Tamanho do texto

Muitos donos acreditam que receber 'beijos' de seus cães é um ato de amor, mas o que eles não sabem é que isso pode trazer danos à saúde

Por mais amor que nós tenhamos com nossos pets, deixar que eles nos deem lambidas, principalmente na boca, não é uma atitude muito higiênica. Claro que se o animal comer apenas ração, e limparmos a região logo após, o problema não é tão grande. Mas, se seu  cachorro come carne crua e te dá uma lambida, isso pode ser muito perigoso. 

Pode ser prejudicial à saúde receber lambida de cachorro que come carne crua
Shuttersock
Pode ser prejudicial à saúde receber lambida de cachorro que come carne crua


Apesar de terem se tornado muito populares, as dietas com carne crua que incluem músculos, ossos, e órgãos como rins e fígado, tem grande probabilidade de terem a bactéria E. Coli (Escherichia coli). E ela pode chegar até você pela  lambida de seu cachorro. 

Doenças causadas pela Escherichia coli nos humanos

  • Intoxicação alimentar
  • Colecistite
  • Apendicite
  • Peritonite
  • Meningite
  • Septicemia

Um estudo publicado na revista Vet Record mostrou que grande parte dos alimentos presentes nesse tipo de dieta apresentam não só E. Coli, mas outras bactérias perigosas para o ser humano .

Os pesquisadores suécos examinaram amostras de 60 pacotes de carne crua, vindas de diferentes lugares da europa, como Alemanha, Suécia, Inglaterra, Noruega e Finlândia. Foi constatado que todas as amostras continham Enterobacteriaceae, ou seja, bactérias em grande parte patológicas para nossa saúde. E mais da metade dessas amostras excedia o nível de bactérias que é permitido pela União Europeia.

Mesmo que a maioria desses seres vivos prejudiciais fiquem incubados no nosso corpo e não causem doenças logo que entramos em contato com eles, foi confirmado que um terço das amostras de carne crua continham Escherichia coli, e 7% tinham Salmonella. 

Os pesquisadores alertam que as bactérias podem se espalhar pelo contato do pet com o dono, e também podem contaminar outros alimentos e objetos próximos à carne crua. "Uma das maiores oportunidades da transferência desses seres patogênicos para nós é quando os cães 'beijam' seus donos logo depois de terem comido ou entrado em contato com a carne", revelaram. 

Receber lambida de cachorro pode trazer riscos para a saúde
Reprodução
Receber lambida de cachorro pode trazer riscos para a saúde


Além disso, eles também deixaram claro que não se deve introduzir a dieta de carne crua para cães que moram em casas com recém-nascidos, crianças, pessoas idosas ou imunodeficientes, pois esses grupos são mais suscetíveis à infecções desse tipo. 

Quem optar por manter este tipo de dieta para os animais, deve manter a carne separada dos outros alimentos, manejá-la com objetos específicos apenas para elas, e também mantê-la congelada até o momento do uso. É bom evitar a  lambida  do seu  cachorro se ele for adepto da dieta com carne crua.