Tamanho do texto

Conheça as possíveis causas, o que é espirro reverso e como lidar se o animal tiver uma crise

É de se concordar que um cachorro espirrando não é uma cena muito comum de se ver. E normalmente essa reação acontece uma ou duas vezes no máximo. Mas é importante saber que, assim, como a tosse , o espirro constante pode representar algum problema de saúde mais sério. 

+Como lidar com problemas respiratórios em cães

Um cachorro espirrando sem parar pode ter alergia e até problemas respiratórios
Reprodução/ Shutterstock
Um cachorro espirrando sem parar pode ter alergia e até problemas respiratórios

Também é bom lembrar que querendo ou não um cachorro espirrando elimina sujeiras, corpos estranhos e qualquer pelinho que esteja preso em seu focinho ou incomodando a cavidade nasal. Mas o que fazer se essa reação acontece repetidamente e como saber as possíveis causas? Confira algumas dicas do que pode provocar e como lidar se o animal tiver uma crise.

Por quê o cachorro espirra com frequência?

As causas para o cachorro espirrando são várias e é necessário avaliar o ambiente ao qual ele está exposto e qualquer local novo que tenha visitado. 

O mais comum é o animal desenvolver algum tipo de alergia e infecções por conta de bactérias e vírus soltos no ar. O sistema respiratório superior é o mais afetado pelo contágio e normalmente é expressado por meio de irritações no focinho e na cavidade nasal. 

A própria poluição e os fatores desagradáveis do meio ambiente, como a fumaça do cigarro , do carro, gases tóxicos,  produtos químicos com cheiro forte e até um perfume mais chamativo que o próprio tutor usa.

A inalação de pólen da flor, em especial durante passeios ao ar livre e em parques, também irrita o nariz. A aplicação de produtos de limpeza, como amaciante, que deixam os tecidos sempre cheirosos são menos indicados para colocar na cobertinha do cão, na caminha ou em outra superfície com a qual ele tem contato constante.

Até porque, o  olfato deles é bem mais aguçado que o nosso e qualquer cheirinho é no mínimo mais forte.

O espirro pode ser causado por partículas presas no focinho, por alergia ou infecção respiratória
Reprodução Pinterest
O espirro pode ser causado por partículas presas no focinho, por alergia ou infecção respiratória

A forma do animal tentar se livrar desse incômodo é jogando para fora, o que não costuma funcionar - então ele faz isso várias vezes. Se for só alguma coisa obstruindo a respiração dele e as narinas é menos pior; basta ir a um veterinário ou o próprio dono tentar retirar (com cuidado) o material preso ali. 

O espirro pode, ainda, estar associado a engasgos, corrimento nasal, gripe, espirro reverso e falta de ânimo. 

Espirro com sangue

O espirro de caráter sanguinolento é mais preocupante do que o normal. Ao espirrar saliva, naturalmente partículas de sangue são liberadas, mas se elas passam a ser visíveis e tornam-se predominante no líquido pode ser sinal de tumor em uma das narinas ou em ambas. Essa situação é mais grave e o espirro é crônico. 

+Como socorrer um cachorro engasgado em poucos passos

Espirro reverso

O espirro reverso é um problema comum em cães braquicefálicos , com o focinho achatado e a cabeça encurtada. Isso nada mais é do que um espasmo da garganta e do palato mole, prejudicado nesses tipos de cachorro.

Infecções, alergias, mudanças bruscas de temperatura e até um puxão brusco na coleira são possíveis causas desse espirro, um pouco assustador para tutores não acostumados. Alguns sinais são comuns: o cão fica estático, estica o pescoço para cima, olhos arregalados, sons nasais como se estivesse engasgando, tosse e a respiração fica desregulada.

As raças, braquicefálicas, mais propensas ao espirro reverso são:

  • Bulldog Francês
  • Pug
  • Shih Tzu
  • Lhasa Apso
  • Bulldog Inglês
  • Boxer
  • Boston Terrier
  • Pequinês
  • Dogue de Bordeaux

via GIPHY


O que fazer se ele espirrar muito?

Primeiro, confira como está a situação total do animal. Se ele apresentar diferença entre um lado do nariz e o outro, algum tipo de inchaço no focinho ou no olho, é provável ter tomado uma picada de inseto ou de fato apresentar alergia a algum produto químico, pólen ou fumaça.

Observe se ele libera alguma secreção pelo nariz. No caso de o líquido ter cor esverdeada ou amarelada pode realmente ser resultado de alguma infecção e o veterinário deve ser consultado assim que possível. 

Se por alguma pancada ou outro motivo o nariz começar a sangrar , também procure um médico e tente estancar o sangue até chegar lá.

Evite forçar o cão a fazer exercícios físicos. Ele precisa de descanso e tranquilidade enquanto não se sabe a causa dos espirros e não se tem um tratamento em vista.

Se for espirro reverso e a causa for uma irritação na garganta, tente massagear o pescoço dele exatamente na região afetada ou no máximo é válido assoprar levemente o focinho. Mas não deixe de levá-lo no veterinário. 

+Seu cão está com dificuldade para respirar? Saiba o que fazer

Produtos químicos com cheiro forte, pólen e a fumaça de cigarro podem deixar o cachorro espirrando
Reprodução/ Shutterstock
Produtos químicos com cheiro forte, pólen e a fumaça de cigarro podem deixar o cachorro espirrando


Tratamento para espirros constantes

Ao avaliar o pet, é provável o veterinário fazer uma série de perguntas sobre o histórico dele. "Há quanto tempo o cão está espirrando?" "Existe secreção de alguma cor ou chegou a sangrar?" "Esse espirro envolve ronco ou alguma outra reação?" "O pet tem tido contato com cheiros diferentes ou muito fortes?". Tudo isso ajuda a nortear o diagnóstico e talvez o médico peça alguns exames para ter mais certeza do quadro. 

Se o espirro for resultado de partículas obstruindo a cavidade nasal, como grama ou pólen, o médico consegue retirar e logo alivia. Dependendo do grau de alergia é provável prescrever descongestionantes, anti-alérgicos e anti-histamínicos. No caso de infecções respiratórias, pode indicar antibióticos ou outros  medicamentos mais leves. 

Mas no geral é só evitar o contato do pet com cheiros fortes e não se desesperar nessa hora. Por mais que um cachorro espirrando possa ser assustador, o melhor é manter a calma e levá-lo logo ao médico. Geralmente não é nada grave, mas tome cuidado para não entrar em contato com a secreção e partículas do espirro do animal ao cuidar dele. Pode ser infeccioso. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.