A ração seca tem custo mais acessível%2C mas é menos saborosa
Banco de imagens/freepik
A ração seca tem custo mais acessível, mas é menos saborosa

Existem diversos tipos de ração no mercado: standard, premium, superpremium etc. É comum que existam dúvidas sobre qual tipo comprar para o seu pet, principalmente em relação às rações úmidas e secas.

O Canal do Pet conversou com uma veterinária especializada em clínica geral, para saber quais recomendações, quando optar por uma ou pela outra , quais as vantagens e desvantagens de cada uma, relacionando ao cuidado com os bichinhos de estimação.

Entre as principais diferenças existentes entre a ração seca e a úmida está a composição de cada uma. De acordo com a veterinária e clínica geral da AmahVet, Adriana Souza dos Santos, a ração úmida possui uma quantidade de umidade, carboidratos e proteínas maior que a seca.

“Em relação à palatabilidade, a  ração úmida é bem mais aceitável do que a seca, porém, em relação ao valor nutricional, temos muitas semelhanças”, afirma.

Os fatores mais importantes a serem considerados no momento de escolher entre a ração seca e a úmida são a idade, o tamanho e a raça do animal de estimação.

“Cada animal deve ser avaliado e seguir recomendações veterinárias, sabendo que há raças que são pré-dispostas à obesidade, por exemplo, ou animais muito jovens, que necessitam de dieta diferente da um animal adulto. Já um idoso, por ventura, pode ter dificuldade na mastigação e necessitar de uma dieta diferenciada, principalmente se há alguma doença”, explica.



Em relação à saúde do pet, a veterinária destaca a  questão nutricional das rações, independentemente do tipo delas, bem como uma alimentação balanceada.

“Podemos escolher a ração úmida baseada no modo que escolhemos as secas, sempre visando no benefício nutricional, marcas superpremium como primeira escolha. Cada pet deve ser analisado de modo único, pois um animal pode comer ambas rações", fiz.

A veterinária diz que a quantidade a ser oferecida também é impornte, visto que cada animal possui uma necessidade nutricional, igual aos seres humanos. "A ração úmida é muito utilizada para o animal ingerir mais líquido, sendo assim podemos acrescentar determinada quantidade de água para o animal manter boa hidratação”, pontua.

Pontos negativos
A validade da ração úmida, depois de aberta, é o primeiro ponto negativo. Ela pode estragar no comedouro dos pets muito mais rapidamente que a seca, principalmente em dias quentes.

Um segundo aspecto negativo da ração úmida é em relação aos problemas dentários que pode causar, como cálculo e acúmulo de tártaro. Por ser mais saborosa, outro problema da ração úmida é que ela pode ‘viciar’. “Em algum momento, é possível que os animais queiram apenas a ração úmida, rejeitando a seca. Além disso, a ração úmida é mais cara.

Já a ração seca não vai servir bem para os animais idosos ou para muitos filhotes que possuem dentição alterada, já que podem não conseguir mastigar corretamente.

Pontos positivos
A ração úmida é mais saborosa. Além de auxiliar o pet na ingestão de líquidos diariamente pelo teor de umidade que compõe o alimento, nos animais enfermos, facilita a ingestão de medicamentos com maior aceitação do animal. Os animais muito jovens ou idosos possuem dentição mais adequada para a ração úmida. No caso de animais idoso que tenham diminuição no olfato o alimento úmido possui aroma mais agradável.

A ração seca por sua vez possui um custo mais acessível e pode ser mantida no comedouro por mais tempo que a úmida, mesmo em dias quentes. Armazenamento simples, não depende de refrigeração para preservar. A validade também tende a ser vantajosa, dependo da ração, também pode auxiliar na limpeza dos dentes do pet. Há alternativas de rações secas muito balanceadas e completas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários