Tamanho do texto

Ressecamento e rachaduras são normais, o problema é quando isso persiste e outros sintomas aparecem

Você já encostou num focinho de cachorro? Se sim, deve ter percebido que na maioria das vezes se encontra úmido e um pouco gelado. Esse é o estado normal. O nariz possui glândulas que são as responsáveis por produzirem secreções que mantêm a região molhada. No entanto, por que às vezes ele fica ressecado e com aspecto de rachado?

Cachorro com nariz escorrendo pode indicar alguns problemas de saúde sérios

Não precisa ficar preocupado porque é normal o nariz secar de vez em quando. Fatores externos e a predisposição genética são alguns motivos que causam a alteração na umidade do focinho de cachorro . Porém, se notar que essa condição persiste e outros sintomas aparecem, fique de olho porque pode significar algo grave.

O natural é o focinho de cachorro estar úmido, mas de vem em quando ele resseca e racha
reprodução shutterstock
O natural é o focinho de cachorro estar úmido, mas de vem em quando ele resseca e racha

Motivos do ressecamento

O clima é um dos principais motivos que causam ressecamento. O verão e o inverno, muitas vezes, agridem qualquer ser vivo por serem estações extremas. Ficar muito tempo exposto aos raios solares ou em locais com temperaturas reduzidas leva a baixa hidratação e até a alteração na pigmentação. 

Mesmo que o bichinho não fique tanto tempo fora de casa, passar muito tempo em um local confinado, com pouca circulação de ar ou na frente de um aquecedor também é prejudicial. A falta de mudança no ar do ambiente causa a secura do focinho.

Focinho de cachorro quente e seco indica doenças? Saiba tudo sobre

Tirando os fatores externos, algumas raças naturalmente apresentam mudanças no aspecto do nariz de acordo com as épocas do ano. É o caso do Labrador, Samoieda e o Husky Siberiano. Já raças como Pastor Australiano, Border Collie e Pitbull, a despigmentação é genética. 

Evitando essa condição

Para evitar que o ressecamento piore e evolua para uma doença, é preciso tomar algumas medidas preventivas. Primeiramente, durante o verão, reduza o tempo de exposição ao sol. Nessa época os raios estão muito fortes e não fará bem ao pet. Ofereça água fresca durante o dia todo para mantê-lo hidratado. 

Passe protetor solar no corpo do animal, especialmente no nariz. Já existem produtos específicos para essa região. Evite utilizar filtros solares para seres humanos. O ideal é comprar um próprio para cães. Passe também vaselina para manter o focinho hidratado e aliviar as rachaduras. Ambos os produtos devem ser aplicados em pouca quantidade, pois o pet começará a lamber para se livrar do incômodo. 

Ressecar e rachar de vez em quando é normal. É preciso ficar alerta quando a condição persiste
reprodução shutterstock
Ressecar e rachar de vez em quando é normal. É preciso ficar alerta quando a condição persiste

Outra maneira de diminuir o ressecamento é lavar o nariz com água e sabão. Lembre-se de utilizar um produto exclusivo para animais, de preferência neutro ou suave. Jamais lave com sabonete humano. 

Por último, durante o inverno, evite deixar seu cão muito tempo no quintal sofrendo com os ventos gelados ou faça passeios muito longos. E, dentro de casa, não permita que ele fique muito tempo na frente de um aquecedor ou lareira. É melhor preparar um cantinho confortável com cobertas e almofadas. 

O que fazer quando o ressecamento persiste e piora?

Se você notar que a secura e as rachaduras persistem, é sinal de alerta. Além disso, se começar a aparecer feridas, sangramentos, secreção amarela ou verde, protuberâncias, inchaços, coceira e outros sintomas como, diarreia, vômito, tosse, desânimo e apatia, não há dúvidas de que a desidratação causou algo mais grave. 

Cachorro sangrando pelo nariz: o que pode provocar esse problema?

Diante de qualquer um desses sinais, leve o pet imediatamente ao veterinário. Ele pode ter desenvolvido uma doença grave e precisa de cuidados específicos. Lembre-se de contar ao profissional tudo que observou durante a piora da condição. É importante cuidar e estar atento ao focinho de cachorro para evitar que algo grave aconteça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.