Muitos donos gostam de compartilhar tudo com seus animais de estimação, principalmente os passeios e viagens. Agora, com o carnaval cada vez mais perto, surge a dúvida: como manter meu pet com saúde, evitando que ele  sofra acidentes e se intoxique nos bloquinhos?

Mesmo treinados, os cães são gulosos e curiosos, o que pode prejudicá-los em uma época cheia de cheiros, pessoas e objetos diferentes na rua. A médica veterinária Mabel Vaz explica quais materiais são tóxicos e o que deve ser evitado para manter seu cachorro sempre saudável nessas ocasiões. 

cachorro e serpentina arrow-options
shutterstock
Espumas, bebidas alcóolicas e outras coisas presentes no Carnaval podem ser prejudiciais para seu animal de estimação


Começando pela caracterização do animal, que deve ser cuidadosa. “As fantasias são ricas em enfeites que chamam a atenção e podem ser ingeridos por esses pequenos curiosos. Nestes casos, o tamanho do pet, bem como a característica do objeto deverão ser considerados”, diz. Plumas, por exemplo, devem ser evitadas, pois, as pontas, se engolidas pelo pet, podem trazer graves lesões ao trato gastrointestinal – como perfurações.

Produtos utilizados na pele do cão devem ser para uso animal , e jamais humano, a não ser que seja recomendado pelo veterinário. “Existem tonalizantes em spray e outros produtos próprios para uso em pets, e os mesmos devem ser de fácil remoção através do banho ”, alerta Mabel. Assim, o uso do spray colorido para tingir o cabelo deve ser feito bem longe do cachorro. Pets com predisposição a alergias devem ficar longe de qualquer tipo de coloração mesmo que para animais, já que podem desenvolver coceiras e outros problemas de pele.

As espumas, comumente usadas em bloquinhos de rua, são altamente tóxicas e podem causar danos gravíssimos ao animal, assim como bebidas alcoólicas. “Existem cervejas próprias para cães que são feitas a base de caldo de carne”, cita a veterinária, como opção para donos que querem que o pet curta a folia junto deles. 

O glitter humano, seja de maquiagem ou de papelaria, pode ser muito bonito e colorido, mas traz graves consequências se ingerido pelo pet , como vômito, irritação na pele e mucosas, e reações alérgicas. Portanto, é sempre bom deixar o cão bem longe dessas partículas brilhantes.

Cacos de vidro, restos de comida e outros resíduos descartados de forma irregular na rua durante essa data, podem machucar e prejudicar a saúde do animal. Fique sempre de olho no amigo peludo para ter certeza de que ele não vai comer algo que não está acostumado ou pisar em objetos cortantes.

Por fim, algo que não é tóxico, mas coloca os animais em risco é o barulho alto. Por terem a audição muito mais sensível que a dos humanos, os pets podem ficar muito desconfortáveis, agressivos e até acabarem fugindo. Tenha sempre consciência de como seu animal de estimação está se sentindo, deixe-o em casa ou com alguém de confiança se ele não estiver apto para aglomerações.

    Veja Também

      Mostrar mais