Tamanho do texto

As altas temperaturas e a maior quantidade de luz são os culpados pela redução no apetite

Um dos grandes problemas do verão é o cachorro sem apetite. Talvez você não tenha reparado, mas as altas temperaturas fazem os animais comer bem menos, e isso acontece também com os humanos. Obviamente, nem todos são afetados nessa época do ano, mas a tendência é que a ingestão de alimentos seja reduzida consideravelmente.

Leia também: Você sabia que os pets também sofrem com o horário de verão? Veja como ajudar

É comum pensarmos que isso acontece apenas devido o aumento da temperatura. Porém, a maior quantidade de horas de luz é um grande influenciador. Entenda porque o animal come menos no verão e como melhorar o dia a dia do cachorro sem apetite

Por que o apetite do pet é reduzido no verão?

Um dos grandes problemas do verão é o cachorro sem apetite. Talvez você não tenha reparado, mas as altas temperaturas fazem os animais comer bem menos
reprodução shutterstock
Um dos grandes problemas do verão é o cachorro sem apetite. Talvez você não tenha reparado, mas as altas temperaturas fazem os animais comer bem menos

Muitos donos não sabem, mas o apetite do bichinho começa a reduzir durante a segunda metade da primavera. Como é um processo lento e gradual demora a ser percebido. Normalmente os tutores só se dão conta várias semanas depois, quando o verão já começou. 

Dentre os causadores da redução do apetite estão as altas temperaturas. O verão afeta consideravelmente alguns hábitos dos pets, exigindo certos cuidados específicos para preservar a saúde. Desidratação, insolação, fadiga e diminuição da atividade física estão entre os maiores riscos do verão. 

Diferente de nós, os caninos transpiram apenas pelas almofadinhas das patas e regulam a temperatura corporal através da respiração ofegante. Portanto, quando está calor, o corpo dele exige mais água do que comida, pois ajuda a refrescar e diminuir a sensação de quentura. 

Além das altas temperaturas , a quantidade de horas de luz também é um forte influenciador. Não existem conclusões exatas sobre o funcionamento desse fenômeno, mas foi observado que muitos mamíferos reduzem naturalmente a ingestão de alimentos quando há mais horas de sol. 

Leia também: Como lidar com o problema de insolação em cães e gatos

O inverno, por sua vez, tem dias mais curtos e com menos incidência solar, fazendo com que os bichos comam mais. A teoria acredita que o cérebro deles associa a diminuição de claridade à chegada do inverno. Dessa forma, o sistema endócrino recebe a mensagem de que deve acelerar o metabolismo para armazenar nutrientes e se preparar para a fase de escassez. 

O processo inverso teoricamente acontece no verão. Com dias mais longos e maior incidência solar, o organismo entende que o metabolismo pode ser desacelerado, pois é época de fartura alimentar. Esse fenômeno se reflete também no comportamento do pet, que fica mais sereno.

Não fique preocupado quando perceber que seu bichinho está sem apetite. Ele não está com problemas de saúde, é apenas uma reação natural do seu organismo, como foi visto. Nessa época, é bem comum que a fome apareça no período da noite, quando as temperaturas estão mais amenas. Permita que ele coma no horário em que se sentir mais confortável.

Lembre-se de jamais forçá-lo a se alimentar. Não é recomendado e pode gerar vários problemas. Contudo, fique bem atento para evitar perda de peso e desnutrição. 

Como solucionar o problema da falta de apetite?

A principal dica é aumentar a ingestão de líquidos. Mantenha sempre o bebedouro cheio de água limpa e fresca. Não se esqueça de limpar o bebedouro várias vezes ao dia
reprodução shutterstock
A principal dica é aumentar a ingestão de líquidos. Mantenha sempre o bebedouro cheio de água limpa e fresca. Não se esqueça de limpar o bebedouro várias vezes ao dia

Uma das recomendações mais importantes é reforçar a ingestão de líquidos. Mantenha o bebedouro sempre com água fresca e limpa. Observe várias vezes ao dia para saber quando está quase vazio, encha novamente e limpe quantas vezes for necessário.

Leia também: Com o verão se aproximando, conheça as raças de cães que sofrem com o calor

Você pode optar também por oferecer alimentos com bastante quantidade de água, como frutas. Dá para escolher entre suco ou cortar em cubinhos para comer junto da ração. Só tome cuidado com o tipo de fruta comprada e não dê em excesso, pois esses alimentos contém muito açúcar. 

A segunda dica é trocar a ração seca pela úmida. Esse alimento estimula o apetite ao oferecer aromas e texturas mais agradáveis, além de ajudarem a manter o bichinho hidratado. O lado ruim é que a ração úmida engorda bastante e pode ocasionar fezes muito moles. A solução é alternar as refeições com ração seca. 

Outra opção é preparar comida caseira utilizando alimentos naturais. É uma forma de estimular o apetite do bichinho e oferecer refeições diferentes. Consulte o veterinário antes de realizar qualquer mudança na dieta. 

Fazer sorvetes em casa é alternativa divertida, refrescante e saudável. Misture água, frutas e iogurte e coloque no congelador em forminhas de picolé. Ou, se quiser algo salgado, faça sorvetes de caldo de galinha sem sal. Você pode incrementar com alimentos apropriados para a receita.

Ofereça nas horas mais quentes do dia para o animal se refrescar. Só tome cuidado para que ele não coma demais. Tudo em excesso faz mal à saúde. 

Por último, experimente mudar os horários das refeições. O apetite tende a ser maior quando a temperatura está mais amena, como de manhã e de noite. Veja se o bichinho aceita comer em momentos diferentes do dia. 

Se notar que o peludo não está comendo, retire o alimento e ofereça em outra hora. Não deixe a comida exposta o dia todo, pois as altas temperaturas deterioram rapidamente sua qualidade e pode fazer mal à saúde. Além disso, descarte as sobras, já que o contato com água ou saliva provoca uma fermentação. 

Leia também: Os cuidados específicos que o dono deve ter com o cachorro durante o verão

Apesar de um cachorro sem apetite ser algo normal, não permita que ele pare completamente de comer. Se isso acontecer, leve-o ao veterinário rapidamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.