Tamanho do texto

Existem muitos motivos que desencadeiam tal comportamento, mas geralmente está relacionado com estresse, ansiedade e maturidade sexual

Você já viu uma cadela montando outra cadela? Apesar de não ser um comportamento canino do cotidiano, pode ser facilmente visto por donos que possuem duas fêmeas em casa. O ato de montar é associado automaticamente ao de acasalamento, mas, nesse caso, está relacionado a problemas de conduta. 

Leia também: Aprenda a manter os cães afastados de uma cadela no cio

Tal comportamento canino atinge fêmeas de todas as idades e raças e, na maioria das vezes, não tem razão aparente. O mais importante é não se desesperar quando encontrar sua cadela montando a outra parceira. Essa ação sempre tem um motivo por trás e a melhor forma de evitá-lo é solucionando o problema pela raíz. 

Os motivos que levam uma cadela montar outra cadela

Uma cadela montar outra cadela não é um comportamento tão comum, mas pode ser visto em casas que possuem duas fêmeas
reprodução shutterstock
Uma cadela montar outra cadela não é um comportamento tão comum, mas pode ser visto em casas que possuem duas fêmeas

Esse comportamento tem várias explicações, variando de fêmea para fêmea. É algo muito natural e bem mais comum do que acreditam. No caso das cadelas, o ato de montar geralmente está relacionado com alto nível de estresse, ansiedade ou maturidade sexual. 

Quando um animal passa muito tempo em casa, trancado e sozinho, é normal que encontre formas de se entreter, como montar no parceiro. O bicho busca nesse ato uma forma de fuga ou liberação da energia acumulada diante dos momentos de solidão.

No caso da sexualidade, alguns pets tendem a se masturbar quando estão entediados ou com seus órgãos sexuais amadurecendo. A liberação dos hormônios faz com que pratiquem ações como montar o companheiro. Essa fase é bastante semelhante aos adolescentes na fase da puberdade.

Além dessas razões, é possível que as cachorrinhas estejam apenas brincando uma com a outra. O ato de montar é basicamente a repetição de um movimento visto no meio externo. É bem comum entre animais com menos de dois anos. Em geral, os donos não têm com que se preocupar, a menos que a outra fêmea não goste da brincadeira e inicie um conflito. 

Outro motivo, esse um pouco mais grave que o anterior, é quando a fêmea monta a outra para estabelecer uma posição de dominância na casa. Isso geralmente começa com as cadelas mais inseguras e pouco "poderosas". Normalmente, fêmeas com personalidade dominante costumam ser mais tranquilas, pois estão firmes de sua posição. 

Leia também: Saiba como fazer o cruzamento de cães da forma correta

Quando essa é a razão para os estranhos comportamentos, os donos precisam ter cuidado para as brigas não evoluírem. Se os conflitos não forem interrompidos, as cadelas podem brigar até uma delas morrer. 

Uma razão que também leva as cadelas a montarem é a má socialização. É comum quando os animais vivem anos na rua e mais tarde são adotados, o que os leva a repetir essa ação sobre seus companheiros. 

Por fim, é possível que esse ato não tenha relação alguma com problemas de conduta, e sim com doenças. Problemas urinários ou dores na região genital desencadeiam a ação de montar. Caso suspeite disso, consulte um veterinário imediatamente. 

Se você não conseguir descobrir o real motivo sozinho, recorra a um profissional em comportamento animal. 

Evitando esse comportamento canino

Procure um psicólogo de animais para descobrir a verdadeira razão desse comportamento canino e contrate um adestrador para melhorar a conduta da fêmea
reprodução shutterstock
Procure um psicólogo de animais para descobrir a verdadeira razão desse comportamento canino e contrate um adestrador para melhorar a conduta da fêmea

A melhor forma de evitar essas situações é através do adestramento . Comece chamando a atenção da fêmea antes que pratique o ato e a distraia com outra coisa. Ofereça um petisco, um brinquedo ou leve-a para passear. Quando reencontrar a parceira nem se lembrará mais do que ia fazer.

Se a longo prazo não funcionar, diga um "não" firme sempre que ela ameaçar montar a outra cadela e, quando obedecer, ofereça um petisco. Com determinação e reforço positivo ela entenderá que não deve praticar o ato e direcionará sua energia para outra coisa.

Quando o comportamento está relacionado ao estresse e ansiedade, a melhor maneira de resolver isso é deixando a fêmea bem entretida. Compre brinquedos interativos e inteligentes, de forma que a distraia quando estiver fora de casa. E leve-a para passear sempre que possível para liberar a energia acumulada. 

Leia também: Psicólogo de animais: conheça tudo sobre essa nova área profissional

Caso nenhuma das opções dê certo, procure um psicólogo de animais para descobrir a verdadeira razão desse comportamento canino . Em seguida, contrate um adestrador profissional para treinar sua cadela. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.