Tamanho do texto

Assim como as pessoas, os animais também sofrem quando expostos ao sol e precisam de proteção

O verão é sinônimo de passeio, diversão, praia, água e férias. Por mais que as pessoas gostem dessa época do ano, é preciso tomar muito cuidado com o sol. Os raios ultravioletas castigam a nossa e a pele dos animais, que podem sofrer queimaduras e até mesmo desenvolver câncer de pele. Para evitar tais problemas o protetor solar para cães foi desenvolvido.

Leia também: Você já ouviu falar em protetor solar para gatos?

Esse produto é igual aos filtros solares que usamos, ou seja, impede que os raios UVA alcancem a derme (camada interna da pele) e o UVB a epiderme (a mais externa). consequentemente, o  protetor solar para cães  evita que o pet desenvolva vários problemas de pele , como dermatite solar, que são feridas causadas pelo sol. 

Você deve passar o produto sempre que for sair de casa e, se levar o animal em viagem, é imprescindível aplicá-lo diariamente. Se possível, repasse três ou quatro vezes ao dia. Esse cuidado se estende também para os pets que gostam de tomar sol no quintal e varanda. 

Todos os cães precisam passar protetor solar?

Os cães também sofrem com o calor do verão e precisam aplicar protetor solar diariamente
reprodução shutterstock
Os cães também sofrem com o calor do verão e precisam aplicar protetor solar diariamente

A resposta é sim. Porém, algumas raças em especial precisam de cuidado redobrado, como cães de pelo curto, pele clara e, principalmente, pets com pele clara e pelos brancos. Os Dálmatas e Dogos Argentinos são exemplos de caninos que necessitam sempre de filtro solar, até mesmo em épocas de menos calor.

Animais com pele e pelagem muito claras são mais propensos a desenvolverem tumores devido à falta de melanina. Isso faz com que sejam vulneráveis aos raios solares, sobretudo no verão. A melhor forma de evitar problemas de pele é através do filtro solar. Cães com histórico de câncer de pele ou outros problemas cutâneos também precisam de maiores cuidados.

Se não sabe se seu peludo está entre os mais sensíveis, verifique a região do nariz e as orelhas. Caso sejam rosados, o animal precisa de protetor solar diariamente, pois significa que a pele sofre diante do sol.

Quando o cachorro tem pelagem dupla, é preciso conversar com o veterinário a respeito. Esse tipo de pelo tem duas camadas para proteger do calor e do frio, por isso a necessidade de uso do filtro solar irá variar de animal para animal. 

Leia também: Como lidar com queimadura de sol em cães e gatos

Escolhendo o melhor protetor solar para cães

O protetor solar para cães deve ser aplicado sempre que for sair de casa e, se levar o animal em viagem, é imprescindível passa-lo diariamente
reprodução shutterstock
O protetor solar para cães deve ser aplicado sempre que for sair de casa e, se levar o animal em viagem, é imprescindível passa-lo diariamente

O ideal é sempre optar pelo fator mais alto, mesmo se o canino não estiver entre os mais sensíveis. Lembre-se que proteção nunca é demais quando se é exposto ao sol. O ideal é escolher um o produto à prova de água, de rápida absorção e não pegajoso. Consulte o veterinário para descobrir qual marca e numeração é a melhor para seu pet. 

Os preços se assemelham bastante aos protetores solar para pessoas. Um pote com 50 g e FPS 30, por exemplo, está na faixa de 40 a 60 reais. Os fatores menores, consequentemente, custam mais baratos. Os valores variam muito de acordo com as marcas. Esse produto pode ser encontrados na maioria dos pet shops e até em lojas online. 

Jamais passe protetores comuns no pet. Além de não agir com a mesma eficácia, existe a chance do canino lambê-lo. A ingestão acidental do produto pode causar sérios problemas de saúde. 

Forma correta de aplicação

O ideal é sempre optar pelo fator mais alto, mesmo se o canino não estiver entre os mais sensíveis. Lembre-se que proteção nunca é demais quando se está exposto ao sol
reprodução shutterstock
O ideal é sempre optar pelo fator mais alto, mesmo se o canino não estiver entre os mais sensíveis. Lembre-se que proteção nunca é demais quando se está exposto ao sol

Assim que adquirir o produto, é necessário aplicá-lo corretamente na pele do canino. Espalhe pelo corpo todo, dando uma atenção especial às partes sem muito pelo. Tome cuidado com os olhos, ouvidos e nariz, pois são extremamente sensíveis. Passe um tempo antes de sair para que o protetor faça efeito. 

Impeça que o peludo lamba a pelagem e retire todo o produto. Tente distraí-lo com petiscos ou brinquedos. Mas, se acontecer, fique tranquilo porque não fará mal à saúde. Reaplique o filtro solar algumas vezes ao dia para não perder o efeito.

Leia também: Os cuidados específicos que o dono deve ter com o cachorro durante o verão

Para evitar ficar passando várias vezes , opte por um  protetor solar para cães  à prova d'água. Assim, o pet pode suar e se molhar que continuará protegido. Além disso, não se esqueça de mantê-lo hidratado, oferecer uma sombra e cuidar para que as patinhas não queimem no chão quente. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas