Tamanho do texto

Neste 20 de março é comemorado o Dia Mundial da Saúde Bucal de Cães e Gatos, e por isso daremos dicas de como higienizar e cuidar corretamente dos dentes do seu animal de estimação

Tártaro, bafinho e perda dentária são alguns dos problemas que nossos pets, sejam cachorros ou felinos, sofrem durante a vida. Hoje, 20 de março, foi escolhido como o Dia Mundial da Saúde Bucal de Cães e Gatos. A data visa conscientizar os tutores da importância de cuidar não só da aparência do animal, mas também da saúde da boca dele. 

Leia também: Prevenção, sintomas e tratamento da clamidiose felina

A data foi criada pela Federação Dentária Internacional, e reforça que assim como os humanos, os animais também precisam de cuidados sempre, e não só no  Dia Mundial da Saúde Bucal . Além dos problemas já citados acima, a falta de higiene na boca do pet pode trazer consequências muito mais graves que se espalham para órgãos vitais e podem levar até a morte. 

Todo dia 20/03 é comemorado o Dia Mundial da Saúde Bucal de Cães e Gatos
Shuttersock
Todo dia 20/03 é comemorado o Dia Mundial da Saúde Bucal de Cães e Gatos


Problemas que a falta de higiene bucal pode causar nos animais

A doeça peridontal, por exemplo, é uma das grandes vilãs quando se trata de problemas bucais em cães e gatos. Essa condição acontece quando as bactérias se proliferam muito dentro da boca do pet, e alguns dos sintomas são quase que tidos como algo 'normal' pelos donos: bafo, tártaro, e muita saliva. Também é preciso ficar de olho se o animal tem dificuldade em mastigar o alimento. 

Leia também: Viajar com animal de estimação requer treinamento prévio; confira dicas

Outro alerta é para os cães pequenos e idosos: a doença peridontal é mais comum neles, e se desenvolve rapidamente se a higienização do local não for feita regularmente e com cuidado. Os pequeninos tem mais probabilidade de desenvolver o problema porque em comparação a sua boca, seus dentes são muito grandes, o que facilita o acúmulo de comida, formando o tártaro. 

Sangramentos gengivais podem facilitar que as bactérias presentes nos dentes entrem na corrente sanguínea, fazendo com que elas atinjam os órgãos do animal e causando infecções e outros problemas. Por isso é sempre importante fazer uma avaliação oral do animal com seu médico veterinário.

Cuidados com a saúde bucal do animal de estimação

A escovação regular dos dentes do seu gato ou cão é um dos passos mais importantes e necessários para a prevenção das doenças citadas anteriormente. Claro que é bem mais complicado de escovar os dentes do pet do que de um humano, mas algumas das dicas abaixo podem te ajudar nessa missão:

  • Pasta de dente própria para animais, de preferência com gosto agradável;
  • Escova de cerdas macias para evitar machucar a gengiva (se for utilizar as feitas para humanos), caso prefira, existem escovas próprias para animais que são encaixadas no dedo do dono;
  • Movimentos circulares e suaves são ideais para a limpeza adequada dos dentes do pet;
  • O animal deve estar bem acomodado e calmo;
  • Iniciar a escovação pelos dentes do fundo em vez dos da frente;
Escova de dentes de cachorro
Shuttersock
Escova de dentes de cachorro

Leia também: Homem que recebeu R$ 10 para agredir cão responderá por maus-tratos aos animais

Outra dica é utilizar brinquedos próprios para higienização bucal do pet, como ossinhos e bolinhas. É importante lembrar que eles vão ajudar na prevenção do problema, e não resolvem totalmente o mau hálito e o tártaro. A escovação dos dentes dos gatos pode parecer mais fácil porque a maioria dos dentes dos bichanos são bem pequenos, mas tenha certeza de que o felino está confortável para não ser arranhado ou mordido.  Aproveite este  Dia Mundial da Saúde Bucal de Cães e Gatos para dar uma olhada nos dentes do seu animal de estimação! 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.