O gato rajado é muito mais do que um gatinho comum
Alice/Unsplash
O gato rajado é muito mais do que um gatinho comum

Os gatos malhados são muito comuns e é quase impossível que alguém nunca tenha visto um. Porém, o que nem todo mundo sabe é que o rajado, como também é conhecido, não se trata de uma raça de gatos e tampouco é, necessariamente, um gatinho vira-latas (SDR).

O gato tabby (malhado em inglês) é um tipo de pelagem que pode ser encontrado em diversas raças, até mesmo algumas consideradas exóticas e raras. Eles podem ser encontrados tanto com pelos curtos, quanto com pelos longos e em variadas cores.

Entre algumas das raças mais comuns para se encontrar esse tipo de pelagem estão os  Bobtail Americano, o Gato de pelo curto europeu, Ocicat, Toyger e o Mau Egípcio. As variações de cores mais comuns são a cinza, laranja, marrom, amarelo, preto, branco e canela.

Além disso, as manchinhas podem ser vistas de diferentes formas, como listras, pontilhados, espirais e lineados.

  • Tabby Clássico: listras curtas, curvadas e mais grossas.
  • Cavala Tabby: listras verticais e finas que vão se curvando pelas laterais do copro.
  • Tabby Tiquetado: as listras são mais como manchas ao longo do corpo.
  • Tabby remendado: tem manchas vermelhas e marrons distribuídas pelas quatro pernas e cabeça.

A genética e a personalidade do gato rajado

Os gatos na cor laranja estão entre os mais populares, junto aos da cor cinza
Sam Chang/Unsplash
Os gatos na cor laranja estão entre os mais populares, junto aos da cor cinza

Com uma variedade tão grande, em raças, cores e padrões, a genética do gatinho malhado é, na verdade, um mistério. O que se sabe é o gato nasce com dois genes dominantes e um gene conhecido como “modificador”, que é o gene responsável por dar esse aspecto tigrado à pelagem e é o gene dominante.

Por isso, ele é mais facilmente transmitido para os filhotes, podendo vir tanto pelo gato macho, quanto pela fêmea. E é isso que faz com que um gato malhado seja tão comum em qualquer parte do mundo.

Essa aparência remete muito aos gatos selvagens, e não é mera coincidência. Já que o aspecto desse gato ajudava seus ancestrais a se camuflarem nas árvores e a caminharem pelas florestas de modo que pudessem se esconder de possíveis predadores. Mas não se deve confundir, lugar de gato doméstico é sempre dentro de casa.

Outro fato curioso sobre os gatinhos malhados é a sua fama de bonzinho. Até mesmo uma pesquisa publicada pelo Journal of Applied Animal Welfare Science já investigou a relação entre esse tipo de pelagem e o comportamento dos gatos.

No estudo foram entrevistados 1.274 tutores de gatos e o resultado apontou que os gatos malhados são, geralmente, mais calmos, dóceis e carinhosos. Lembrando que sempre se deve levar em conta o local onde o animal vive, como ele é criado e, o mais importante, que cada animal é um individuo único.

Assim como qualquer gato, o rajado passará boa parte do dia tirando o sono da beleza, mas é importante que ele tenha como gastar toda a energia acumulada. O enriquecimento ambiental faz toda a diferença, para que não fiquem entediados.

Leia Também

Uma letra e muitas histórias

O gato malhado cinza é o mais comum, encontrado em diferentes padrões de pelo e manchas
Sophie Dale/Unsplash
O gato malhado cinza é o mais comum, encontrado em diferentes padrões de pelo e manchas

Uma característica muito marcante desses gatos está, literalmente, na cara. Algo que todos eles têm em comum é uma mancha com o formado de uma letra “M” logo acima dos olhos.

Está marca também faz parte de um traço genético e não existem muitas informações a respeito. O que não faltam, porém, são lendas que contam a origem desta marca na testa dos bichanos.

No Egito, onde os gatos já foram adorados como deuses, se acreditava que esse “M” vinha como uma representação do termo egípcio “Mau”, que significa gato.  

Outra lenda remete a Muhammad ibn Abdullah, mais conhecido como Maomé, que era um grande adorador de gatos e tinha um chamado Muezza. A lenda conta que Muezza salvou o líder religioso da picada de uma cobra venenosa e o tutor teria marcado o M na testa do animal, como forma de agradecimento e para registrar o heroísmo do felino.

Há também uma lenda que diz que um gato malhado costumava se aninhar junto ao berço de Jesus Cristo, para proteger o menino do frio. Como forma de agradecimento, Maria acariciava a cabeça do felino, marcando assim a sua inicial na testa do animal.

Um gato muito popular

Os gatos rajados são os mais populares em todo o mundo
Timothy Meinberg/Unsplash
Os gatos rajados são os mais populares em todo o mundo

Sendo um animal tão comum, não seria estranho que também fosse tão popular quanto. Lembrando que os gatos rajados não se tratam de uma raça de gato, mas de um tipo de pelagem que pode ser encontrado em raças puras ou nos famosos sem raça definida.

O gato rajado é o bichano mais comum em lares de todo o planeta, sendo vistos em diferentes “modelos”. No geral, por serem dóceis e de fácil manutenção, esses bichanos ganharam uma enorme popularidade. Além disso, embora eles sejam muito parecidos, é praticamente impossível que se encontre dois gatos rajados iguais.

Acompanhe o  Canal do Pet também no Telegram. E, para garantir o melhor para o seu melhor amigo,  conheça todas as vantagens de ter um plano de saúde pet!

** Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, Renan Tafarel é apaixonado por pets e cultura pop. Escolheu o jornalismo por enxergar na profissão uma oportunidade abrangente de conhecer novas pessoas, culturas e histórias diversas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários