Tamanho do texto

Esse tipo de alimento é fabricado sem cereais, como milho e soja, muito presente nas rações tradicionais

Devido a onda de alimentação natural entre os donos de animais, a ração grain free tem sido vista como uma alternativa mais saudável as rações tradicionais. Para quem não conhece, esse alimento (em português, ração livre de cereais) é fabricado sem os grãos comuns nas rações, como milho, soja, etc.

Leia também: Entenda a diferença entre alimentação natural e caseira para pets

O pensamento que culminou para o desenvolvimento da ração grain free foi: os lobos não comem cereais e, como os cães são descendentes deles, não há necessidade de ingerirem esses grãos também. Apesar de essa teoria estar certa, os caninos evoluíram muitos ao longo dos anos devidos sua convivência com homem e isso fez seu corpo se transformar também.

Ou seja, como o processo de digestão dos pets mudaram, os cereais deixaram de ser um problema para o organismo. Diante disso, saiba que existem muitos mitos envolta desse tipo de ração e nem todos os argumentos utilizados, que justificam seus benefícios, são verdadeiros. É importante conhecê-los antes de investir seu dinheiro numa ração cara.

Os mitos e verdades sobre a ração grain free

Devido a onda de alimentação natural entre os donos de animais, a ração grain free tem sido vista como uma opção bem mais saudável do que as tradicionais
reprodução shutterstock
Devido a onda de alimentação natural entre os donos de animais, a ração grain free tem sido vista como uma opção bem mais saudável do que as tradicionais

1) Os cães não digerem carboidratos - Falso

Acredita-se que os cães não conseguem digerir os carboidratos presentem nas rações com cereais, mas isso é mentira. Apesar de não terem a enzina amilase na saliva, o pâncreas e o intestino produzem enzimas que cuidarão dos carboidratos. 

Além disso, mesmo que as rações grain free não tenham grãos, não significa necessariamente que possuem baixas quantidades de carboidrato. Na verdade são utilizados outros ingredientes para garantir esse composto no alimento, como batatas, feijões, vegetais ou frutas.

As rações que realmente têm baixa quantidade de carboidratos acabam sendo preenchidas por gordura, o que aumenta o risco de obesidade. Fique bem atento ao rótulo de rações com pouco carboidrato antes de comprar.

2) Os cereais não têm valor nutricional na ração - Falso

Essa afirmação também é mentira. Muitos pensam que os cereais tem a função apenas de "dar liga" aos ingredientes, no entanto, também desempenham um papel energético. Ou seja, os grãos são fonte de carboidratos que, por sua vez, serão transformados em energia ao organismo e outros nutrientes serão poupados. 

Leia também: Comida congelada para cachorro? Saiba tudo sobre esse produto

Além disso, fontes de carboidratos como os cereais e grãos também contêm outros nutrientes. O milho, por exemplo, é formato em 75% de carboidratos, mas também possui 6-10% de proteína, 4-5% de gordura e 7% de fibra. Quando são cozinhados, os nutrientes nos cereais tornam-se mais disponíveis para a absorção do organismo.

Como os caninos são carnívoros, muitos donos pensam que eles não precisam de carboidratos em sua dieta e estão certos. Esses nutrientes não são essenciais na dieta, pois o organismo consegue transformar os amino ácidos em glicose
reprodução shutterstock
Como os caninos são carnívoros, muitos donos pensam que eles não precisam de carboidratos em sua dieta e estão certos. Esses nutrientes não são essenciais na dieta, pois o organismo consegue transformar os amino ácidos em glicose

3) Os cães não precisam de carboidratos na dieta - Verdadeiro

Como os caninos são carnívoros, muitos donos acham que eles não precisam de carboidratos em sua dieta e estão certos. Esses nutrientes não são essenciais na dieta dos peludos, pois seu organismo consegue transformar os amino ácidos (presente nas proteínas) em glicose. 

A glicose é essencial para o corpo, pois é a única fonte de energia para o cérebro. Portanto, mesmo que você ofereça uma ração livre de carboidratos, o canino conseguirá transformar as proteínas e gorduras em glicose para utilizar como energia. 

Apesar disso, é interessante incluir carboidratos na dieta para "poupar" as proteínas e as gorduras. Ao ter uma fonte de energia já pronta, o organismo não precisa mais decompor os outros nutrientes. Assim, eles serão usados em funções estruturais e o corpo fará menos esforço para obter energia. 

4) Os cereais são causadores das alergias alimentares - Verdadeiro e falso

É verdade que existem cães com intolerância ao glúten, uma proteína encontrada em cereais como trigo, centeio e cevada. A única raça diagnostica até o momento com a doença são os Setters. Fora essa alergia, estima-se que apenas 10 % são do tipo alimentar e, entre estas, dos cereais são uma minoriapraticamente irrelevante.

Leia também: Dieta canina: posso oferecer carne crua no lugar da ração?

Portanto, apesar dos grãos terem um potencial alergênico, normalmente os problemas alimentares vem das proteínas. Os alimentos que mais causam alergias são os de origem animal, como carne, leite e ovos.

Estima-se que apenas 1,5% das alergias são causadas pela ingestão de grãos e cereais. Portanto, a menos que tenha um cachorro com intolerância ao glúten em casa, não tem porquê oferecer uma ração grain free. 

Vale a pena ou não investir na ração grain free?

Não foi encontrado evidências de que as rações livre de cerais são melhores para a saúde do animal. Os benefícios variam conforme o organismo de cada animal, por isso não é possível determinar um padrão
reprodução shutterstock
Não foi encontrado evidências de que as rações livre de cerais são melhores para a saúde do animal. Os benefícios variam conforme o organismo de cada animal, por isso não é possível determinar um padrão

Não tem uma resposta certa para essas pergunta, pois irá depender do organismo de cada cachorro. Consulte um veterinário especializado nesse assunto e tire todas as suas dúvidas sobre essa ração. 

Mas, num geral, não foi encontrado evidências de que as rações livre de cerais são melhores para a saúde do animal. Os benefícios variam conforme o organismo de cada animal, por isso não é possível determinar um padrão. Além disso, esses alimentos são bem mais caros e às vezes é melhor investir numa ração premium contendo os cereais. 

Leia também: Animal vegetariano: meu pet pode deixar de comer carne?

Se mesmo assim você optou pela ração grain free , o indicado é comprar as de melhor qualidade e de marcas reconhecidas. Consulte o veterinário para descobrir qual é a mais indicada para seu canino. Embora tenham um valor salgado, pode ser uma excelente alternativa para uma dieta saudável. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.