Tamanho do texto

Jogos, brincadeiras e exercícios são as melhores formas de potencializar a confiança do cachorro

Assim como as pessoas, os cachorros também possuem diferentes personalidades. Tem aqueles mais brincalhões, os mais tranquilos e também os que são tímidos e inseguros . Um animal retraído é um sinal de alerta, já que isso pode acabar virando uma depressão e levá-lo a agir de forma agressiva com os outros. Dessa forma, os donos precisam ajudar seu amigo a se tornar um cão autoconfiante. 

Leia também: Como lidar com cachorros que demonstram ter medo de pessoas

Normalmente, um animal desenvolve timidez e insegurança devido a experiências ruins no passado, problemas de socialização quando era filhote ou por causa da forma como você o criou. Para combater essa situação, é importante seguir algumas dicas a fim de ajudar na transformação do pet em um cão autoconfiante , feliz e sociável.

Um animal retraído é um sinal de alerta, pois isso pode acabar virando uma depressão. Dessa forma, os donos precisam ajudá-lo a se tornar um cão autoconfiante
reprodução shutterstock
Um animal retraído é um sinal de alerta, pois isso pode acabar virando uma depressão. Dessa forma, os donos precisam ajudá-lo a se tornar um cão autoconfiante

A melhor forma de melhorar esse comportamento é através de jogos, exercícios e brincadeiras. Esses passatempos são capazes de ensinar coisas novas a ele e, consequentemente, aumentar sua segurança. Então, conheça algumas brincadeiras que qualquer dono pode fazer com o canino em casa e ajudará no aumento da confiança. 

Jogo com duas pessoas

Um animal tímido tem problemas para se relacionar com outras pessoas, por isso é importante socializá-lo primeiramente. Nesse jogo, convide um amigo seu ou algum parente para participar da brincadeira. Lembre-se de chamar alguém que o animal já conheça para se sentir mais confortável diante de sua presença. 

Nessa atividade se trabalhará com o silêncio e reforço positivo. Separe os petiscos favoritos do animal, pois serão necessários. Peça para seu amigo sentar a uns seis metros de distância de você e prenda o cachorro na guia por segurança. Entregue uma guloseima ao seu companheiro e peça para segurá-la na palma da mão, sem se mexer.

Depois, grite "cumprimenta" para o animal e veja se ele vai até seu amigo buscar o petisco. Segure-o pela guia durante o processo. Se o ato for feito corretamente, elogie o peludo. Repita isso várias vezes até o animal se acostumar. Quando achar conveniente, solte o cão da guia, grite o comando e veja se ele vai até seu amigo sozinho. 

Conforme o animal vá se sentindo mais confortável, o parceiro poderá dizer algo carinhoso sempre que buscar o petisco. Se reagir de maneira positiva, deixe-o tocar e brincar com o canino. Mais tarde, tente essa atividade com outros membros da família. 

Leia também: Qual a melhor fase para realizar o adestramento de cães?

Quando um animal se sente querido e amado por outros e também é recompensado, isso potencializa sua confiança e autoestima. De quebra o ajuda a se tornar mais sociável e aceitar a presença de outras pessoas. 

Um animal tímido tem problema para se relacionar com outras pessoas, por isso é importante socializá-lo primeiramente com a ajuda de um amigo seu
reprodução shutterstock
Um animal tímido tem problema para se relacionar com outras pessoas, por isso é importante socializá-lo primeiramente com a ajuda de um amigo seu

Esconde-esconde com comida

Para esse jogo você vai precisar do petisco favorito do cão . Deixe-o cheirar um pedaço, mas não o dê para comer. Em seguida, prenda-o por alguns segundos dentro de um cômodo enquanto você esconde várias partes da guloseima pela casa. Quando a brincadeira estiver pronta, solte-o e deixe se divertir procurando. 

É bem provável que ele encontre todas as partes escondidas. Esse passatempo o deixará muito feliz e seguro de suas ações. O ato de conseguir algo e obter lucros potencializa a confiança dos cães, por isso o jogo de esconder a comida é perfeito. Realize a brincadeira de vez em quando para estimular a autoestima do bichinho. 

Dar a pata

Esse é um truque clássico entre os peludos. Pode parecer bobo e simples, mas esse comando ajuda a melhorar a confiança do animal e potencializa sua obediência. Sempre que a ordem "dê a pata" for obedecida, ofereça um pedaço do petisco favorito e diga elogios. O reforço positivo é primordial para conseguir bons resultados. 

Repita o processo até o pet compreender e não errar mais. Vá aos poucos retirando a guloseima. Em pouco tempo ele estará obedecendo ao comando sem precisar de recompensas e será um cão muito mais feliz. 

Leia também: Saiba como adestrar o cachorro para que ele dê a pata

Sair para passear

Levar o cão para passear é muito importante para a prática de exercícios, mas também ajuda na melhora da autoconfiança. Afinal, quando mais o animal conhecer o mundo, menos assustado ele ficará. Comece levando-o para passeios curtos, perto de casa e em locais de pouco movimento. Depois, explorem lugares diferentes para que o pet se acostume a novos ambientes.

Lembre-se de passar confiança ao seu companheiro para que se sinta seguro também. Então, não vá passear em locais perigosos ou que tenha algum receio. Os animais sentem quando o dono está com medo. 

Por mais que as brincadeiras sejam úteis, não se deve abusar. Jogos demais acabam cansando o animal e, em vez de ajudarem, podem se tornar um problema
reprodução shutterstock
Por mais que as brincadeiras sejam úteis, não se deve abusar. Jogos demais acabam cansando o animal e, em vez de ajudarem, podem se tornar um problema

Aulas de agility

A prática de esporte é uma ótima forma de potencializar a confiança. Matricule seu amigo nas aulas de agility, uma atividade na qual os animais precisam vencer os obstáculos de um circuito e no final ganham petiscos como recompensa. Ele não precisa competir, apenas realizar algumas aulas para aumentar a autosegurança. 

Não exagere nas brincadeiras

Por mais que as brincadeiras sejam úteis, não se deve abusar. Jogos demais acabam cansando o animal e, em vez de ajudarem, podem se tornar um problema. Então, primeiramente escolha as atividades que deseja realizar com seu amigo e faça com moderação e equilíbrio. 

Independente dos jogos escolhidos, eles devem fazer o cão feliz, sociável, obediente, seguro e com autocontrole. Jamais grite, bata ou repreenda o animal de alguma forma durante a atividade, se não terá um efeito contrário. Use apenas reforço positivo e guloseimas de recompensa.

Leia também: Psicólogo de animais: conheça tudo sobre essa nova área profissional

Se as brincadeiras não estiverem funcionando, é melhor procurar um adestrador profissional e/ou um psicológo de animai. Eles conseguirão transformar seu peludo em um cão autoconfiante utilizando a metodologia adequada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.