Tamanho do texto

Muitos bichinhos possuem problemas de socialização por costume ou por trauma de uma situação que já passou

O medo de pessoas que alguns cachorros apresentam pode ser ocasionado por alguma experiência traumatizante, genética, falta de limite (ele acredita ser o líder da matilha – “dono da casa” e controla tudo ao seu modo) ou falta de sociabilização na idade apropriada (dos 50 dias aos 85 dias de vida) -  fase em que o cão ainda não tem todas as vacinas e, por esse motivo, muitos proprietários não saem com seus bichinhos prejudicando essa sociabilização.

+ Como fazer o cachorro valorizar alguns objetos?

Muitos cachorros tem medo de pessoas e não conseguem se relacionar
shutterstock
Muitos cachorros tem medo de pessoas e não conseguem se relacionar


Como faço para o meu pet perder o medo de pessoas?

O primeiro passo é ter consciência que, talvez, o seu peludo demore a perder o medo de pessoas  e que pode demandar bastante treino e paciência. Tentar identificar qual é a causa: o cachorro tem medo de todo mundo ou de uma determinada pessoa? Ele tem medo de todas as pessoas ou só quando elas tomam alguma atitude ou fazem algum movimento brusco? A partir desse diagnóstico, será possível aplicar o treinamento adequado.

Em algumas situações, o cão age de forma “reativa” simplesmente por achar que é o líder da casa e que precisa controlar as visitas que chegam. Nesse caso, exercícios de limites podem melhorar esse comportamento, praticando comandos de obediência como: fazer o cão esperar para sair pela porta ao ir passear, sentar para receber algo, jogar algo no chão e impedir que ele pegue, entre outros comandos (se possível, contrate um profissional habilitado para instruí-lo).

+ Animais brigando muito? Confira dicas do que pode ser feito

O Adestramento pode ajudar muito nesse problema
Shutterstock
O Adestramento pode ajudar muito nesse problema

Nos demais casos, é importante iniciar um treinamento que permita que o seu peludo associe a presença de pessoas a coisas positivas. Você pode fazer isso jogando algum petisco ou comidinha bem apetitosa para ele sempre que a visita estiver presente, mas sem ficar olhando e chamando. Apenas observe se o pet se aproxima, mesmo que depois de algum tempo, para pegar o petisco. Elogie muito toda vez que ele demonstrar interesse em se aproximar.

O apetite do seu cachorro fará toda a diferença, por isso, é muito importante controlar a alimentação e utilizar recompensas mais gostosas apenas nos momentos de treino. Nunca force a interação do seu cão com a visita: deixe que ele tome a iniciativa de se aproximar para pegar a recompensa de forma gradativa.

+ Como melhorar a comunicação com o animal de estimação

Repita o processo, de preferência, todos os dias e com diferentes pessoas (amigos e familiares) para que o animal perca o medo de pessoas aos poucos de se aproximar. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.