Tamanho do texto

André L. Almeida, do Adestramento Comportamental, explica que o comportamento agressivo do cão normalmente é culpa dos donos

Cachorros e visitas nem sempre são uma boa combinação. Nem todos os animais se comportam na frente dos convidados, da mesma forma que muitas pessoas não sabem como tratar o peludo em situações assim. Pensando em solucionar o problema de ter um cachorro agressivo em casa, André L. Almeida, do Adestramento Comportamental e colunista do Canal do Pet, separou algumas dicas.

Leia também: Adestrador mostra como treinar o cachorro para os comandos "senta" e "vem"

Segundo ele, existe uma razão para o cachorro agressivo ter esse comportamento. Em geral está relacionado ao modo como tratamos o pet. Mimar demais e reforço positivo em excesso são os principais culpados, pois faz o peludo acreditar que conseguirá tudo agindo de maneira teimosa e agressiva. 

Mimar demais e reforço positivo em excesso são os principais culpados desse comportamento, pois faz o peludo acreditar que conseguirá tudo agindo de maneira teimosa e agressiva
Reprodução/ Shutterstock
Mimar demais e reforço positivo em excesso são os principais culpados desse comportamento, pois faz o peludo acreditar que conseguirá tudo agindo de maneira teimosa e agressiva

A principal forma de resolver o problema é gastando a energia do animal. "Você vai receber uma visita e seu cão é muito agitado, então você faz o que? Prende o cachorro. Isso faz ele entender que toda vez que a visita chega será preso, então fará os convidados nunca mais voltarem", explica André.

Quando for receber pessoas, lembre-se de gastar toda energia do cãozinho antes e deixá-lo quieto num canto. Se ele continuar agitado, exigindo atenção e pulando nas pessoas, ignore-o. Ele precisa entender que é errado agir assim e não irá conseguir o que deseja se não melhorar.

Leia também: Adestrador mostra como ensinar o cachorro a não pular nas visitas

Mas, normalmente, o animal fica bem tranquilo depois de gastar toda a energia e não reage agressivamente. "Você deve fazer com que o cão não queira ver a visita. Aí, quando a visita chegar, ele estará tranquilo, podendo até ser premiado pelo comportamento", comenta o adestrador.

André usa o Bulldog Léo para dar dicas de como melhorar o comportamento de um cachorro agressivo
Reprodução YouTube
André usa o Bulldog Léo para dar dicas de como melhorar o comportamento de um cachorro agressivo

Além disso, é importante também que os convidados saibam como tratar o canino. Eles jamais devem chegar pegando os objetos dele, fazendo carinho de um modo incômodo ou agindo de maneira invasiva. É necessário respeitar o espaço do animal, caso contrário as consequências serão ruins.

O jeito correto de resolver problemas desse estilo é através de regras, limites, rotina, atividade e controle da situação. O animal deve te enxergar como autoridade dentro de casa e respeitar as regras básicas da casa. 

"A falta de atividade, a falta de colocar limites, a falta de passar para os cães a informação do que não pode fazer, automaticamente os autoriza a fazer o que querem. E esse problema se estende, porque quando estiverem no elevador ele tentará morder quem entrar." Caso isso aconteça, bloqueie o comportamento dizendo um "não" firme e premie se ele te obedecer. 

Leia também: Adestrador fala da importância de creches para cachorros em grandes cidades

No vídeo, André explica mais detalhado como resolver o problema do cachorro agressivo  junto do Bulldog Léo. Confira para entender melhor como funciona o adestramento de pets com esse comportamento.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.