cerca de dois meses após o cio. A progesterona é responsável por preparar o útero para a gestação, diminuindo as defesas do organismo para que não destruam os espermatozoides, ao mesmo tempo em que facilita a entrada de bactérias que causam infecções.

A piometra é relativamente mais comum em cadelas do que em gatas e as fêmeas que nunca engravidaram têm maior risco de contrair a doença do que as que já deram à luz anteriormente. Além disso, o uso de  medicamentos anticoncepcionais aumenta o risco da doença, assim como outras infecções e até câncer.

Formas e sintomas

A piometra surge em duas formas, dependendo da gravidade e estado do colo do útero que pode estar aberto ou fechado.

Na aberta, há sinais de secreção vaginal de fluído uterino ou pus, com ou sem a presença de sangue. Nesses casos, a fêmea passará a lamber excessivamente a região genital, além de deixar marcas por onde senta.

Na fechada não há secreções e o pus não consegue ser expelido. Essa forma é a mais preocupante, já que o tutor pode perceber os sinais apenas quando o animal já estiver em um estado bem avançado da doença.

O tutor deve ficar atento a mudanças comportamentais e físicas como depressão, apatia, aumento no consumo de água, maior produção de urina, falta de apetite, perda de peso, febre, vômitos e diarreia.

A piometra pode levar até à ruptura do útero, colocando a vida da fêmea em risco.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico é feito por meio de exames de sangue e de imagem
Pixabay
O diagnóstico é feito por meio de exames de sangue e de imagem

Ao notar qualquer sinal, principalmente em fêmeas que tenham acabado de passar pelo período fértil, o tutor deve procurar por um médico veterinário imediatamente.

O profissional deverá pedir exames de sangue e de imagem para verificar se há sinais de infecção ou rompimento uterino e, dessa forma, indicar o tratamento mais adequado.

Como é feito o tratamento

O tratamento pode ser medicamentoso, com fluidoterapia, antibióticos e medicamentos para controlar a dor. No entanto, a forma mais eficaz de se eliminar a infecção é por meio do tratamento cirúrgico, da mesma forma que acontece a castração, que é também o melhor meio para evitar diversas doenças, como a piometra e o câncer de mama.

Para garantir que o seu pet terá toda a ajuda sempre que precisar, iG Pet Saúde está com novos planos. Cães e gatos podem contar com consultas de rotina e de emergência, cirurgias, vacinas e muito mais.  Conheça todas a vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para você e para o seu pet!

Acompanhe o  Canal do Pet e os maiores destaques do  Portal iG no Telegram!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários