Tamanho do texto

Com um pouco de tempo e calma, é possível ensinar rapidamente seu cão este truque tão valorizado

Quando assistimos a filmes com cachorros, ficamos impressionados com os truques que eles são capazes de realizar. Eles rolam, dão a pata, buscam o graveto, correm por longas distâncias e conseguem encontrar o caminho de casa. No entanto, nenhum animal aprende tais feitos sozinho. Por trás sempre há o trabalho do dono ou do intrutor para adestrar o bichinho. 

Seu cachorro come chinelo? Entenda por que e saiba como acabar com o problema

Além de ser engraçado o pet realizando os comandos do dono, uma das melhores partes do adestramento é contribuir para o estímulo da inteligência. É importante sempre exercitar o cérebro do pet para ele não ficar "preguiçoso". Outro ponto é o reforço do relacionamento. Ao decidir  adestrar  o animal, as horas que o tutor irá passar ao seu lado não tem preço. 

Adestrar o cachorro para dar a pata é uma tarefa fácil, só precisa de paciência e comprometimento
Reprodução Pinterest
Adestrar o cachorro para dar a pata é uma tarefa fácil, só precisa de paciência e comprometimento

Por sorte todos os cachorros podem realizar truques se forem ensinados. Alguns aprendem mais facilmente, outros o dono precisa ter mais paciência, mas todos têm capacidade. No caso do comando "dar a pata", a única coisa que o tutor precisa é conhecer o passo a passo para adestrar seu bichinho. É uma tarefa bem tranquila, apenas requer tempo, comprometimento e calma. 

1º passo: Paciência

Como foi dito anteriormente, cada cachorro tem seu tempo para aprender, por isso é preciso paciência. Não adianta tentar ensiná-lo por poucos dias e desistir. É possível que seu pet precise de mais sessões e demore para assimilar os comandos. Também é importante não ficar frustrado, pois o animal ficará igual. Por isso, tenha calma. Aprender e ensinar devem ser tarefas prazerosas para ambos. 

2º passo: Escolha um petisco

Escolher o petisco certo é uma parte importante para ter sucesso no adestramento. Eles serão o estímulo para o pet realizar seu comando e, se fizer a ação desejada, irá ganhar a guloseima como recompensa. A recomendação é escolher o preferido do animal e reservar apenas para o momento dos treinos. 

Caso seu pet não tenha um petisco preferido ou não tenha o costume de comer, comece a procurar um que o atraia. Vá testando até encontrar um que ele goste. Se optar por comida humana, verifique antes se não faz mal ao cachorro. Por mais que ele aprecie o alimento, a saúde dele pode estar sendo prejudicada. 

Cachorro bagunceiro: Saiba como lidar com esse temperamento

3º passo: Comando verbal e gesto

Para ensinar o animal também é importante escolher um gesto adequado e um comando verbal. Isso irá ajudá-lo a assimilar sua ordem e aprender corretamente. O ideal é que seja apenas uma palavra, no caso "pata" ou "dá a pata". Escolha uma mão para ele dar a pata e use sempre ela durante o treinamento. Trocar poderá confundir o cão, e o mesmo vale se alterar a palavra de comando. É preciso ser firme quando for falar e realizar o gesto.

Caso tenha muita gente em casa, talvez seja bom avisar sobre qual mão e qual comando verbal você escolheu. Assim, quando alguém pedir para ele dar a pata, não irá deixá-lo perdido e também contribuirá para o adestramento. Após o pet aprender a dar uma das patas, comece com a outra.

Adestrar o cachorro para dar a pata é uma tarefa fácil, só precisa de paciência e comprometimento
Reprodução Pinterest
Adestrar o cachorro para dar a pata é uma tarefa fácil, só precisa de paciência e comprometimento


4º passo: Defina um local para o treinamento

Ensinar a dar a pata é relativamente fácil, mas o treinamento terá mais êxito se o ambiente não possuir distrações. Televisão, pessoas, outros animais e brinquedos são alguns exemplos de coisas que tiram a atenção do cachorro. Dessa forma, escolha um local tranquilo e silencioso para iniciar o treinamento. 

5º passo: Ensinando a dar a pata

Método 1:

Primeiramente diga para o cachorro se sentar. Será mais fácil ensiná-lo desta forma. Pegue a pata escolhida ao mesmo tempo em que diz o comando verbal. Não grite ou seja ríspido, fale num tom agradável e calmo. Assim que fizer o movimento, dê o petisco para comer. 

É bem possível que ele não entenda sua intenção, mas é normal no começo. Continue repetindo o processo até ele realizar sozinho e compreender seu comando. Realize o exercício todos os dias, da mesma forma, até ele aprender corretamente. 

Dicas para ensinar o comando "junto" ao seu cãozinho de estimação

Método 2:

Coloque a guloseima dentro da sua mão e não o deixe vê-la, mas sim cheirá-la. Depois, leve o petisco até uma das laterais do cão, aproximando de um dos lados do focinho. A intenção é induzi-lo a abrir sua mão com a pata. No entanto, se ele não fizer isso, é provável que use a boca para pegar a guloseima. Não faça nada se ele agir assim, pois não é o comportamento esperado. 

Durante qualquer movimento que indique estar levantando a pata certa, faça elogios, fale o comando verbal e dê a guloseima. Com bastante repetição ele irá entender que deve abrir sua mão com a patinha e não com a boca. Continue parabenizando-o, dizendo o comando verbal e dando a guloseima sempre que fizer o movimento certo. 

Adestrar o cachorro para dar a pata é uma tarefa fácil, só precisa de paciência e comprometimento
Reprodução Pinterest
Adestrar o cachorro para dar a pata é uma tarefa fácil, só precisa de paciência e comprometimento


6º passo: Elimine as guloseimas

Após algumas sessões de treinamento, comece a eliminar gradativamente as guloseimas. Não deixe de fazer elogios e dar o comando verbal, mas retirar os petiscos é importante para ver se ele realmente aprendeu e não só está interessado na comida. Carinhos e brinquedos também podem representar boas recompensas. 

O adestramento não deve ser interrompido logo após eliminar a guloseima. Continue treinando todos os dias, para o cérebro do pet continuar ativo e trabalhando. Então, assim que aprender corretamente, dificilmente irá desaprender o truque. Só não se esqueça de pedir regularmente para dar a pata, garantindo que ele não esqueça.

Qual a melhor fase para realizar o adestramento de cães?

Dicas gerais

  • Longas sessões de treinamento pode não ser uma boa ideia. O cão acaba ficando entediado, o dono cansado e o treino vai por água abaixo. Diminua a duração do adestramento para cinco ou dez minutos, apenas algumas vezes ao dia.
  • Em vez de petisco, experimente usar um clicker. Esse dispositivo chama a atenção do cão, que associa o som com o recebimento de uma recompensa. Adestrar usando este aparelho pode funcionar melhor com alguns animais, vale o teste. 
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.