Tamanho do texto

As raças de pelagem curta, mas cheia de nós e amaranhados são as que mais utilizam a técnica

Quando vamos escolher um cachorro para adotar, o tipo de pelagem é um fator que influencia na decisão final. Algumas pessoas não querem as raças com fios compridos, pois acreditam que os pelos de cachorro vão cair pela casa toda e fazer muita sujeira. Para evitar isso, a escolha são os pets de pelagem curta. 

Leia também: Truques caseiros para manter o pelo de cachorro sempre brilhoso

No entanto, os futuros donos só pensam na queda e esquecem os outros problemas que acompanham os pelos de cachorro . Um exemplo é a formação de nós e emaranhados. Mesmo que o bichinho tenha a pelagem curta, os fios podem acabar se enroscando. Além de ser ruim para o dono, é muito incômodo para o bichinho.

Apesar de algumas raças não sofrerem com queda de pelo, os fios formam nós e emaranhados com mais frequência
reprodução shutterstock
Apesar de algumas raças não sofrerem com queda de pelo, os fios formam nós e emaranhados com mais frequência

A melhor forma de resolver esse problema é escovando a pelagem. Porém, pode ser bem difícil se livrar de todos os nós sem machucar o peludo. Ele sente a mesma dor que nós quando vamos pentear o cabelo todo embaraçado. Para facilitar a vida do cão e do dono, foi desenvolvida a técnica Stripping. 

O que é a técnica Stripping?

A palavra Stripping significa "decapagem", ou seja, o fio é retirado diretamente da raiz utilizando instrumentos especiais no pet shop. Dessa forma, o pelo que crescer na região em que a extração foi feita será maior, com textura mais grossa e até com uma cor diferente. A técnica ajudará a pelagem a ficar mais bonita e saudável. 

O Stripping é necessário porque as raças com pelagem emaranhada não tem seus fios trocados, já que eles não caem. Portanto, o pelo morto pode obstruir os folículos pilosos e criar infecções, assim como outros problemas de saúde. Além disso, poderia paralisar o crescimento de fios novos. 

Dessa forma, é extremamente necessário eliminar a pelagem morta dando lugar a uma nova e ajudando a pele a transpirar. Dentre as consequências imediatas da não remoção é perda de textura, falta de brilho e cor, diminuição do pelo que protege do frio e calor e formação de nós. 

Quem precisa da técnica?

As raças que não soltam pelos, mas que acabam todos emaranhados e cheios de nós. Poodle, Teckel e Schnauzer são exemplos de cães assim. Apesar de esses pets não sofrerem com a queda dos fios, a dificuldade de cuidar e manter arrumado é um problema inevitável.

Leia também: Saiba como escolher a máquina de tosa ideal para o cachorro

Existem também algumas raças que, apesar do pelo emaranhado, são mais fáceis de pentear do que outras. No entanto, esse tipo de pelagem sempre será difícil de conservar ajeitada e macia. É por isso que a técnica  Stripping foi criada. 

Alguns tipos de pelos de cachorro precisa da técnica stripping para ajudar na eliminação de fios mortos
reprodução shutterstock
Alguns tipos de pelos de cachorro precisa da técnica stripping para ajudar na eliminação de fios mortos

Num geral, os cães que mais são submetidos a este procedimento são aqueles que participam de exposições e competições. Esses locais exigem vários atributos relacionados aos padrões de raças que precisam ser seguidos a risca.

Como ela é feita?

Para que o Stripping funcione perfeitamente, o recomendado é não dar banho no cachorro antes. Os fios sujos são melhores para conseguir trabalhar. Assim que chegar ao pet shop especializado, o profissional começará a arrancar o pelo de cobertura que já está morto. Para conseguir isso, usa dedais com uma espécie de ganhos, que se engancharão nos fios para serem puxados.

Fique tranquilo que seu cachorro não sentirá dor alguma. Os funcionários têm técnicas especiais para realizar a técnica sem machucar. Após arrancar a pelagem morta, verifica-se se há uma camada de fios interior que se sobressair até o exterior. Caso isso aconteça, será utilizado um pente chamado “coat-king”. Jamais tente usá-lo em casa, pois pode debilitar o pelo do animal. 

Finalizado do Stripping, não dê banho durante alguns dias para permitir que a pele transpire e os poros se desobstruam. Banhar o animal enquanto os poros estão abertos provoca diversos problemas, por exemplo, entrar sabão por eles. 

O custo do serviço é cerca de R$ 170,00, podendo variar conforme o estabelecimento. É um valor bem salgado e provavelmente você não terá vontade de pagar. No entanto, é importante investir na técnica de vez em quando para eliminar os pelos mortos. É possível improvisar em casa também, apesar de não ser tão efetivo quanto realizar no pet shop.

Leia também: Dono pode dar banho em seu animal de estimação usando a estrutura de pet shop

Improvisando o Stripping em casa

Com o pelo do canino sujo, "bagunce-o" com as mãos para deixá-los em pé. Depois, puxe os fios que estão mais no fundo da pele e deslize seus dedos de baixo para cima. Esse procedimento irá eliminar minimamente os pelos mortos. 

A técnica stripping tem um preço salgado, mas é possível improvisar em casa
reprodução shutterstock
A técnica stripping tem um preço salgado, mas é possível improvisar em casa

Para que a técnica caseira fique ainda melhor, é preciso comprar um pente especial de Stripping. É possível encontrar em grandes lojas de animais e, caso não ache, peça auxílio a um vendedor de confiança. Depois de conseguir o objeto, passe-o por toda a pelagem para remover o resto da pelagem morta. Não precisa fazer tudo em um dia, vá aos poucos para não estressar o animal. 

A desvantagem dessa improvisação é que existe uma camada subjacente de pelos muito difíceis de remover. Para ter acesso é preciso de ferramentas especiais e saber como utilizá-las.

A importância do profissional

O Stripping é uma tarefa manual e repetitiva, complicada de ser feita, por isso é imprescindível realizá-la com profissionais de confiança. Inexperientes podem prejudicar a correta textura da pelagem do animal e causar graves problemas. 

Leia também: Quais são as maneiras corretas de escovar o pelo do cachorro?

Para que a técnica seja concluída com segurança e sucesso, leve em consideração também a experiência da pessoa. O ideal é contar com profissionais com anos de prática para que o animal não sofra e os pelos de cachorro não sejam prejudicados esteticamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.