O preço das matérias-primas para os alimentos para pet aumentou, o que influencia diretamente no valor final do produto
MART PRODUCTION/Pexels
O preço das matérias-primas para os alimentos para pet aumentou, o que influencia diretamente no valor final do produto

Para quem tem animais de estimação e precisa investir periodicamente em ração, o melhor é começar a preparar o bolso. Ao que tudo indica, esse gasto ficará mais alto ainda no segundo semestre deste ano. Devido ao aumento dos preços das matérias-primas utilizadas para a fabricação destes produtos – como soja e milho –, o valor da ração deve sofrer reajuste. 

Segundo dados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no início do mês, a categoria “alimentos para pet” cresceu 0,42% em março. De acordo com o acumulado dos últimos 12 meses, a variação foi de 22,90%, que representa quase o dobro do índice geral de “alimentação e bebidas” para seres humanos – que neste período avançou 11,62%. 

A maior preocupação do setor está diretamente relacionada à guerra na Europa, pois a Ucrânia é o terceiro maior produtor mundial de milho e a Rússia é uma exportadora fundamental de fertilizantes para o Brasil. Tudo isso implica fortemente na alta dos preços dos alimentos para os pets e para os bovinos e suínos também.

Para garantir que os pets tenham sempre ajuda quando necessário, o iG Pet Saúde oferece aos tutores consultas emergência e até opção de transporte ao veterinário.  Confira essas e outras vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para cães e gatos, com 50% de desconto nos três primeiros meses . Acompanhe o  Canal do Pet também no Telegram!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários