Tamanho do texto

Cuidados especiais com os "velhinhos" os tornam mais felizes e saudáveis nesta etapa da vida

Parar o tempo é o sonho de muita gente, principalmente de quem já está começando a sentir os sinais da idade ou presenciar essa mudança no seu animal de estimação, por exemplo. No caso dos animais, uma boa tentativa de retardar o envelhecimento é uma alimentação para cães idosos específica e de qualidade. 

Leia também: Alimentação natural melhora a qualidade de vida dos pets

Oferecer uma boa alimentação para cães idosos melhora a disposição e a saúde deles
shutterstock
Oferecer uma boa alimentação para cães idosos melhora a disposição e a saúde deles

Dependendo da raça e porte, os cachorros entram na "melhor idade" já aos 7 anos e, nessa fase  é preciso estar atento à importância da alimentação para cães idosos , visando garantir a qualidade e aumentar a expectativa de vida dos peludos.

Em geral, com o passar dos anos, os cães tendem a diminuir a frequência das atividades físicas, preferindo passar os dias mais sossegados e contemplativos, o que muitas vezes resulta em aumento de peso.  Esse "novo" comportamento exige uma nova dieta, outra quantidade e, principalmente, uma nova formulação dos alimentos oferecidos.

Qual a melhor alimentação para cães idosos?

A partir dos 7 anos, principalmente para as raças grandes, a dieta do cão deve ter menos gorduras e carboidratos e maior quantidade de fibras e proteínas. Além disso, precisa suplementada com vitaminas para equilibrar todo organismo e reduzir os sintomas do envelhecimento. E uma boa solução para isso pode ser a Alimentação Natural (AN) .

Muitos tutores ficam em dúvida se nesta altura da vida do mascote ele poderá comer Alimentação Natural . O zootecnista Joaquim Eduardo Gabriel explica que "se o cão estiver com a saúde em dia, a AN é recomendada para qualquer idade e os mais "velhinhos" não ficam fora, pelo contrário, esse tipo de alimentação traz muitos benefícios para cães idosos”.

"Entre os benefícios para os cães podemos listar o uso de proteínas nobres e de alta digestibilidade utilizadas para reduzir a perda de massa muscular. Além disso, a palatabilidade da Alimentação Natural consegue evitar a falta de apetite de alguns "velhinhos”. A umidade da comida estimula o funcionamento e esvaziamento da bexiga, evitando infecções cálculos urinários", completa Gabriel.

Uma alimentação saudável ajuda a retardar o envelhecimento

Tanto humanos como seus pets passam por um processo de oxidação das células conforme vão envelhecendo, sendo que essa oxidação pode levar a morte dos neurônios e a um quadro de demência.

A alimentação natural para cães pode ajudar a retardar o envelhecimento
PetNut
A alimentação natural para cães pode ajudar a retardar o envelhecimento

Entre os principais sintomas da demência em cães estão a perda da visão, da audição, da dificuldade em entender comandos e da noção de espaço.  E uma das melhores formas de prevenção é oferecer vitamina C, que pode estar presente nos ingredientes da própria alimentação ou em suplementos.

Outra semelhança com os humanos é o aumento de peso com o passar dos anos. O tutor deve ficar de olho na balança de seu pet , buscando sempre uma alimentação formulada com a gorduras insaturadas (as chamadas"gorduras boas"), que contém ômega-3 e ômega-6.

"Um dos erros dos tutores é exagerar na quantidade de alimentação oferecida. Alguns não resistem ao "olhar pidão" dos peludos e enchem a vasilha várias vezes", alerta o zootecnista Joaquim Eduardo Gabriel.

O sobrepeso pode ser  responsável pelo aparecimento de muitas doenças e uma das orientações dos especialistas em Nutrologia para evitar isso é a redução de carboidratos e o uso de proteínas de alta qualidade, que ajudam a controlar o peso, são facilmente digeríveis e de alto valor nutricional.

Tudo isso pode ser encontrado na Alimentação Natural que ainda oferece ingredientes picados e moídos, facilitando a mastigação até para cães sem alguns dentes ou com dentes desgastados, o que evita a inapetência e consequente desnutrição.

Não se esqueça da água

A água também faz parte da alimentação para cães idosos e é muito importante
shutterstock
A água também faz parte da alimentação para cães idosos e é muito importante

Cães idosos podem ter dificuldades ou se recusarem a tomar água. Ofereça sempre água limpa e fresca com abundância, se mesmo assim ele tiver dificuldades, uma das alternativas é fazer oferecer uma papinha mais líquida. O que não pode é o animal ingerir uma quantidade pequena de água, isso influenciará negativamente na saúde dele.

Carinho por toda a vida

O principal objetivo da  Alimentação Natural para cães idosos é melhorar e prolongar a qualidade de vida.  Por isso, ela deve conter proteínas de qualidade,  ser de fácil digestão e sempre aguçar o olfato e paladar do mascote.  Você pode iniciar a dieta adequada do seu cão clicando aqui.

Somado à Alimentação Natural, ofereça afeto! Um cão idoso possui necessidade maior de atenção e carinho. Muitas pessoas acham que por dormir mais, não devem interromper seu sono. Porém, com bom senso e atento à idade do cão, é preciso incentivá-lo a brincar e se exercitar, evitando que tenha um comportamento distante das pessoas da casa, o que o tornará apático e triste.

Atitudes simples do dia a dia, aliadas às visitas periódicas ao veterinário e uma alimentação para cães idosos adequada e de qualidade, proporcionarão uma velhice tranquila e saudável, prolongando a vida de seu amigo de quatro patas, aumentando os bons momentos com a família.